Os perigos dos óleos essenciais: como usar corretamente?

Entenda as contraindicações e cuidados que você precisa ter.
mulher com óleos essenciais como usar
Terapeuta Certificado
Mais terapias de Wanessa Cardoso
5/5 - (7 votos)

Neste artigo vamos entender mais sobre os óleos essenciais e como usar eles de maneira correta!

Os óleos essenciais ganharam destaque e milhares de adeptos nos últimos anos. Isso é ótimo, pois cada vez mais pessoas estão aproveitando seus benefícios. Porém, boa parte ainda está utilizando eles de maneira prejudicial para a saúde.

Na minha opinião, a chave para uma vida saudável está no equilíbrio. Equilíbrio das emoções, equilíbrio dos dizeres, equilíbrio na alimentação, equilíbrio das ações e equilíbrio das energias.

E isso também é relevante no uso de qualquer terapia, sendo ela natural ou não.

Como Biomédica jamais serei contra os medicamentes, mas como Naturopata sou contra seu uso de forma indiscriminada e sem fim, onde o indivíduo é obrigado a usar para o resto de sua vida.

A meu ver, isso é uma forma de ignorar os sinais que seu corpo te dá! Os sintomas e seus males nada mais são do que sinais do corpo. Mascará-los não irá resolver a questão.

Também como Naturopata, tenho predileção a fazer uso de produtos mais naturais, como Florais de Bach, Fitoterápicos, Óleos Essenciais, Água solarizada e outros; mas, mesmo sendo natural deve ser usado com equilíbrio 🙂 Boa leitura!


 

O que são óleos essenciais?

Óleos Essenciais

Foto: Kelly Sikkema – Unsplash

Os óleos essenciais são compostos naturais produzidos pelas plantas para sua sobrevivência, para atrair insetos que proporcionem a polinização, afastar predadores, manter a temperatura e se defender do meio hostil onde estiverem inseridas.

Estes óleos são extraídos da parte aromática das plantas, como folhas (Melaleuca), flores (Gerânio), troncos (Canela), raízes (Vetiver) e casca de frutas (Tangerina). São voláteis e muito concentrados.

A ação terapêutica destes óleos ocorre sobre o campo físico, mental, emocional e energético do ser humano, animal e até de outras plantas.

 

Os perigos dos óleos essenciais: como NÃO usar

Óleos Essenciais Perigos

Foto: Chelsea shapouri – Unsplash

Devemos dar atenção às características de cada óleo, sua produção e obtenção e se são 100% puros. Além disso, devemos entender e conhecê-los muito bem.

Para exemplificar:

  • Os óleos de Bergamota, Grapefruit, Laranja, Mandarina, Limão, que por serem fotossensíveis, devem ser evitados na pele quando se expuser ao sol. 
  • Os óleos de Erva-doce, Cravo, Canela, Eucalipto, Gengibre, Tomilho e Orégano têm caráter dermo cáustico, e por isso não podem ser usados puros na pele; e sim diluídos em um carreador.

 

Uso excessivo e a indústria da cura

Uso Excessivo Óleos Essenciais

Foto: Anshu A – Unsplash

Atualmente é muito fácil ter acesso aos óleos essências, sua compra é facilitada e amplamente divulgada.

É maravilhoso, pois um maior número de pessoas tem tido acesso a este produto natural, mas ao mesmo tempo, é crescente o número de casos de indivíduos que se intoxicam ou até mesmo que não alcançam o resultado esperado devido ao uso indevido e sem cautela, por falta de orientação – o que pode resultar em difamação da terapia e dos profissionais da área.

Qualquer substância natural, ou não, deve ser usada de forma controlada, e com critério.

Digo isso, pois, não é porque carrega o nome de natural, que deve ser usado de qualquer forma, sem um acompanhamento de um profissional treinado no assunto, um Aromaterapeuta ou Terapeuta Natural.

Aliás, temos que entender que não é coerente trocar o medicamento pelo óleo essencial simplesmente; isso vai contra o principal princípio das terapias naturais (holísticas e integrativas), que é tratar o indivíduo como um todo (mente, corpo e energia) e não tratar o sintoma. 

  • Toda vez que me procuram com a frase: “Doutora, sinto dor nas costas ou insônia, que óleo essencial devo usar?”
  • Minha resposta é: “Por que você sente dor nas costas ou não dorme bem?”

