Terapia empresarial: formas de implementar e desconstruir tabus!

Entenda os benefícios para colaboradores e empresas com dados.
mulher em terapia empresarial
Mais terapias de Rodrigo Roncaglio
4.2/5 - (5 votos)

Sabia que a terapia empresarial é uma excelente forma de reduzir o turnover, absenteísmo, reter talentos e promover saúde mental e integral em sua equipe?

Se proporciona tantos benefícios, por que ainda é um tabu?

Neste artigo te mostro dados que comprovam a eficácia das terapias nas empresas, além de entender, por meio de análise de dados, as causas e consequências de ser um tabu dentro das instituições. E como podemos contribuir para priorizar a saúde mental nas empresas!

Sou Rodrigo Roncaglio, CEO do Guia da Alma – a solução completa para a Saúde Mental no trabalho. Boa leitura!


Terapia em empresas: qual a importância?

Terapia em empresas: qual a importância?

Foto: Prostock-studio – Envato

Para desconstruir o tabu em torno de fazer terapia, precisamos falar sobre saúde mental nas empresas.

Apesar de ser um tema cada vez mais comentado por conta da pandemia, o problema não é recente.

A OMS já estimava que no mundo 300 milhões de pessoas sofriam de depressão e 1 bilhão de ansiedade, em algum nível.

Porém, segundo pesquisa realizada pela consultoria Falconi, durante a pandemia se intensificaram os índices de depressão, síndrome de burnout CID-11 e transtornos emocionais, com quase 40% das empresas registrando aumento de doenças psiquiátricas.

Já o Instituto Ipsos realizou um estudo que comprova que mais de 50% dos trabalhadores brasileiros afirmam que sua saúde mental e emocional piorou entre 2020 e 2021, ou seja, após o início da pandemia. No Brasil o índice foi superior à média geral de todos os 30 países entrevistados pelo instituto.

Foi por essa necessidade, que cada vez mais as pessoas e corporações têm falado sobre o tema!

“A terapia tem me ajudado muito, ela me permitiu conciliar com meu passado vivendo o presente visualizando o meu futuro, me da ferramentas pra vivencia diária e mais feliz, me permite melhorar o meu autoconhecimento e o meu desenvolvimento psíquico, físico e emocional.” Edith Riano, paciente

Os dados não mentem: a saúde mental deve ser foco, também, da gestão de RH dentro das empresas.

Uma saída para cuidar da saúde mental dos colaboradores é implementar benefícios de saúde mental, ou seja, ofertar a terapia corporativa para os colaboradores.

Até porque, em estudo de 2022 da Global Learner Survey, foi apurado que 92% dos brasileiros priorizam empresas que oferecem algum tipo de serviço ou programa voltado às questões de saúde mental.

Recentemente a demanda para contratação de serviços de saúde mental nas empresas, como terapia online, por exemplo, tem aumentado. Isso corresponde a um plano de ação prático que as instituições estão começando a trazer para a cultura organizacional.

Faz sentido pra você? Todos esses dados você encontra em nosso report completo com dados sobre Saúde Mental no trabalho, confira!

Mas como funciona a terapia para empresas?

Mas como funciona a terapia para empresas?

No ambiente corporativo, a forma mais comum é de maneira individual e online, oferecida como benefício pela própria empresa.

Na terapia de forma individual, o atendimento ocorre apenas entre terapeuta e colaborador, onde esse sente-se em um ambiente reservado e seguro para compartilhar o que sente.

A modalidade de terapia online também traz conforto e facilidade, principalmente na modalidade de trabalho remoto, onde os colaboradores estão em diferentes localidades.

Em relação aos horários, sendo individual, também fica à critério do colaborador marcar com terapeuta melhor horário. De preferência em um horário não comercial, onde possam conversar online, por meio de plataformas de videoconferência.

Existem diversas abordagens e tipos de terapias, como: psicológicas, complementares e holísticas.

Cada pessoa pode realizar o tipo de terapia que mais se identificar, no horário e forma que for mais conveniente.

