10 filmes sobre Borderline: vivendo no limite!

Um novo olhar para a saúde mental e Transtorno de Personalidade Borderline.
filme sobre borderline
Mais terapias de Maria Eduarda Pepe
5/5 - (1 voto)

Como anda a sua saúde mental? Trago até você uma lista com filmes sobre Borderline CID, para que eles possam contribuir em sua jornada e trazer novas formas de olhar sua saúde mental.

Vamos lá?

Antes de começar, quero lembrar que se você está em busca de mais saúde mental e emocional em sua vida, conheça o Guia da Alma: a Plataforma de Terapias Holísticas!

Sou Maria Pepe, content manager Guia da Alma. Boa leitura! 🙂

Leia também meus artigos:


O que é Transtorno de Personalidade Borderline CID?

imagem de O que é Transtorno de Personalidade Borderline CID

Foto: ArtistGNDphotography – istock

O Transtorno de Personalidade Borderline é um transtorno mental que afeta a forma como uma pessoa pensa, sente e se relaciona com os outros.

É um dos transtornos de personalidade reconhecidos no Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-5).

As características principais do Transtorno de Personalidade Borderline incluem:

As pessoas com esse transtorno podem experimentar mudanças extremas de humor, ter uma visão instável de si mesmas e dos outros, e podem ter dificuldade em manter relacionamentos estáveis.

É importante notar que o Transtorno de Personalidade Borderline é uma condição complexa e cada indivíduo pode vivenciá-lo de maneira única.

O diagnóstico e o tratamento devem ser realizados por profissionais de saúde mental qualificados, como psiquiatras ou psicólogos.

Se você ou alguém que você conhece estiver enfrentando desafios relacionados à saúde mental, é fundamental procurar ajuda profissional para uma avaliação adequada e um plano de tratamento personalizado.


Dica: uma terapêutica complementar útil para ajudar nesse transtorno é a terapia com Florais de Bach, que envolve o uso de extratos de plantas para equilibrar as emoções e promover o bem-estar emocional.

Os Florais de Bach agem diretamente nas emoções que estão impedindo você de ser autoconfiante e segura das suas decisões, proporcionando:

  • Autoconfiança;
  • Autocontrole;
  • Lidar com ansiedade e problemas de autoestima;
  • Liberação de crenças de não-merecimento e autossabotagem.

Existem também florais para concentração e focoflorais para alívio ansiedadeflorais para medo, depressão, entre outros.

É importante enfatizar que a Terapia Floral não é a única alternativa para o tratamento de transtorno de humor borderline.

É recomendado que as pessoas busquem tratamentos complementares, associados a outros cuidados médicos adequados.


 Quais são os 9 sintomas de Borderline?

ícone de Quais são os 9 sintomas de Borderline

De acordo com o Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-5), que é uma referência utilizada por profissionais de saúde mental, para receber o diagnóstico de TPB, uma pessoa deve apresentar pelo menos 5 dos seguintes 9 critérios:

  1. Esforços frenéticos para evitar abandono real ou imaginado;
  2. Padrão instável e intenso de relacionamentos interpessoais, caracterizado por alternância entre idealização e desvalorização;
  3. Alteração da autoimagem ou da identidade, incluindo uma autoimagem instável ou uma sensação de si mesmo drasticamente alterada;
  4. Impulsividade em pelo menos duas áreas que têm potencial para causar danos a si mesmo (por exemplo, gastos, sexo, abuso de substâncias, direção imprudente, compulsão alimentar);
  5. Comportamento suicida, gestos ou ameaças, ou automutilação recorrente;
  6. Instabilidade afetiva devido a uma reatividade acentuada do humor (por exemplo, episódios intensos de irritabilidade, ansiedade ou depressão geralmente durando algumas horas e apenas raramente mais de alguns dias);
  7. Sentimentos crônicos de vazio;
  8. Raiva inadequada e intensa ou dificuldade em controlar a raiva (por exemplo, explosões frequentes de raiva, constantes demonstrações de raiva, lutas corporais frequentes);
  9. Ideias de paranoia transitórias ligadas a estresse ou acentuação dissociativa severa relacionada a estresse.

Esses sintomas devem estar presentes ao longo do tempo e em várias situações, causando sofrimento significativo na vida da pessoa.

Lembre-se de que apenas um profissional de saúde mental qualificado pode realizar um diagnóstico preciso.

Se você ou alguém que você conhece estiver enfrentando desafios relacionados ao Transtorno de Personalidade Borderline, é crucial procurar ajuda profissional.

Quais são os 4 tipos de Borderline?

ícone de Quais são os 4 tipos de Borderline

Os 4 tipos de transtorno de personalidade borderline (TPB) são:

  1. Borderline impulsivo: caracterizado por comportamentos impulsivos e autolesivos, como abuso de substâncias, automutilação, tentativas de suicídio e conduta sexual de risco;
  2. Borderline petulante: os indivíduos apresentam comportamentos hostis, desafiadores e desrespeitosos em relação aos outros. Eles podem ser provocadores, argumentativos e agressivos;
  3. Borderline vazio: essas pessoas podem sentir-se vazias, desconectadas e sem sentido na vida. Elas podem ter dificuldade em formar relacionamentos significativos e podem sentir-se isoladas e solitárias;
  4. Borderline inseguro: essas pessoas podem ser excessivamente dependentes dos outros e têm dificuldade em tomar decisões. Elas podem ter medo de abandono e rejeição e podem se apegar a pessoas de forma excessiva e controladora.

Essas categorias são baseadas em diferentes padrões de comportamento e sintomas.

