Como o cuidado com a saúde mental promove a segurança no trabalho?

Dicas para promover um ambiente de trabalho saudável e seguro para a equipe.
seguranca-no-trabalho
Mais terapias de Rodrigo Roncaglio
5/5 - (1 voto)

A segurança do trabalho (ST) tem a função de criar medidas que devem ser adotadas pelas empresas visando o bem-estar físico e mental da equipe de colaboradores, além da proteção, prevenção e ação a qualquer acidente no trabalho.

São conjuntos de técnicas, com o intuito de prevenir acidentes e mitigar seus riscos.

Leia este artigo e saiba mais sobre segurança no trabalho e como a saúde mental dialoga diretamente com essa premissa!

Sou Rodrigo Roncaglio, CEO do Guia da Alma – a solução completa para a Saúde Mental no trabalho. Boa leitura!


O que é segurança no trabalho?

O que é segurança no trabalho?

Foto: LightFieldStudios – Envato

Qual o objetivo da saúde e segurança no trabalho?

Segurança no trabalho (ST) pode ser definida enquanto um aglomerado de medidas preventivas com o intuito de proteger a equipe de colaboradores nas empresas e reduzir riscos de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais.

Com a garantia de um ambiente seguro e saudável, os colaboradores sentem-se mais à vontade para realizar as suas atividades e demandas.

No Brasil, toma-se a segurança no trabalho por Normas Regulamentadoras (NRs), formadas por leis que determinam a base para as atividades profissionais.

Toda empresa deve ter medidas de segurança no trabalho, e até mesmo profissionais da área (com a quantidade a depender do número de colaboradores e o grau de risco da empresa).

Observação: as NRs foram criadas para serem seguidas com o intuito de garantir a saúde mental e física dos colaboradores. É de responsabilidade do Ministério do Trabalho e Emprego realizar uma inspeção nas empresas quanto ao cumprimento dos decretos estabelecidos.

As normas regulamentoras surgem, neste momento, para melhorar a qualidade de vida e questões relacionadas à saúde mental ocupacional dos colaboradores de uma empresa.

Através de medidas preventivas, as NRs visam garantir a integridade dos funcionários, reduzindo o risco de acidentes durante o trabalho, além de focar na saúde mental e física da equipe, conscientizando-os a respeito dos riscos.

A critério de conscientização, podem ser realizadas palestras e outros formatos de atividades educativas, como por exemplo: práticas de segurança no trabalho e palestras sobre saúde mental.

A importância da segurança no trabalho

A importância da segurança no trabalho

Foto: ckstockphoto – Envato

Investimento em segurança no trabalho garante inúmeros benefícios dentro da empresa!

Quando a empresa oferece segurança, tanto física quanto emocional ao time, os colaboradores sentem-se mais seguros para desempenhar seu papel.

Em ambientes de trabalho saudável e seguros, índices de licenças, acidentes e afastamentos médicos, por exemplo, podem ser menores.

Segundo dado da Secretaria da Previdência de 2021, a depressão foi a principal causa de pagamento de auxílio-doença não relacionado a acidentes de trabalho (30,67%), seguidos de outros transtornos ansiosos (17,9%).

Já em um estudo da Gallup chamado “a Economia do Bem-estar”, estar feliz e saudável no trabalho ajuda a reduzir em 50% acidentes laborais.

A importância da saúde mental para a segurança no trabalho

A importância da saúde mental para a segurança no trabalho

Foto: Pressmaster – Envato

Já pensou quais são os fatores que podem gerar acidentes no trabalho?

Em primeiro lugar pensamos logo em um lugar insalubre ou o uso de equipamentos inadequados, por exemplo.

Mas outros fatores também pode ser causa de acidentes, como:

  • Cansaço;
  • Falta de atenção e concentração;
  • Movimentos repetitivos, ao ficar muitas horas em frente ao computador, que podem causar LER;
  • Ausência de comunicação objetiva, causando erros;
  • Prazos para entrega muito curtos, gerando o estresse e pressão;
  • Falta de comunicação em relação às normas da segurança do trabalho e hábitos saudáveis.

Todos esses itens, estão relacionados com a saúde mental dos colaboradores. E, principalmente em times remotos, onde existe maior distância entre os colaboradores, esses cuidados devem ser reforçados.

