Carregando.
Aproveite a pausa e respire fundo!

image-quanto-custa-saude-mental-no-trabalho
Empresas

Quanto custa a saúde mental no trabalho e na minha empresa?

Saiba por que investir em saúde mental é tão importante para o crescimento do seu negócio!

icon-share
6 compartilhamentos

Este artigo é um convite para entender a importância da saúde mental no trabalho e como ela está atrelada ao funcionamento e rendimento da sua empresa!

Falarei aqui sobre os principais problemas que os colaboradores e as empresas têm enfrentado hoje! E darei dicas de como sua empresa pode ser mais rentável através da saúde mental de seus colaboradores.


 

Por que a saúde mental no trabalho é tão importante?

Primeiramente, gostaria de propor um cálculo rápido: você já parou para pensar quantas horas da nossa vida dedicamos ao trabalho?

Nossa semana tem 168 horas. A carga trabalhista média é de 40h semanais, 8 horas por dia. Somando a estas horas, o tempo que gastamos para nos arrumar, ir e voltar do trabalho, o horário de almoço, as horas no telefone e em reuniões, é possível que nós trabalhamos 12 horas ou mais. Metade do nosso dia!

Levando em conta que devemos dormir uma média de 8 horas por dia, sobram 4 horas para a nossa vida pessoal!

Em meio a constantes metas, pressões, competitividade, correria e tantas horas de trabalho para conquistar uma posição almejada e bons resultados, acabamos manifestando sofrimentos internos.

A preocupação com a saúde mental dentro e fora do trabalho, deve ser questão de importância em uma empresa, tanto para os colaboradores, quanto para os empreendedores.

Se você é empresário, sabemos que assim como nós, você já dedicou e continua dedicando muitas horas do seu dia para construir seu negócio. Vive sob constante incerteza e preocupações dentro do trabalho, e também fora, com a família e vida social.

Então que tal, depois de tantas horas de estresse, dedicar um tempo para cuidar da sua saúde mental? E mais, também dar esse cuidado aos seus colaboradores, que dedicam horas do seu dia para ajudar a construir o seu negócio?

De qual incentivo seus colaboradores e sua empresa estão precisando?guia-da-alma-para-empresas-colaboradores-bem-estar-saude-mental-meditacao-yoga-quick-massage-saúde mental no trabalho

 

Quanto custa investir em saúde mental na empresa?

Segundo estudo científico da OMS (Organização  Mundial de Saúde), apenas a depressão e a ansiedade custam US$1 tri por ano à economia global. Porém, cada euro gasto em saúde mental equivale a retorno de quatro euros. Isto mesmo!

“Profissionais saudáveis são mais ativos e estratégicos, as empresas que se antenaram com relação a isso de maneira mais ávida estão tendo resultados mais consistentes. Temos multinacionais, dentro e fora do Brasil, onde a implantação de programas voltados à qualidade de vida estão sendo fator determinante para os futuros investimentos. Elas estão utilizando essas métricas para tomadas de decisão.”

Fabrízio Machado Pereira, diretor superintendente do SESI-SC, em entrevista para a OCP News (2017).

guia-da-alma-para-empresas-saude-mental-no-trabalho-OMS-euro-1200

Um estudo feito pela Gallup (empresa de pesquisa de opinião dos Estados Unidos) aponta que as empresas que investem em saúde têm 48% menos incidentes de segurança e 37% menos ausências no trabalho.

Leia também: A saúde mental dos colaboradores é o sucesso da sua empresa

 

Quais os principais problemas de saúde mental no trabalho?

Cada pessoa é única, e a causa e efeitos de suas doenças também. Mas de modo resumido, listo aqui os problemas de saúde mental mais comuns atualmente causados pela relação com o trabalho.

Geralmente um está atrelado ao outro e todos trazem como consequência custos (tangíveis e intangíveis) para a empresa. Quais deles você tem percebido nos seus colaboradores? E em você?

  • Ansiedade: estado de apreensão e medo provocado por pensamentos negativos de antecipação das situações. Quando ela já faz parte do cotidiano de uma pessoa, torna-se crônica e pode desencadear outras doenças como síndrome do pânico, úlceras, nervosismo, entre outros.
  • Estresse: sensação causada por excesso de pressão, traumas e desgastes diante das situações. Pode vir acompanhado de fadiga, esgotamento, dores musculares, dores de cabeça, insônia e irritabilidade.
  • Síndrome de Burnout: é uma doença causada pelo esgotamento (físico, mental e emocional) em decorrência do trabalho.
  • Depressão: estado profundo de tristeza, onde o indivíduo perde a motivação e prazer diante da vida. Geralmente vem acompanhada das outras doenças citadas, e pode levar até mesmo ao suicídio.

No Brasil, a depressão é hoje a segunda causa de afastamento do trabalho no território brasileiro, só perdendo para as Lesões por Esforço Repetitivo (LER), segundo dados do Senado Federal, apresentados no blog Saúde do Meio. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), até 2020 a depressão será a maior causa de afastamento do trabalho no mundo. 