O que realmente importa é a transformação positiva que ela pode gerar nos colaboradores, em termos de bem-estar e performance.

Mas se os benefícios e facilidades são tantos,

Por que fazer terapia ainda é tabu?

Por que fazer terapia ainda é tabu?

Foto: StudioVK – Envato

Infelizmente, para grande parte da sociedade fazer terapia ainda é um grande tabu, pois existe o estigma de que terapia é apenas para “doentes mentais” e “loucos”.

  • Muitas pessoas escondem que estão com problemas por medo de serem vistos como fracos e demitidos e, com o passar do tempo, desenvolvem problemas graves;
  • Existem aquelas que fazem terapia, mas não contam para ninguém, pois têm vergonha;
  • Outras deixam de procurar ajuda terapêutica com medo do julgamento e preconceito;
  • E por conta da desinformação, muitas nem sabem que existe apoio terapêutico disponível.

Esse tabu traz prejuízos para todos, inclusive para empresas!

Muitos dos custos com perda de produtividade, afastamentos e turnover, são causados por problemas de saúde mental.

Segundo dados de uma pesquisa realizada em 2019 pela Mental Health America, mais de 50% dos profissionais afirmaram ter medo de tirarem algum dia de folga por causas referentes à saúde mental, da mesma forma que quase 70% optaram por nunca falarem sobre esse assunto com os superiores.

Uma das razões para esse ponto ser ainda um tabu nas empresas pode ser o desconhecimento de gestores e líderes sobre o assunto.

Uma pesquisa da empresa britânica Capita revelou que quase 50% dos profissionais acham que os seus superiores não saberiam o que fazer se eles afirmassem possuir algum problema relacionado à saúde mental.

A saúde mental no trabalho é pauta que precisa fazer parte da cultura organizacional de toda empresa. Essa é uma das habilidades que deve desenvolvida na gestão de pessoas humanizada do RH do Futuro, que prioriza a saúde do funcionário na instituição.

Felizmente, aos poucos, cada vez mais tem se falado sobre o tema! E os colaboradores também têm buscado empresas abertas a essa discussão!

Terapia empresarial como novo benefício

Terapia empresarial como novo benefício

No começo de 2022, a Microsoft realizou uma pesquisa sobre as tendências no trabalho. Veja os resultados:

  • 58% dos trabalhadores brasileiros preferem migrar para o trabalho híbrido ou remoto;
  • Uma das característica mais importante para os trabalhadores, atualmente, é cultura positiva e benefícios de saúde e bem-estar.

Como afirma Sheila Mittelstaedt, sócia da empresa KPMG:

“Estudos já apontavam que o mercado de serviços para saúde mental e bem-estar iria despontar nas próximas décadas. O ponto é que a pandemia acelerou o que iria acontecer daqui a cinco, dez anos.”

A busca pelo tema de maneira geral aumentou muito, e o investimento também: de acordo com dados do instituto de pesquisas PitchBook, o lucro das startups americanas de saúde mental, em 2020, foi o equivalente a quase 1,6 bilhão de dólares. No Brasil, segundo dados da plataforma Distrito, em 2020 o país levantou cerca de 4,68 milhões de dólares em investimentos.

Ou seja: é fato que as pessoas têm buscando cada vez mais auxílio para seu bem-estar mental! Inclusive C-levels de grandes empresas e líderes.

E os colaboradores estão optando por empresas que ofereçam benefícios. Ao mesmo tempo, os dados mostram a necessidade de levar essa pauta a sério, já que os índices de doenças mentais são graves.

Portanto, tendo em vista o contexto social e estrutural, é necessário que a gestão de RH foque no cuidado com os profissionais, sempre priorizando um diálogo aberto e com escuta ativa. Assim, o colaborador sentirá mais segurança para buscar ajuda!

É aí que entram plataformas como o Guia da Alma, uma solução para apoiar empresas a inserirem benefícios em saúde mental para seus colaboradores.