No entanto, é importante ressaltar que os tipos de borderline não são diagnósticos separados, mas formas de expressão diferentes dentro do TPB.

A maioria das pessoas com TPB apresenta características de mais de um tipo. Por exemplo, uma pessoa com TPB impulsivo também pode apresentar características de TPB petulante.

O diagnóstico do tipo de borderline é feito por um profissional de saúde mental com base em uma avaliação clínica.

O profissional irá avaliar os sintomas e o histórico da pessoa para determinar qual tipo é mais adequado.

O tratamento do TPB geralmente envolve psicoterapia e medicação.

A psicoterapia pode ajudar a pessoa a desenvolver habilidades de enfrentamento e a lidar com seus sintomas.

A medicação pode ajudar a controlar os sintomas impulsivos e autolesivos.

Ao longo do tempo, as pessoas com TPB podem aprender a gerenciar seus sintomas e a viver uma vida plena e produtiva.

10 filmes sobre Borderline: vivendo no limite!

imagem de 10 filmes sobre Borderline: vivendo no limite

Foto: Prime Video

Confira 10 filmes com personagens Borderline.

1. Garota, Interrompida (1999)

Em 1967, após uma consulta com um psicanalista que ela nunca havia encontrado antes, Susanna Kaysen recebeu o diagnóstico de Transtorno de Personalidade Limítrofe, também conhecido como Borderline.

Encaminhada para um hospital psiquiátrico, onde passou os dois anos subsequentes, ela é introduzida a um novo universo, composto por jovens mulheres sedutoras e perturbadas.

No meio delas está Lisa Rowe, uma sociopata encantadora que planeja uma fuga com Susanna, Georgina e Polly, com o objetivo de recobrar o controle de suas vidas.

2. Borderline (2008)

A trajetória de Kiki é explorada em diferentes etapas de sua existência.

Com a mãe hospitalizada, ela é criada pela avó, que não demonstra grande preocupação com seu bem-estar.

A escola se torna seu refúgio.

Antes de completar 30 anos, sua vida está longe de ser um conto de fadas, marcada por envolvimentos consecutivos com diversos homens.

Sexo e álcool se tornam suas principais válvulas de escape e constituem sua rotina.

No entanto, ao atingir a marca dos 30 anos, Kiki se depara com seu maior desafio: aprender a cultivar o amor-próprio.

A narrativa é uma adaptação dos romances Borderline e La Brèche, escritos pela autora canadense Marie-Sissi Labrèche.

Veja também: 10 Filmes inspiradores sobre Felicidade (o 6º é demais)

3. Betty Blue (1986)

Certo dia, Betty entra na vida de Zorg.

Ela é uma mulher jovem e atraente, porém caracterizada por um temperamento imprevisível e instável.

Após uma discussão com o chefe de Zorg, ela incendeia o bangalô que compartilham.

Betty e Zorg partem para Paris, decidindo iniciar uma nova fase de suas vidas.

4. Geração Prozac (2001)

Uma jovem promissora dos Estados Unidos conquista uma vaga em Harvard, ao mesmo tempo em que enfrenta um quadro de depressão clínica.

A doença, ainda envolta em tabus e estigmas, lança sombras sobre a vida da moça, que luta para aceitá-la e busca incansavelmente por um tratamento eficaz para retomar o controle de sua vida.

5. O Lado Bom da Vida (2012)

Depois de passar um período em um hospital psiquiátrico, Pat volta a viver com seus pais e se esforça para reconquistar a esposa… até que ele se depara com alguém tão instável quanto ele.

6. Gia – Fama e Destruição (1998)

Ao chegar em Nova York com o sonho de se tornar uma supermodelo, Gia Carangi encontra a influente agente Wilhelmina Cooper, alcançando rapidamente o auge de sua carreira com a ajuda dela.

No entanto, a morte de Wilhelmina por câncer leva Gia a mergulhar no mundo das drogas, resultando na destruição de sua carreira e de sua vida.

Veja também: 17 Filmes LGBTQIA+ sobre representatividade

7. Allure (2017)

A diarista Laura é contratada por Nancy para fazer uma faxina em sua casa e acaba conhecendo Eva, a filha adolescente de apenas 16 anos.

As duas começam a se envolver e a jovem se torna uma obsessão para Laura.

8. Buffalo ’66 (1998)

Para esconder de seus pais que estava cumprindo pena, o excêntrico Billy Brown acaba inventando uma história bem diferente da real.

Ao fim da pena, retornando à cidade natal, sequestra uma mulher e a obriga a agir como se fosse sua esposa, para manter a mentira.

A interpretação, porém, vai além dos limites.

Confira: 13 livros sobre saúde mental. Inspire-se e mude seus hábitos hoje!

9. Sete Dias com Marilyn (2011)

Michelle Williams interpreta Marilyn Monroe, atriz que possuía o Transtorno de Personalidade Borderline.

O filme retrata a visita de Marilyn a Londres para as gravações de um filme.

Ao longo de uma semana, um assistente de produção apresenta um pouco do país à renomada estrela.

10. Eu Sinto Muito (2019)

Júlio está empenhado em produzir um documentário sobre indivíduos que lidam com o transtorno de personalidade borderline.

No entanto, ele enfrenta desafios para encontrar pessoas dispostas a compartilhar suas experiências sobre o tema.

Um de seus potenciais entrevistados é Isabelle, uma jovem que encontra na dança e na diversão em festas uma forma de enfrentar a solidão e superar as dificuldades sociais associadas ao transtorno.


Gostou das dicas de filmes sobre Borderline?

Se você precisa de apoio e acolhimento, saiba que não está só!

5/5 - (1 voto)