Como desenvolver a autodescoberta? 5 dicas especiais!

O impacto da autodescoberta nas relações, na vida pessoal e energética.
imagem de como desenvolver a autodescoberta
Mais terapias de Elaine Cerqueira
5/5 - (2 votos)

Será que está na hora de você adentrar em sua jornada de autodescoberta?

Um dia você acorda e um sentimento de insatisfação invade você, uma agonia, um vazio, talvez uma raiva… parece que nada mais faz sentido, como se algo no seu interior gritasse por mudança ou por algo que ainda não é possível saber.

Quando aconteceu comigo, demorei para entender que era o meu chamado.

Me debati, briguei, me revoltei… senti culpa, culpei, xinguei, adoeci…

Mas entendi que há momentos na vida em que, naturalmente, nos tornamos insatisfeitos e isso é bom!

Do contrário seria uma estagnação completa, e a vida é um ciclo constante.

A sabedoria do Universo move nossa energia e de repente não cabemos mais naquela profissão, naquele casamento, naquele país, naquele estilo de vida…

Foi o início do meu processo de autodescoberta e era preciso encarar tudo aquilo de frente e deixar vir a mudança!

Faz sentido para você? Então vem comigo adentrar em um processo de autodescoberta neste artigo. Boa leitura!


O que é o processo de autodescoberta?

imagem de o que é o processo de autodescoberta

Foto: Asya Cusima – Pexels

Assim como as cobras, que em determinado momento da vida precisam trocar de pele para que se desenvolvam, nós também precisamos deixar ir o que não nos serve mais, para podermos crescer, desenvolvendo todas as nossas aptidões e possibilidades.

Para algumas pessoas esse processo pode ser dolorido, com desafios pesados e talvez perdas irreparáveis… Afinal, não estamos falando de uma mudança superficial ou física, como a das cobras.

Mas sim, de uma mudança profunda de padrões de comportamento, que vai impactar no seu modo de ser, de agir, de escolher e ver a vida. E para isso talvez você precise de uma dose extra de coragem!

Não a coragem dos brutos, que nos leva à combatividade e nos esgota, minando nossas forças físicas e mentais, mas a coragem dos sábios que observam, que refletem e aceitam, para agir com consciência e delicadeza. Sim, delicadeza!

Nesse momento estaremos de frente para o espelho, olhando para os nossos próprios olhos, na busca do fio condutor que nos levará até nossa essência, nossa alma, para, finalmente, entender o que ela de fato quer.

Esse é o primeiro passo em um caminho surpreendente! É quando descobrimos o que faz o nosso coração vibrar, é quando tudo, de fato, começa.

É também quando nos deparamos com nossos maiores medos:

O medo do julgamento, o medo do fracasso, medo de mudar tanto, a ponto de não ser reconhecida ou aceita por quem amamos, medo de não ter apoio, medo de ficar só, medo de decepcionar, medo de não ser capaz, medo de perder o controle…

O fato é que a nossa mente inconsciente não sabe se, de fato, aquela mudança é um risco ou não. Então, para garantir a margem de segurança, em qualquer circunstância, ela irá nos defender, acionando todos os mecanismos necessários para nos fazer parar. O medo é um desses mecanismos.

As pessoas mais distraídas e desavisadas caem nessa armadilha, não se dão conta de que é esse o verdadeiro momento de sermos fortes, destemidas e corajosas!

Impacto da autodescoberta nas relações

imagem de impacto da autodescoberta nas relações

Foto: bruce mars – Pexels

Nosso sistema de alerta mental não quer sair daquele lugar “seguro”. Ruim, mas “seguro”, onde ele está no controle e chamamos de zona de conforto.

É assim que nossa mente nos defende daquilo que parece um risco ou uma ameaça à nossa sobrevivência.

Isso reflete diretamente nas nossas percepções quando falamos das nossas relações familiares, amorosas ou profissionais.

Quem está mais próximo percebe que algo está diferente em nós, nossa energia muda, nossa vibração muda.

  • Passamos a ter um olhar acolhedor e amoroso por nós mesmas;
  • Também passamos a ter um olhar diferente para algumas situações e até pessoas.

Essa mudança sutil, mas perceptível aos mais atentos, pode também influenciar nessas relações, fortalecendo ou até dissolvendo aquilo que já não estava tão bom.

