O que é Síndrome de Burnout? Sintomas, causas e orientações!

Entenda como lidar com esgotamento profissional.
homem com síndrome de burnout no trabalho
Terapeuta Certificado
Mais terapias de Thamiris
5/5 - (4 votos)

Sente exaustão profissional extrema? Suspeita de estar enfrentando a Síndrome de Burnout?

Você não precisa e não deve passar por isso sozinho! Existem práticas que podem ajudá-lo a se recuperar e a encontrar seu equilíbrio novamente!

A Síndrome do Esgotamento Profissional é um distúrbio emocional, resultado do acúmulo excessivo de estresse com origem no trabalho da pessoa. A situação é mais grave do que muitos pensam, já que segundo a International Stress Management Association no Brasil (ISMA – BR), cerca de 30% dos brasileiros enfrenta essa doença.

Portanto, é importante saber identificar os primeiros sintomas e buscar auxílio o mais rápido possível para a situação não se agravar.

Sou Thamiris Santoro, psicóloga e terapeuta holística, e hoje estou aqui para ajudar você a entender os sintomas da Síndrome de Burnout, e dar orientações sobre como tratar e prevenir. Boa leitura!


 

O que é Síndrome de Burnout? Significado!

homem cansado com síndrome de Burnout

Foto: Rido – Canva

Burnout, em inglês, significa “burn” queima e “out” exterior. É a síndrome do Esgotamento Profissional.

A Organização Mundial da Saíde (OMS) reconhece o Burnout e, a partir de 2022, a Síndrome de Burnout está na CID – 11 (Classificação Internacional de Doenças) como “estresse crônico de trabalho que não foi administrado com sucesso”.

A Síndrome de Burnout é um distúrbio que leva a exaustão extrema emocional. Ou seja, uma série de sintomas que fazem a pessoa ter um total desgaste emocional, mental e físico relacionamento ao trabalho. Isso a diferencia de outras doenças com sintomas similares.

 

Quais os sintomas da síndrome de Burnout?

profissional com sintomas da Síndrome de Burnout

Foto: halfpoint – Canva

Os sintomas que se enquadram na síndrome são vários, por isso acaba sendo confundido com outras doenças.

Para saber se é Burnout, o médico e o psicoterapeuta avaliam a quantidade de sintomas de uma pessoa e se eles são ligados ao ambiente corporativo.

Segue a relação dos sintomas mais comuns:

  • Cansaço extremo;
  • Dores no corpo;
  • Alterações no apetite;
  • Insônia;
  • Falta de concentração;
  • Alterações de humor;
  • Fadiga;
  • Pressão alta;
  • Insegurança e sentimento derrotista;
  • Pensamentos depressivos/negativos;
  • Ansiedade / Agitação;
  • Irritação / Intolerância;

Se identificou com esses sintomas? Faça nosso teste de Síndrome de Burnout e descubra seu nível:

Teste de Síndrome de Burnout: descubra seu estágio no quiz!

Como você tem se sentindo nas últimas 4 semanas? Veja o resultado do seu nível de burnout e receba orientações!

Complete os campos abaixo para ver o resultado:

 

Os 12 estágios do esgotamento profissional

Os 12 estágios do esgotamento profissional

Segundo os autores Herbert Freudenberger e Gail North no livro Women’s Burnout”, os 12 estágios do esgotamento profissional são:

  1. Necessidade de aprovação de maneira exagerada e de ser validado sempre em qualquer tarefa no trabalho e, principalmente com outras pessoas;
  2. Incapacidade de se desligar do trabalho: os famosos workaholics, que trabalham SEMPRE, em qualquer momento do dia;
  3. Negação das próprias necessidades pessoais: o trabalho vem em primeiro lugar;
  4. Fuga de conflitos internos e evitação de sintomas: finge que está tudo bem, ou então nem consegue perceber por estar focado demais no trabalho;
  5. Reinterpretação de valores pessoais: coisas de valor (como lazer e família) são deixados de lado. A prioridade é o trabalho;
  6. Negação de problemas internos, supondo que o problema é das outras pessoas. Podem se tornar agressivos e arrogantes;
  7. Distanciamento da vida social: cada vez mais se afasta de amigos e da família.
  8. Mudanças de comportamento visíveis a outras pessoas, mas imperceptíveis para si. Pode ficar mais introspectivo e sério;
  9. Perda da personalidade: não consegue mais dar valor a si mesmo e nem a ninguém. Tem a sensação de não ser mais a mesma pessoa, não se reconhece;
  10. Vazio interno: sensação de vazio interno muito grande, sem direção e sem esperança, podendo fazer uso de álcool e drogas 
  11. Depressão: A doença começa a ficar mais profunda, com desânimo e perda de sentido na vida ;
  12. Exaustão final: a chamada Síndrome de Burnout.