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Brasília (UnB), em parceria com o Instituto Nacional de Seguro Social (INSS), revela que 48,8% dos trabalhadores que se afastam por mais de 15 dias do trabalho sofrem com algum transtorno mental, sendo a depressão o principal deles. As licenças em 2016 relacionadas a transtornos mentais e comportamentais chegaram a 37,8%, incluindo não apenas a depressão, mas também estresse, ansiedade, transtornos bipolares, esquizofrenia e transtornos mentais relacionados ao consumo de drogas, como álcool e cocaína.

Reportagem especial sobre depressão no trabalho, feita pelo TST (Tribunal Superior do Trabalho), em 2017.

guia-da-alma-para-empresas-saude-mental-no-trabalho-OMS-depressao-empresa-1200

O descuido com a saúde mental no trabalho, tem gerado diversos problemas para as empresas, como:

  • Absenteísmo: ausência e afastamento no trabalho motivada por problemas familiares, pessoais, de doença, entre outros.
  • Desengajamento: é quando os membros de uma equipe não “vestem a camisa”, pois não acreditam mais no trabalho da empresa.
  • Presenteísmo: é o fenômeno de se estar de corpo presente no ambiente de trabalho, mas com a mente ausente.
  • Gastos com a sinistralidade: que reflete o número consultas, exames, procedimentos e medicamentos (sinistros) que foram realizados num determinado período e o prêmio pago pelos clientes, através de um plano de saúde.
  • Altos índices de turnover: é o percentual de rotatividade e substituição de pessoas dentro de uma empresa, sendo usado como indicador de saúde organizacional.
  • Diminuição da capacidade de atenção e concentração, sensação de inutilidade, desmotivação, diminuição do prazer e do ânimo para atividades cotidianas, perda da capacidade de planejar o futuro e de rendimento, baixa produtividade, entre outros.

Segundo o ISMA (International Stress Management Association), no Brasil, 74% das pessoas não estão engajadas no trabalho porque não estão felizes.

 

Como minha empresa pode ser saudável?

Muitas são as formas que você pode levar qualidade de vida, bem-estar e saúde mental no trabalho e na sua empresa. Entre elas estão ações para: reconhecimento profissional, equilíbrio entre vida pessoal e trabalho, bom relacionamento com colegas de trabalho, ambiente confortável, entre outros.

Apresentarei aqui algumas atividades que o Guia da Alma oferece como solução para empresas que querem melhorar seu crescimento, com a saúde mental no trabalho como um diferencial.

Já estamos implementando estas atividades em empresas, obtendo excelentes resultados. Confira aqui o case do Guia da Alma para Empresas na Resultados Digitais!

Conheça mais nossos benefícios e atividades:

  • Terapias manuais para alívio de tensões e dores físicas: levamos até a sua empresa massagem relaxante, acupuntura, reflexologia, quiropraxia, entre outras terapias milenares que geram bem-estar e saúde.
  • Atividades para melhorar a concentração e amenizar o estresse: como meditação e yoga, que trabalham pontos chaves do desenvolvimento pessoal.
  • Palestras motivacionais e de bem-estar: com dicas de alimentação e hábitos saudáveis, como lidar com situações difíceis, entre outros.
  • Dinâmicas e workshops para melhorar engajamento da equipe: levamos até sua empresa atividades interativas para grupos, onde cada pessoa pode descobrir seus potenciais profissionais e como trabalhar melhor em equipe, com técnicas de profissionais de Coaching e Eneagrama.

 

De qual incentivo seus colaboradores e sua empresa estão precisando?

Criamos pacotes personalizados!

Entre em contato com o Guia da Alma para Empresas!

 Uma nova forma de cuidar da sua empresa e da saúde dos seus colaboradores.

 

Rodrigo Roncaglio

Cofundador e CEO do Guia da Alma. Meditação Guiada para Empresas. Facilitador do Curso online Propósito Terapeuta. Reikiano nível II, estudante de Astrologia, autodidata em Meditação e práticas energéticas.

4
0

Sou Cofundador do Guia da Alma, Reikiano Nível II, e Designer de Experiência do Usuário. Aprendiz de Astrologia, auto-didata e buscador de uma vida mais espiritual, adoro estar em conexão com a natureza, observar constelações, cozinhar e meditar. Como bom Libriano, busco o equilíbrio da vida em todos os aspectos, e acredito que é aí que mora a felicidade. A beleza do caminho é o próprio caminho!

...

Deixe seu comentário e contribua com a troca

O Guia da Alma é o Portal que conecta pessoas e Terapeutas para uma vida mais leve com Terapia Holística e Integrativa online ou presencial em todo Brasil!

Descubra também o Autoconhecimento, Espiritualidade e Bem-estar no conteúdo original do nosso blog!

Receba o Guia da Alma no seu e-mail!

Conteúdo para a sua evolução de consciência.

As Terapias Holísticas e Integrativas são complementares à medicina alopática, e não devem substituir nenhuma consulta e/ou tratamento médico.
Atenção: este site não oferece tratamento ou aconselhamento imediato para pessoas em crise suicida.
Em caso de crise, ligue para 188 (CVV) ou acesse o site www.cvv.org.br. Em caso de emergência, procure atendimento em um hospital mais próximo.

Política de Privacidade | Termos de Uso
Copyright © 2018 Guia da Alma. Todos os direitos reservados.
Feito com Luz e Amor em Florianópolis!