Relações familiares e autodescoberta: o que muda?

ícone de relações familiares e autodescoberta: o que muda?

O sistema familiar é, em muitos casos, um grande desafio.

Histórias herdadas, contadas e recontadas, de geração para geração, podem trazer cargas emocionais difíceis de serem diluídas e liberadas.

Nesse caso, nosso processo de autodescoberta nos permite entender que algumas de nossas dores podem ser a repetição de percepções de outros membros e não nossas, realmente.

Aquela culpa ou responsabilidade que carregamos pode ser ressignificada, diante da clareza de estarmos vivendo uma história que não criamos.

Uma das principais mudanças nas relações familiares é a percepção que passamos a desenvolver a respeito do nosso sistema, no presente e no passado e que escolhas poderemos fazer para que o futuro seja diferente.

Relações amorosas e autodescoberta: o que muda?

ícone de relações amorosas e autodescoberta

Quando vivemos uma relação amorosa desafiadora é fundamental entendermos como nosso sistema emocional funciona, isto é:

Por que o ciúme e a carência afetiva são nossos companheiros?

Por que o medo de se entregar é constante? Ou até por que sempre atraímos a “pessoa errada”?

Algumas dores existenciais permeiam as relacionamentos amorosos, como a dor da traição (ou exclusão), a dor do abandono ou a culpa.

Desenvolvemos a famosa dependência emocional, nos apegamos e não conseguimos nos libertar de algo que, muitas vezes, nos faz muito mal.

O processo de autodescoberta, nesse caso, é sim, um processo libertador! Em todos os sentidos.

Relações profissionais e autodescoberta: o que muda?

ícone de relações profissionais e autodescoberta

Imagine: uma vida inteira fazendo algo que não tem nada a ver com você, em um ambiente onde não há reconhecimento, valorização, realização ou bem-estar…

Infelizmente, isso é mais comum do que se possa imaginar, por isso há tantas pessoas frustradas, estressadas, esgotadas e doentes!

A autodescoberta, nesse caso, vai te ajudar a conhecer quais são os seus talentos, o que é fácil e você faz de forma natural, sem esforço e dedicação.

Quando amamos o que fazemos, não encaramos como um trabalho árduo!

Mas como saber o que amamos, sem esse olhar para o que nós somos realmente?

Como desenvolver a autodescoberta? 5 dicas!

imagem de como desenvolver a autodescoberta cinco dicas

Foto: Nicola Katie – Getty Images Signature

Vejamos agora dicas de como adentrar na jornada pessoal de autodescoberta.

1. Mude tudo!

ícone de dica um mude tudo

Capriche na escolha do seu novo caminho, pois, nessa jornada, pode ser que você resolva mudar o guarda-roupas e jogue fora tudo o que te lembra os momentos ruins.

Talvez seja a hora de doar os presentes que o “mozão” te deu, mudar os móveis da casa de lugar, cortar o cabelo, pintar uma parede de verde melancia…!

2. Rompa padrões antigos

ícone de rompa padrões antigos

Esse é o seu movimento de alinhamento, sua frequência vibracional está se readequando para que você avance, conquiste, se desenvolva, se perceba, se reconecte com você mesma…

A sua alma está se reapresentando a você, rompendo barreiras antigas e padrões que a limitaram por tanto tempo.

3. Alinhe os seus propósitos

ícone de dica três alinhe os seus propósitos

Nós, mulheres, sentimos na pele todo o rebuliço energético pelo qual o planeta Terra está passando e nem sempre temos consciência disso, mas o fato é que:

Dentro e fora de nós, como se vibrasse cada uma de nossas células, sentimos que algo precisa mudar!

Quando nos alinhamos aos nossos propósitos, ao que faz a nossa alma sorrir e brilhar, elevamos a nossa frequência e começamos a atrair oportunidades inimagináveis… portas começam a se abrir e os sonhos começam a se realizar, acredite!

Ao mesmo tempo, contribuímos para o equilíbrio energético do nosso planeta. Não é incrível?!

4. Ressignifique as suas relações

ícone de dica quatro ressignifique as suas relações

Se você vive uma vida em que seus sonhos ainda não começaram a tomar forma: pare para pensar, reflita sobre os avanços que tem feito nos últimos anos.

Observe a saúde de suas relações e o tipo de pessoas que tem feito parte dos seus círculos de amizade!