Alguns aspectos mentais são capazes de causar acidentes de trabalho, como a fadiga mental, causada pelo excesso de exposição a estímulos repetitivos que podem provocar respostas automáticas, como acidentes.

Dessa forma, dá para entender como a fadiga mental associada à física pode ser o combo perfeito para causar acidentes.

Hoje não falamos apenas em segurança física, mas também na segurança psicológica, mental e emocional dos colaboradores, que influencia muito na boa execução de seu trabalho.

Estar com a mente sã, ajuda a prevenir riscos! A segurança no trabalho caminha lado a lado com a saúde mental.

Quando a empresa investe nas áreas certas, a equipe de colaboradores sente os benefícios e sente-se mais acolhida no emprego.

Dentro das instituições, ter programas potencializadores quanto à proteção e conscientização dos funcionários, é essencial. Bem como, benefícios em saúde mental.

Como um ambiente de trabalho mais seguro promove uma saúde mental melhor

Como um ambiente de trabalho mais seguro promove uma saúde mental melhor

Foto: nebojsa_ki – Envato

Eis uma reflexão sobre segurança no trabalho: para que um colaborador possa se manter equilibrado em seu ambiente de trabalho, é interessante que a empresa invista em sua saúde mental?

A resposta é: sim, pois ambos estão correlacionados!

Por exemplo: se o local de trabalho home office não é ergonômico e não oferece conforto, isso certamente irá interferir no rendimento do profissional.

Além disso, a Willis Tower Watson (WTW), em pesquisa, apontou que alguns dos fatores que mais impactam a força de trabalho são:

  • Estresse (83%);
  • Depressão e ansiedade (82%);
  • Sedentarismo (69%).

E mais: segundo a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), as doenças mentais já afetam cerca de 1 bilhão de pessoas.

Veja outras causas emocionais que podem afetar os colaboradores:

  • Excesso de demandas diárias;
  • Risco de acidentes e indisposição devido à fadiga mental;
  • Excesso de exigências;
  • Comunicação ineficiente;
  • Relações interpessoais problemáticas;
  • Falta de apoio dos líderes ou colegas no trabalho;
  • Clima organizacional tóxico;
  • Insegurança psicológica e medo de exposição;
  • Dificuldade em equilibrar vida pessoal e profissional;
  • Entre outros.

Em 2023 vivemos com as sequelas da turbulência mental ocasionada pela pandemia de coronavírus. Segundo dados da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, em 2020 foram mais de 576 mil afastamentos decorrentes de transtornos mentais e comportamentais.

Já os motivos relacionados à depressão e ansiedade, no mesmo ano, foram os principais nos afastamentos do auxílio-doença.

Os impactos da saúde mental no trabalho (e vice-versa) são inúmeros, por isso, deve haver uma parceria entre o time de colaboradores e a empresa para buscar soluções sobre esse problema.

Segundo a publicação da Organização Mundial de Saúde (OMS), “Out of the shadows: making mental health a global development priority”, ao menos 10% da população mundial possui depressão e ansiedade, com impacto econômico global de 1 trilhão de dólares ao ano por perda em produtividade.

Em contrapartida, a OMS também afirma que para cada 1 dólar investido, por parte das empresas, em saúde mental, há um retorno de 4 dólares em produtividade e melhora da saúde.

Instituições que optam por manter uma cultura organizacional saudável são menos propensas a ter altos índices de absenteísmo, redução da produtividade e acidentes de trabalho. O cuidado com a saúde mental dos colaboradores diz respeito, também, à saúde financeira da empresa.

É preciso, portanto, cuidar do bem-estar dos colaboradores para que os impactos da saúde mental no trabalho sejam positivos.

Durante os últimos anos, diversos estudos demonstraram como o investimento em saúde mental no trabalho pode gerar impactos positivos tanto para os colaboradores (em termos de bem-estar e produtividade), como para a empresa (que reduz custos com afastamentos e turnover, por exemplo).

Isso também se tornou uma mudança cultural, onde dados da pesquisa Global Learner Survey da Pearson, demonstraram que 90% das pessoas preferem empresas que ofereçam benefícios de bem-estar.

É importante salientar que de 2020 até 2022, a urgência em trazer o tema da saúde mental para dentro das empresas tem se tornado mais palpável.

Segundo estudo de 2022 da Global Learner Survey, 92% dos brasileiros priorizam empresas que oferecem algum tipo de serviço ou programa voltado às questões de saúde mental.