 

Causas da Síndrome de Burnout

piramide de maslow e burnout

Pirâmide de Maslow – a hierarquização das necessidades humanas

De acordo com a pirâmide de Maslow, temos prioridades básicas na vida como: comer, ter uma moradia e dormir.

Para isso, precisamos ter recursos financeiros e trabalhar – seja em empresa privada, pública ou até como autônomo.

A pressão da sociedade e comparações constantes que temos com a realidade de outras pessoas, faz com que a nossa pressão interna aumente. Isso, associado à necessidade de manter os recursos em dia, nos torna ainda mais “estressados”, e faz com que muitas situações dentro da empresa se tornem gatilhos para o nosso desiquilíbrio emocional.

Seja uma cobrança de um gestor, uma promoção, o medo da demissão… isso faz com que o nosso cérebro (principalmente a amigdala cerebral), fique sempre ativada enviando informações de alerta para o nosso dia de trabalho.

Assim, se um dia tivermos uma experiência ruim no trabalho, nosso córtex pré-frontal terá varias imagens armazenadas para nos fazer lembrar que trabalho = perigo/atenção ou medo. Faz sentido para você?

Fora a necessidade básica, existe a nossa necessidade de crescer e chegar ao topo da pirâmide e ser reconhecido profissionalmente. Porém, essa necessidade para alguns pode se tornar uma compulsão, assim como ir para a guerra. Em vez de aproveitar os pequenos momentos, existe uma pressão maior que faz querer vencer logo.

No ambiente corporativo isso também pode ocorrer pelo estilo da empresa (em um ambiente com necessidade de resposta mais rápida e muitas cobranças, por exemplo), mas o Burnout sempre começa dentro de nós, por isso, observe os sinais.

 

Síndrome de Burnout na pandemia

mulher preocupada com a instabilidade que a pandemia trouxe

Foto: Rocky89 – Canva

Com a pandemia do COVID-19 muitas pessoas tiveram aumento de quadros ansiosos, assim como depressivos, devido a perda de empregos e o medo do amanhã.

Por isso, começou a se falar ainda mais em Burnout, já que muitas pessoas com medo de perderem seus empregos ou com a pressão da família em manter uma boa estrutura básica para sustento do lar, fez com que as pessoas ficassem muitas horas a mais trabalhando focadas, esquecendo de lazer e coisas prazerosas da vida.

Com a introdução do home office, muitos tiveram que driblar a rotina do dia a dia com filhos, cônjuge no mesmo ambiente e as cobranças do trabalho.

Para as empresas foi o mesmo desafio de cuidar e zelar ainda mais pela saúde mental de seus colaboradores perante a instabilidade do mercado e dos negócios.

Com certeza, não foi fácil e ainda estamos nos recuperando, mas com isso temos um aprendizado importante: não temos controle de quase nada. Nem de hoje, nem do amanhã, por isso aproveite cada detalhe do seu dia a dia e siga nas dicas a seguir:

 

Síndrome de Burnout: tratamento e orientações!

mulher esgotada buscando tratamento para a burnout

Foto: Anna Tarazevich – Pexels

 

Cuidar dos seus pensamentos

Cuidar dos seus pensamentos

Cuide dos seus pensamentos: qual é o mais frequente? Não deixe seus pensamentos guiarem você para pensamentos derrotistas e negativos, fique ligado!

 

Ter grupo de apoio

Grupo de apoio

Externalize para amigos e família o que você sente, não se afaste, tenha pessoas próximas a você que você possa contar.

 

Ter vida social

Vida Social

Separe momentos do seu dia para se dedicar a amigos, fazer aquele almoço em família ou levar seu cachorro para passear. Tenha um ciclo social amigável e saudável.

 

Praticar atividades prazerosas

Praticar atividades prazerosas

Dedique-se a praticar coisas que gosta de fazer, um esporte, um hobby. Organize seu tempo para que você tenha um espaço para relaxar!