3 benefícios em oferecer Terapia nas empresas como benefício ao colaborador

3 benefícios em oferecer Terapia nas empresas como benefício ao colaborador

Foto: westend61 – Envato

Dentre tantos benefícios que a terapia pode oferecer, entenda 3 dos principais com base em dados!

1. Redução de turnover e retenção de talentos

1. Redução de turnover e retenção de talentos

No fim do ano 2021 foi realizada uma pesquisa pela empresa de consultoria Robert Half. O objetivoao analisar mais de mil profissionais, foi o de analisar as causas que levam os colaboradores a se afastarem de seus cargos e buscar novos em 2022. Os resultados obtidos foram:

  • 19% relataram desejar aprender algo novo;
  • 17% afirmaram a busca de realização pessoal;
  • 12% desejavam melhor qualidade de vida.

É preciso levar esses pontos em consideração, já que, em 2022, o Brasil já vive a sua grande resignação, com quase meio milhão de colaboradores pedindo demissão por mês.

Corroborando à pesquisa anterior, a revista Você S/A apurou, após entrevistar especialistas e profissionais, quais seriam as principais razões que levavam os colaboradores a se demitirem. O resultado foi:

  • Vontade de ganhar um salário maior;
  • Necessidade de trabalhar em um ambiente mais saudável;
  • Ânsia por melhor qualidade de vida.

Percebe o quanto a qualidade de vida no trabalho, principalmente nos últimos tempos, tem se tornado uma prioridade entre os profissionais brasileiros?

É isso o que as empresas precisam priorizar dentro da sua equipe de funcionários ou irão perder seus melhores colaboradores por não valorizarem as suas necessidades.

Em pesquisa de março de 2022, foi relatado que mais de 600 mil trabalhadores pediram demissão de seus cargos. Segundo o Cadastro Nacional de Empregados e Desempregados (Caged), do IBGE:

  • Entre março de 2021 e março de 2022 a taxa de demissão voluntária aumentou em quase 40%;
  • O total de registros de demissão voluntária foi o equivalente a quase 500 mil.

Quando me refiro aos últimos tempos também é preciso levar em consideração a juventude que ocupa os cargos atualmente. Você sabe quais são as prioridades da nova geração ao optarem por permanecerem ou se desligarem de um cargo?

A Perpetual Guardian realizou uma pesquisa com as universidades e chegou à seguinte conclusão:

  • A geração dos millennials (pessoas nascidas após o início da década de 1980 até, aproximadamente, o final do século) ou também chamada geração Y têm a qualidade de vida como sendo mais importante em um cargo do que até mesmo o salário;
  • Para a geração Z (pessoas nascidas entre 1995 a 2010) as prioridades, em ordem de preferência, são: qualidade de vida, autonomia e flexibidade.

Ou seja: se você quer manter os talentos em sua empresa e reduzir o índice de turnover, invista em qualidade de vida em sua empresa. Isso significa, também, priorizar saúde mental e incluir ofertas de benefícios para os colaboradores.

2. Saúde mental da equipe em dia = mais produtividade!

2. Saúde mental da equipe em dia = mais produtividade!

Vamos para mais dados? A empresa multinacional Willis Towers Watson realizou uma pesquisa para apurar os dados da saúde mental no Brasil. Os resultados foram:

  • No segundo semestre de 2020 as principais prioridades para quase 60% das empresas foram melhorar os serviços de saúde mental e gerenciamento de estresse;
  • Já em 73% das empresas as prioridades foram serviços online de saúde emocional em decorrência das consequências da pandemia de coronavírus;
  • Quase 50% das instituições priorizaram aplicativos que focam no bem-estar, como meditação;
  • 44% consideraram que o mais importante é fornecer, aos colaboradores, acesso fácil à soluções de saúde mental de alta qualidade.

De fato, após essa pesquisa, é possível ver como a partir de 2020 a prioridade das empresas começou a ser a saúde mental da sua equipe.

Em dados coletados pela Secretaria Especial da Previdência Social e Trabalho, em 2020, mais de 500 mil pessoas se aposentaram ou se afastaram do trabalho por causa de transtornos mentais.