Recentemente a demanda para contratação de serviços de saúde mental nas empresas, como terapia online, por exemplo, tem aumentado.

Isso corresponde a um plano de ação prático que as instituições estão começando a trazer para a cultura organizacional.

Dicas de segurança no trabalho: como aplicar na empresa?

Dicas de segurança no trabalho: como aplicar na empresa?

Foto: Natabuena – Envato

Veja agora algumas dicas para aplicar na sua empresa sobre segurança no trabalho!

Esteja a par das normas de segurança no trabalho

Esteja a par das normas de segurança no trabalho

Conheça as NRs que estão diretamente relacionadas à saúde no trabalho:

  • NR5: regulamenta a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), mantendo contato permanente com o Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT);
  • NR6: regulamenta os Equipamentos de Proteção Individual (EPI), que são de uso de cada colaborador para proteção de sua saúde física no trabalho;
  • NR7: estabelece o Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO), referente aos exames médicos periódicos;
  • NR9: estabelece o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA), referente aos riscos ambientais que podem prejudicar a saúde dos colaboradores;
  • NR17: estabelece a Análise Ergonômica, referente aos objetos utilizados pelo colaborador no seu dia a dia de trabalho.

Além disso, alguns exames dentro da empresa, são importantes para avaliar a saúde dos colaboradores, como:

  • Exame admissional: realizado antes do funcionário entrar na equipe e realizar suas atividades;
  • Exame periódico: realizado quando o funcionário já está executando sua função na empresa. Pode ser realizado a cada semestre, ano ou biênio;
  • Exame de retorno de função: realizado quando o funcionário volta à empresa após um afastamento de 1 mês ou mais, causado por acidente de trabalho;
  • Exame demissional: realizado para comprovar a boa saúde (ou não) do funcionário, assim que ele sai da empresa.

Vamos ver onde a saúde mental entra quando falamos sobre segurança no trabalho?

Segurança do trabalho home office: como funciona?

Segurança do trabalho home office: como funciona?

Como cuidar da saúde corporativa de sua equipe à distância?

Quando falamos em trabalho remoto, os transtornos mentais devem ser levados em conta.

De forma mais direcionada, a empresa pode realizar uma Análise Ergonômica do Trabalho (AET), para identificar quais são as condições mais adequadas para cada funcionário, focando nos seguintes aspectos:

  • Físico: movimentos repetitivos, posturas inadequadas, esforços elevados e outras condições relacionadas;
  • Ambiente: aspectos como calor, vibrações e ruídos;
  • Cognitivo: condições que colaboram para o estresse, sobrecarga mental, tomada de decisão, memória e outras similares;
  • Organizacional: escala de trabalho (turnos), carga de trabalho, flexibilidade, hora extra etc.

A empresa pode, também, oferecer um profissional para orientação sobre como colocar-se na postura correta, assim como a distância saudável entre olho e tela e apoio dos braços. A empresa também pode desenvolver uma cartilha para a equipe.

Atividades de conscientização sobre segurança no trabalho online podem ser promovidas. Os colaboradores podem se sentir mais à vontade para participar de palestras sobre determinados temas, ou então de atividades de bem-estar.

Aqui no Guia da Alma oferecemos várias práticas para cuidado do físico e mental, como aulas de Meditação, Yoga e Ginástica Laboral online para sua empresa. Também estamos no Gympass!

Compartilhe frases de segurança do trabalho por endomarketing

Compartilhe frases de segurança do trabalho por endomarketing

É fundamental criar ações criativas de endomarketing em qualquer empresa!

Mas você sabe o que é endomarketing?

O foco do endomarketing é fortalecer a relação entre os colaboradores e a empresa, aumentando o engajamento entre a equipe.

Através de estratégias e campanhas, há o fortalecimento do marketing direcionado ao público interno da instituição.

Segundo pesquisa da empresa de software SocialBase, apenas 13% dos profissionais estão realmente engajados nas empresas que trabalham.

O endomarketing surge para estreitar essa relação, aumentando o envolvimento dos colaboradores com os objetivos corporativos da instituição.

Para isso são realizadas ações voltadas ao foco organizacional da empresa, como: potencializar a comunicação interna, desenvolver a capacitação profissional dos colaboradores, melhorar a imagem da empresa, entre outras ações.

Como estratégia de endomarketing, o RH pode divulgar frases, dicas e textos sobre segurança no trabalho entre os colaboradores!