Está procrastinando essas atividades? Leia meu artigo: Como vencer a procrastinação

 

Converse com a empresa

Converse com a empresa

Converse com seu RH ou Gestor. Se as coisas não andam muito bem, a comunicação dentro da empresa é muito importante para alinhar as expectativas e eliminar  frustrações.

 

Atividade Física

Atividade Física

Pratique exercícios para liberar químicas para o seu cérebro senti mais bem estar e relaxamento, busque algo que gosta de fazer e se “obrigue” a começar, pois depois do hábito o seu corpo acostuma e você consegue sentir melhor o prazer pós treino!

 

Meditação

Meditação

Pratique boas meditações, pausas e respirações ao longo do dia, Pare, Inspire e Expire contando até 3 segundos, quando perceber que está ansioso ou acelerado.

 

Boa alimentação

Boa alimentação

Faça o seu horário de almoço, mastigue devagar e coma coisas saudáveis para ajudar a ter uma boa digestão e ter energia.

 

Ter uma boa noite de sono

Ter uma boa noite de sono

Faça uma rotina do sono, prepare seu corpo para dormir, afaste-se de celular e noticias ruins, leia um bom livro, veja uma série calma e gostosa, tome um chá e fique no escurinho do seu quarto.

 

Afastar de negatividade

Afastar de negatividade Síndrome de Burnout

Se afaste de pessoas negativas e que possam te fazer pensar mais negativo. Se afaste de noticias trágicas que fazem você vibrar na mesma sintonia.

 

Ter ajuda profissional

Ter ajuda profissional para Síndrome de Burnout

Percebeu algum dos sintomas e está com dificuldade de sair sozinho dessa?

Faça um acompanhamento psicológico. Busque terapias holísticas e integrativas para ajudar a lidar com sintomas. 

Procure um médico psiquiatra para ajudar com medicações para aliviar seus sintomas, caso necessário.

Busque ajuda: não deixe os sintomas piorarem!

Conheça aqui as Terapias Holísticas e Integrativas que ofereço:

  • Reiki à distância é reconhecido pela OMS e SUS, sendo aplicado também em muitos hospitais para auxiliar no processo de recuperação de diversos desequilíbrios físicos e emocionais.
  • Agende: Meditação com Reiki para alinhamento dos seus chakras (centros energéticos) e alívio do estresse.
  • Terapia com Florais de Bach e Vibracional para tratamento de sintomas emocionais. Através do estudo dos Florais de Bach ( 38 essências) criada pelo Dr. Bach (iniciador dos Florais), será verificado qual o seu momento atual e qual a essência indicada para melhora dos sintomas físicos e emocionais. Juntamente com esse trabalho, é utilizado o Laboratório de Florais Vibracionais do Sistema dos Tronos para potencializar a essência e usar outras ferramentas como ervas, cristais, e outros Florais!
  • Mesa Radiônica para equilíbrio dos Chakras: através da Radiestesia, são ativados os símbolos da Mesa e feitos envios da energia na frequência desejada para verificação, equilíbrio e limpeza de cada chacra, assim como, da energia kundalini e sua missão de vida.

Estou te esperando com muito carinho e apoio para você superar a Síndrome de Burnout. É possível, vem comigo! 💜

5/5 - (4 votos)

Terapeuta há mais de 20 anos e Psicóloga Clínica, ajudo pessoas a equilibrarem melhor suas emoções, entender a interferência energética em todas as coisas e assim ter uma vida mais saudável. Mesa Radiônica | Runas | Tarot | Reiki| Ho'oponopono | Alinhamento Estelar| Florais

AGENDAR!

Atende online

Mais terapias de Thamiris Begoti

  • Tiragem de Runas Rápida -Libere a sua Indecisão!

    Online
    R$120,00 Oferta!
    Thamiris Begoti
    (44)
    Terapeuta Certificado
    327 terapias realizadas
    Play
  • Reiki Presencial – Pacote de 4 sessões + bônus

    Presencial
    R$430,00
    Thamiris Begoti
    (44)
    Terapeuta Certificado
    327 terapias realizadas
    Play
  • Conselho Terapêutico para Transição de Carreira

    Online
    R$230,00
    Thamiris Begoti
    (44)
    Terapeuta Certificado
    327 terapias realizadas
    Play
Ver Perfil de Terapeuta