Segundo estimativa da OMS 30% dos trabalhadores têm transtornos mentais e estão entre as principais causas de perdas de dias de trabalho no mundo e produtividade.

Em contrapartida, uma pesquisa na Harvard Business Review revelou que colaboradores satisfeitos são 31% mais produtivos, 85% mais eficientes e até 300% mais inovadores.

“Não imaginava colocar a terapia em minha vida, só sei que no dia que eu fiz, eu me entreguei, me deixei conduzir nessa experiência que foi única em minha vida, aprendi a olhar para os sentimentos que estavam me deixando mal e fazer deles um instrumento de crescimento, aprendizado e aprendi também a ser eu na minha vida.” Cristiano de Oliveira Mariano, paciente

Estabelecer a saúde mental de seu time enquanto pauta é extremamente fundamental, tanto para a produtividade e bem-estar do colaborador, como para os resultados obtidos pela empresa.

É aí que plataformas como a Guia da Alma surgem enquanto solução para empresas que querem oferecer esses benefícios para seus funcionários, mas não sabem por onde começar.

3. ROI (retorno sobre o investimento) garantido!

3. ROI (retorno sobre o investimento) garantido!

A terapia empresarial, funciona perfeitamente em trabalhos remotos e é mais econômico para a empresa.

Se você ainda não investiu em saúde mental em sua empresa por achar que o custo é alto, a Organização Mundial de Saúde (OMS) realizou esse cálculo e chegou à conclusão que, para cada 1 dólar direcionado à prevenção e cuidado da saúde mental dos colaboradores, o retorno para a empresa é de 4 dólares.

Em se tratando de resultados, o retorno relacionado à investimento em saúde mental e bem-estar de seus trabalhadores é muito mais viável, principalmente na modalidade remota.

6 tipos de Terapia que a empresa pode oferecer

6 tipos de Terapia que a empresa pode oferecer

Foto: friends_stock – Envato

Quando fala-se em terapia, automaticamente pensa-se na psicológica, mas existem vários outros tipos que podem ser ofertados, também de forma online, para os colaboradores. São as chamadas terapias complementares.

Terapias complementares — também chamadas de terapias integrativas e complementares de saúde, ou terapias holísticas — são práticas terapêuticas reconhecidas pela OMS (Organização Mundial da Saúde) e pelo Ministério da Saúde do Brasil, que, em seu viés de tratamento, consideram aspectos relacionados à saúde mental, física e emocional de maneira integral.

Sendo reconhecidas por seus resultados, tais práticas já estão, inclusive, disponíveis no SUS (Sistema Único de Saúde).

Segundo o Portal do Ministério da Saúde:

“Tais sistemas e recursos envolvem abordagens que buscam estimular os mecanismos naturais de prevenção de agravos e recuperação da saúde por meio de tecnologias eficazes e seguras, com ênfase na escuta acolhedora, no desenvolvimento do vínculo terapêutico e na integração do ser humano com o meio ambiente e a sociedade.”

Dessa maneira, no Brasil, mais de nove mil estabelecimentos de saúde de atenção básica e serviços de alta e média complexidade oferecem 56% de consultas em terapias complementares.

E a novidade é que podem ser oferecidas nas empresas também como benefício, uma novidade do Guia da Alma!

“Minha vida mudou após as sessões de terapia holística, me fez olhar para dentro de mim. Foi maravilhoso! Tinha ansiedade, medo. Após o tratamento tive autocontrole sobre minha emoções, para seguir em frente.” Neuza de Souza, paciente

“Já fiz uma sessão de Terapia Holística e foi super acolhedor está ali dividindo todas minhas angústias, medos, traumas de uma forma tão abrangente, e na sessão não senti julgamento, me senti em paz, aliviada e leve por estar passando tudo aquilo que me afligia, e o tratamento me senti muito melhor depois de alguns dias, excelente!” Jane Santiori

Veja alguns tipos de terapias complementares e holísticas que as empresas podem oferecer, bem como práticas terapêuticas:

1. Meditação Mindfulness

1. Meditação Mindfulness

Mindfulness é uma meditação focada no presente, estabelecendo uma relação de atenção plena com o que acontece ao seu redor e dentro de seu corpo.