O intuito é entender o motivo do sintoma, a raiz do problema, para só ai tratar… Não amenizar ou camuflar o sintoma.

 

Quem não pode usar

Contraindicação Óleo Essencial

Foto: Kelly Sikkema – Unsplash

Alguns óleos essenciais apresentam contraindicações e devem ser usados com cuidado e precaução. Entre os mais conhecidos temos:

  • Canela, Orégano e Sálvia Esclareia são proibidos em Gestantes e lactantes;
  • Erva-doce é proibido em Gestantes;
  • Canela, Cravo, Erva-doce, Hortelã-pimenta, Eucalipto, Citronela, Lemongrass, Orégano, Ylang ylang e Tomilho não devem ser usados em crianças menores de 2 anos de idade.
  • Se o indivíduo fizer uso de remédios homeopáticos, não poderá usar óleos essências de Alecrim, Tomilho ou Hortelã-pimenta, pois os efeitos dos medicamentos serão cortados.
  • Hipertensos não podem usar Alecrim, Tomilho, Sálvia officinalis.
  • Hipotensos devem evitar Manjerona e Ylang-Ylang.
  • Pacientes portadores de Epilepsia devem evitar Alecrim, Erva-doce, Sálvia, Hortelã-pimenta, Cravo e Canela.

Está vendo a importância de ter orientação sobre os óleos essenciais e como usar?

 

Óleos essenciais que NÃO combinam

Propriedades Terapêuticas Óleos

Foto: Kelly Sikkema – Unsplash

O trabalho de um Terapeuta Natural ou Aromaterapeuta vai além de escolher óleos essências em um catálogo.

Devemos sempre observar as propriedades terapêuticas dos óleos. Ao montarmos sinergias, suas propriedades não podem entrar em conflito.

Por exemplo, nunca poderemos adicionar um óleo essencial que tem a propriedade de ser sedativa (como a Lavanda) com um óleo com propriedade estimulante (como o Alecrim), seus efeitos seriam anulados e não teríamos resultados satisfatórios. 

Sendo assim, temos que atentar as concentrações de cada óleo e/ou sinergia – para cada forma de uso existe uma concentração adequada e segura.

 

Óleos essenciais e essências aromáticas

Óleos Essenciais Aromáticas

Foto: Priscilla Du Preez – Unsplash

Existe uma grande confusão nesta área. O óleo essencial é natural, vem de partes das plantas, como já informado neste artigo, tem ação terapêutica.

Já as essências, nada mais são do que substâncias aromáticas, produzidas industrialmente, sem nenhum efeito terapêutico, são à base de sabonetes, shampoos, e até aromatizadores de ambiente. É o que dá o cheirinho das coisas… São ótimos, mas tem outra utilidade. 

Por isso, sempre devemos nos atentar aos rótulos e escolhermos marcas de procedência conhecida.

 

Óleos essenciais podem ser ingeridos?

Óleo Essencial Ingestão

Foto: Fulvio Ciccolo -Unsplash

Novamente peço atenção para o controle e entendimento do uso de qualquer técnica natural.

A ingestão de óleos essenciais pode ser arriscada por se tratar de substâncias extremamente concentradas.

É possível causar irritação gástrica ou intoxicação, quando não são diluídos corretamente ou utilizados com uma dosagem muito alta e usado de forma contínua. 

E mais, como já mencionado, deve-se ter cautela na gravidez, durante a lactação, em crianças menores de 2 anos de idade; e em casos de epilepsia, hipertensão, hipotensão e distúrbios hepáticos. 

Portanto, sempre busque orientação de um profissional qualificado, que estudou para entender e indicar a melhor forma de uso para você.

 

Óleos essenciais: como usar corretamente

Uso Correto Óleo Essencial

Foto: Katherine Hanlon – Unsplash

O intuito deste artigo não é amedrontar, e sim alertar e te fazer pensar sobre o assunto.

Os óleos essências, usados de forma correta, são excelentes e nos trazem melhoras na saúde, não só física, mas, principalmente, psicossomática, emocional e energética.

“A cura começa com um banho aromático e massagem aromática diária”

Hipócrates (460 a.C.-377 a C.), pai da Medicina

Quem não conhece a história de Cleópatra (69 – 30 a. C.), a rainha do Egito, imortalizada através de sua beleza? Ela utilizava receitas aromáticas com rosas e jasmim para cuidados pessoais e até para provocar suspiros em seus pretendentes.