Organize sua SIPAT

Organize sua SIPAT

SIPAT é uma sigla que significa Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho.

O objetivo SIPAT é, também, promover conhecimento e conscientização para os colaboradores, focando na saúde mental e física, realizando atividades que enfatizem a cultura de segurança da empresa.

Pela importância dessa semana, é necessário, então, organizar o cronograma SIPAT com antecedência como serão as atividades realizadas, principalmente se for em home office, onde deve haver uma adaptação para o online que possa criar o engajamento entre toda a equipe de trabalhadores de maneira acessível.

As dinâmicas da SIPAT promovem, também, saúde mental, com foco em:

  • Estimular a união e engajamento da equipe;
  • Prevenir acidentes no trabalho;
  • Focar nos resultados positivos dos trabalhadores.

Ofereça palestras para SIPAT, Setembro AmareloOutubro Rosa e Novembro Azul online com exemplos de saúde e segurança no trabalho, com dicas práticas, sobre:

As palestras podem acontecer ao vivo com profissionais da área de saúde, mostrando como cuidar da saúde mental, dando dicas de como tratar a depressão e ansiedade e o que fazer/como lidar com alguém que está com algum problema.

Inclua no calendário a campanha de Abril Verde

Inclua no calendário a campanha de Abril Verde

A campanha Abril Verde é voltada para segurança no ambiente de trabalho.

É uma época do ano em que muitas empresas escolhem fazer a SIPAT para alertar a equipe sobre saúde e segurança no trabalho. Abril foi o mês escolhido para conscientizar e mobilizar empresas, instituições públicas e privadas, empregadores e funcionários a atuarem de forma conjunta, com foco na saúde mental e união de forças.

Isso porque 28 de Abril é:

  • Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho;
  • Dia Nacional em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho.

Além disso, dia 27 de julho é o Dia Nacional da Prevenção e Segurança no Trabalho. Veja no calendário RH!

Invista no tema e estimule a equipe a preocupar-se com a ergonomia no home office, utilizar roupas confortáveis e orientações para prevenir acidentes.

Você pode realizar Palestras, práticas de descompressão e oferecer terapias online.

Abril Verde pode também ser uma boa época para fazer sua SIPAT, conforme explicamos acima. Conte com a ajuda do Guia da Alma 🙂

Segurança emocional e física andam juntas!

Segurança emocional e física andam juntas!

De forma prática, podemos citar alguns riscos de não cuidar da saúde mental e física dos colaboradores:

  • Ficar tanto tempo trabalhando em casa de forma inadequada pode causar lesão por esforço repetitivo (LER), onde a empresa pode ser responsabilizada, já que é uma doença decorrente do trabalho, além de estimular hábitos que vão de encontro ao sedentarismo e estresse. É saudável estipular pausas a cada 1h30 ou quando sentir necessidade, seja para dinâmicas em grupo, realizar alongamentos no corpo, beber água ou para dar uma respirada e evitar o bloqueio criativo;
  • Sem cuidados relacionados à saúde mental, os colaboradores adoecem cada vez mais, prejudicando o seu desenvolvimento e, consequentemente, o da empresa. Em pesquisa da OMS, dados indicaram que as doenças de ordem mental afetam a vida de 30% dos trabalhadores no mundo. Sendo, para os brasileiros, a terceira maior causa de solicitação de auxílio-doença no Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS);
  • Para a empresa, o trabalhador que adoece também significa custos adicionais, como consultas médicas, afastamentos, medicamentos, acompanhamento psicológico e internações;
  • Os problemas ligados à saúde mental geram também custos em absenteísmo, presenteísmo e turnover;
  • Entre outros.

Por isso, a empresa deve criar medidas para prevenção e segurança no trabalho. Dessa forma, uma boa saída é oferecer programas destinados ao cuidado da saúde mental e física dos colaboradores.

O Guia da Alma oferece soluções em saúde mental para a sua empresa:

  • Plataforma de terapia complementar online;
  • Mapeamento de saúde mental;
  • Dados para o RH;
  • E mais!

Vamos juntos?

5/5 - (1 voto)

Fundador e CEO do Guia da Alma. Especialista em Saúde Mental corporativa. Especialista em Terapias Complementares. Palestrante e Instrutor de Meditação Mindfulness para Empresas.

AGENDAR!