É manter o maior estado de consciência possível, focando tanto na respiração, quanto em cada movimento que o seu corpo exerce.

A técnica de mindfulness conecta ação e pensamento, sendo também conhecida como Prática de Atenção Plena, utilizada para aumentar o foco e disciplinar a mente.

Algumas técnicas de Mindfulness no trabalho que podem ser usadas durante a prática são, por exemplo:

  • Exercícios de Respiração contada;
  • Treinamento do foco e concentração;
  • Scanner corporal.

Empresas como Google e Facebook já oferecem meditações de maneira recorrente para seus colaboradores há anos.

Diversos estudos científicos apontam benefícios relacionados à prática de Mindfulness, como:

  • Melhoria da memória;
  • Desaceleração do envelhecimento cerebral;
  • Redução dos níveis de estresse.

2. Thetahealing

2. Thetahealing

Thetahealing é uma técnica terapêutica e de meditação que trabalha a identificação e transformação de crenças limitantes que podem estar impedindo que uma pessoa desenvolva e alcance os seus objetivos de qualquer ordem e área em sua vida, tanto em aspectos pessoais quanto profissionais, por exemplo.

Através do Thetahealing é possível que a terapeuta e o cliente, após reconhecer os padrões, traumas e crenças limitantes, possam ressignificá-las e entender melhor as suas origens.

Ao entender a origem, é realizado um trabalho intenso com o paciente para que a energia possa ser alterada através das técnicas utilizadas na prática.

3. Constelação empresarial

3. Constelação empresarial

Segundo este método, todas as pessoas que pertencem a um determinado grupo empresarial estão conectadas em algum nível.

Dessa forma, a constelação empresarial sistêmica, dentro de uma empresa, busca a identificação e resolução de conflitos, também podendo contribuir para problemas relacionados à dificuldades financeiras, de comunicação entre membros da equipe e muito mais!

Nas sessões de constelação empresarial, o atendimento pode acontecer de forma presencial ou remota, iniciando com uma entrevista para definição das estratégias a serem realizadas. Recomenda-se essa terapia para empresários, fundadores e CEOs.

As vantagens para as empresas que adotam essa terapia são inúmeras, entre elas a melhoria dos relacionamentos interpessoais, de performance pessoal, tomada de decisões e muito mais!

4. Reiki

4. Reiki

O Reiki para empresas é uma técnica que reestabelece a energia vital através dos centros energéticos do corpo, proporcionando bem-estar físico e mental por meio do equilíbrio energético.

O Reiki é uma terapia complementar, reconhecida pelo Ministério da Saúde, que equilibra nossa energia vital e traz bem-estar. Ideal para equipes que buscam relaxamento, alívio dos sintomas da ansiedade, estresse e tantos outros benefícios.

Os benefícios do Reiki refletem em uma equipe mais desestressada e produtiva.

Segundo uma pesquisa publicada na Revista latino-americana de Enfermagem, uma sessão de reiki de trinta minutos produz resposta de melhora instantânea na pressão arterial diastólica em enfermeiras com síndrome de burnout.

5. Ginástica e Yoga laboral

5. Ginástica e Yoga laboral

As sessões de ginástica e yoga laboral são essenciais para manter foco na atividade física, o que influencia diretamente na saúde mental.

Alongamentos associados à técnicas de respiração são extremamente úteis para liberar doses de neurotransmissores do bem e equilibrar a relação entre corpo e mente, ocasionando um relaxamento muito útil para tratar casos de ansiedade crônicos.

Alguns benefícios da prática da Ginástica laboral são:

  • Redução da sensação de cansaço e esgotamento físico;
  • Melhora da disposição;
  • Melhora do condicionamento físico, flexibilidade, resistência e consciência corporal;
  • Combate à doenças ocupacionais, como LER, estresse no trabalho, depressão e ansiedade;
  • Entre outros.