5. Observe-se

ícone de dica cinco observe-se

Aproveite para observar os seus sentimentos e pensamentos recorrentes… ah! e não esqueça de identificar quais são suas maiores distrações!

Em que parte da sua vida você sente que estacionou? Que nada de novo aconteceu? E por quê?

O objetivo não é transferir responsabilidades!

Até porque, é você quem vai decidir se: é hora de trocar de pele ou não, se vai permanecer onde está… Ou escolher fazer diferente, pensar diferente, sentir diferente, abrindo seu campo para as infinitas possibilidades.

Essas 5 dicas são importantes, mas ainda tem uma essencial. Trago aqui uma dica extra e rara:

Campo energético e vibracional na Jornada de Autodescoberta

imagem de campo energético e campo vibracional na jornada de autodescoberta

Foto: NikkiZalewski – Getty Images

Para nos colocarmos no fluxo do Universo, precisamos alinhar três importantes aspectos em nosso ser.

Precisamos entender como pensamos, sentimos e agimos.

É assim que elevamos a nossa frequência e mandamos para o Universo a informação do que realmente somos e o que queremos nessa existência.

É assim que nos comunicamos com o Universo.

A autodescoberta é a chave que irá abrir as portas para o equilíbrio emocional, mental, físico e social.

Em outras palavras: é o caminho para a restabelecermos a saúde, potencializarmos nossas relações e gerarmos a abundância em todos os níveis!

Autodescoberta através do Reiki

ícone de autodescoberta através do reiki

Nós somos energia e, como tal, vibramos em uma determinada frequência, de acordo com nossos pensamentos e sentimentos.

Quando iniciamos a jornada rumo à autodescoberta, é natural que nosso campo energético necessite ser revitalizado, afinal, estamos mudando velhos padrões e comportamentos.

Através do Reiki alinhamos esses campos através da energia dos 7 chakras e criamos a vibração ideal para nos mantermos saudáveis, coerentes e focados no caminho a seguir.

Autodescoberta através de Florais

ícone de autodescoberta através de florais

Durante nossa jornada rumo à autodescoberta, os florais atuam como um elixir de equilíbrio emocional, quando nos deparamos com descobertas que nos causam algum tipo de conflito interior.

Autodescoberta através dos óleos essenciais

ícone de autodescoberta através dos óleos essenciais

A conexão com os aromas é a conexão com a natureza em sua essência; assim como a autodescoberta, é um mergulho em nossa própria essência.

O uso de óleos essenciais ajuda a restabelecer o equilíbrio natural entre nosso corpo e nossa energia, trazendo mais percepção, leveza e bem estar.

Autodescoberta através do Thetahealing

ícone de autodescoberta através do thetahealing

Quando nos colocamos em conexão direta com o Universo, aprendemos que o poder que está em nós vem direto da Fonte.

O Thetahealing nos torna capazes de quebrar crenças limitantes e padrões mentais responsáveis por dores que carregamos.

Autodescoberta através da Análise Corporal

ícone de autodescoberta através da análise corporal

A Análise Corporal é uma ferramenta fantástica para se redescobrir e entender como, de fato, funcionamos!

A partir dos ambientes que vivemos e onde nasceram nossas primeiras experiências, desde a infância, é possível entender as principais dores que carregamos e que são responsáveis pelas nossas atuais escolhas e pelos desafios que temos vivenciado.

 

É preciso olhar de frente para o espelho, o momento é agora e mudar faz bem!

Esse pode ser o seu chamado e ele não cessará até você dizer sim para uma vida mais plena, leve e feliz, na qual suas alegrias serão resultado de construções e conexões mais saudáveis.

Experimente! Agende uma sessão online de Thetahealing e tome as rédeas de sua vida!

5/5 - (2 votos)
As Terapias Holísticas e Integrativas são complementares à medicina alopática, e não devem substituir nenhuma consulta e/ou tratamento médico.
Atenção: este site não oferece tratamento ou aconselhamento imediato para pessoas em crise suicida.
Em caso de crise, ligue para 188 (CVV) ou acesse o site www.cvv.org.br. Em caso de emergência, procure atendimento em um hospital mais próximo.
Política de Privacidade | Termos de Uso
Copyright © 2018 Guia da Alma. Todos os direitos reservados.
Feito com Luz e Amor em Florianópolis!
Por InCuca