Há diversos relatos na história dos povos (Egípcios, Gregos, Chineses, Indianos, Franceses) e até na Bíblia relacionados ao uso dos óleos essenciais e a seus excelentes resultados. 

 

Óleos essenciais puros e naturais

Óleos Essenciais Puro

Foto: Dominika Roseclay – Pexels

Sobretudo, para obter todos estes resultados os óleos essências devem ser 100% puros e naturais, livres de petroquímicos, essências sintéticas, parabenos, sulfatos e glúten. Não devem ser testados em animais e nem conter ingredientes animais.

Em primeiro lugar, sempre verifique a procedência destes óleos, leia os rótulos com atenção antes de adquiri-los, conheça um pouco do histórico dos fabricantes.

O que acho mais fantástico é termos empresas Brasileiras excelentes neste segmento, que cumprem muito bem todos os quesitos acima descritos.

 

Óleos essenciais: funções e benefícios

Benefícios Óleo Essencial

Foto: Kelly Sikkema – Unsplash

Fica mais fácil entendermos cada óleo essencial quando os dividimos nos seguintes grupos:

  • Cítricos ou frutados: proporcionam energia positiva, descontração e movimento; 
  • Florais: trazem autoestima, reequilíbrio energético, bem estar, relaxamento; 
  • Especiarias: têm ação termogênica e de ativação;
  • Herbáceos: trazem foco, concentração e atuam na mente; 
  • Amadeirados: podem ser usados na estética, mas também para equilíbrio emocional;
  • Terrosos: que proporcionam aterramento, fortalecimento;
  • Resinosos: usados em meditações e contato com seu lado mais espiritual, além do uso na estética e base para perfumes.

 

Óleos essenciais e Aromaterapia

aromaterapia-oleo-essencial

Foto: Mareefe – Pexels

A Aromaterapia é uma terapia holística integrativa que busca tratar dores físicas e emocionais.

Além disso, proporciona sensação de bem-estar.  É uma técnica terapêutica que utiliza os óleos essenciais como principais agentes terapêuticos, usados em diversas formas de aplicação: inalação, massagens, banhos, entre outras.

  • Uso correto no corpo: usados em banhos, compressas, escalda-pés, para massagens e usado em cosméticos.

Tudo depende da recomendação do Terapeuta, que avaliará seu caso e saberá qual a melhor forma de utilização de um óleo essencial específico ou de uma sinergia.

Dificilmente usamos o óleo essencial puro na pele, geralmente ele será diluído em um carreador.

  • Uso correto no ambiente: em um aromatizador de ambientes coloque a cada 300 ml de água e 5 gotas do Óleo Essencial recomendado. Devemos atentar ao horário do dia recomendado e também o período de uso.

Todos nós estamos buscando formas mais naturais de cuidarmos de nós mesmos, e isto é maravilhoso. 💜

Te parabenizo pela inciativa de buscar novas técnicas, ideias e formas de viver uma vida mais saudável.

Gostaria de usar os óleos essências de forma correta e personalizada? Deseja se beneficiar desta técnica usada há milênios? 

Solicite sua consulta de Aromaterapia e Terapias Naturais Online no Guia da Alma!

Te espero com carinho e vamos juntas.

5/5 - (7 votos)

Sou Terapeuta Integrativa. A base do meu trabalho é o Autoconhecimento através da Psicossomática e da Medicina Tradicional Chinesa. Trabalho com técnicas como: Aromaterapia, Fitoterapia, Florais de Bach, Reiki, Visualização criativa e mais. Saúde e bem-estar de forma holística.

AGENDAR!

Atende online

Agende uma sessão de Aromaterapia!

Terapeutas Guia da Alma estão te esperando.

Mais terapias de Dra. Wanessa Cardoso

  • Ansiedade, não quero mais! – Dra. Wanessa Cardoso

    Online em Videochamada
    R$90,00
    Dra. Wanessa Cardoso
    (28)
    Terapeuta Certificado
    Play
  • Sinto Medo e não quero mais – Dra. Wanessa Cardoso

    Online em Videochamada
    R$90,00
    Dra. Wanessa Cardoso
    (28)
    Terapeuta Certificado
    Play
  • Chega de Tristeza, quero ser feliz! – Dra. Wanessa Cardoso

    Online em Videochamada
    R$90,00
    Dra. Wanessa Cardoso
    (28)
    Terapeuta Certificado
    Play
Ver Perfil de Terapeuta