Assim como na meditação mindfulness, no momento em que as posturas são realizadas na yoga no trabalho é preciso estar atento ao momento presente, focando na respiração e em cada movimento que o corpo produz.

6. Stress Relief

6. Stress Relief

Stress Relief é uma metodologia especial do Guia da Alma, que une a prática do alongamento + meditação.

Ao unir os dois, o corpo e a mente tornam-se ativos ao mesmo tempo que relaxados. A prática da meditação traz o colaborador ao presente, enquanto o alongamento acorda os músculos e as articulações, prevenindo doenças motoras e dores crônicas.

Como implementar a terapia na sua empresa?

Como implementar a terapia na sua empresa?

Foto: insidecreativehouse – Envato

Agora que entendemos todos os benefícios, vamos ver como é possível oferecer terapia para colaboradores.

Veja agora como implementar, de forma prática, a terapia empresarial em seu local de trabalho!

Desconstrua tabus através do diálogo

Como cada empresa tem uma cultura e clima organizacional inerentes, não existe uma fórmula específica para abordar esse tema nas empresas.

Mas existem algumas estratégias que podem ser avaliadas e testadas! Atente-se às dicas:

  • Incentive o diálogo por meio de uma escuta ativa e empatia no trabalho;
  • Faça ações de endomarketing falando sobre o tema internamente;
  • Estabeleça uma política de feedbacks e 1:1, para que os funcionários possam se sentir à vontade na empresa;
  • Crie momentos de bem-estar com integração entre a equipe e lideranças. Técnicas como meditação mindfulness e yoga, por exemplo, são excelentes para unir o time e criar vínculos, onde todos compartilham como estão se sentindo;
  • Fortaleça a liderança com treinamentos. Líderes devem estar prontos para entenderem quando um colaborador precisa de ajuda. E também para se mostrarem vulneráveis e acolhedores, para que haja um estímulo mais maduro em relação às conversas e resolução de problemas no time.

É necessário desconstruir os tabus acerca da saúde mental nas empresas, até para que os profissionais sintam-se seguros para aderirem a novos benefícios de saúde mental, como terapia.

Ofereça terapia como benefício

Ofereça terapia como benefício

Reafirmando o supracitado, após a pandemia de coronavírus ficou mais nítida a necessidade de priorizar questões relacionadas à saúde mental dos trabalhadores, como:

  • Síndrome de Burnout;
  • Ansiedade;
  • Depressão;
  • Entre outros.

Oferecer soluções em saúde mental como benefício (seja com cobertura completa, coparticipação ou ofertas especiais), é essencial.

Uma das soluções que segue sendo uma forma substancial de oferecer auxílio aos profissionais é oferecer plataformas de terapia online enquanto benefício no trabalho, ou seja, uma empresa de terapia empresarial.

O Guia da Alma surgiu em 2016 como uma plataforma que oferece várias terapias online com terapeutas certificados e especializados!

Essas práticas integrativas ajudam a sua empresa a crescer e estimular o autocuidado de seus colaboradores.

Através da plataforma, é possível fazer a terapia de sua escolha com 1 dos 250 terapeutas certificados, com mais de 10 mil avaliações positivas!

Dessa forma, os seus colaboradores podem reduzir seus níveis de estresse e ansiedade, com ajuda terapêutica.

Além disso, nos Planos do Guia da Alma para empresas também estão inclusas palestras e treinamentos de conscientização sobre saúde mental e muito mais!

Ofereça terapias online para a sua equipe: Garanta o equilíbrio físico, mental e emocional para a sua equipe de colaboradores!

4.2/5 - (5 votos)

Fundador e CEO do Guia da Alma. Especialista em Saúde Mental corporativa. Especialista em Terapias Complementares. Palestrante e Instrutor de Meditação Mindfulness para Empresas.

AGENDAR!

6 práticas indispensáveis e acessíveis para criar uma cultura saudável!