Níveis de ansiedade no Brasil: 62,6% tem ansiedade alta!

Um alerta sobre saúde mental no país considerado mais ansioso do mundo.
mulher experimentando ansiedade no Brasil
Mais terapias de Maria Eduarda Pepe
5/5 - (1 voto)

No Brasil, a ansiedade, uma das condições de saúde mental mais prevalentes em todo o mundo, assumiu um papel de destaque nas preocupações da sociedade contemporânea.

Nos últimos anos, essa questão tem ganhado ainda mais relevância, especialmente devido aos impactos da pandemia de COVID-19.

No país, 62,6% das pessoas relataram sentir um alto nível de ansiedade, de acordo com nosso Teste de Ansiedade, aplicado pela plataforma do Guia da Alma, entre 2020 e 2023.

Esses dados são um alerta para a gravidade da situação e para a urgência de abordar a ansiedade como um problema de saúde pública.

Neste contexto, é fundamental explorar como o cenário da sociedade atual considera a ansiedade e suas implicações para o bem-estar e a qualidade de vida das pessoas.

Sou Maria Pepe, content manager Guia da Alma. Boa leitura! 🙂


O que ansiedade pode causar?

imagem de O que ansiedade pode causar?

Foto: diego_cervo – istock

A ansiedade é uma resposta natural do corpo a situações de estresse ou perigo percebido. É uma emoção que envolve sentimentos de preocupação, medo e apreensão em relação ao futuro.

A ansiedade pode se manifestar de várias maneiras, incluindo sintomas físicos e emocionais. Alguns dos sintomas mais comuns da ansiedade incluem:

  • Preocupação excessiva;
  • Pensamentos intrusivos;
  • Inquietação e agitação;
  • Tensão muscular;
  • Irritabilidade;
  • Dificuldade em concentrar-se;
  • Insônia ou distúrbios do sono;
  • Batimentos cardíacos acelerados;
  • Respiração rápida ou ofegante.
  • Tremores.
  • Sensação de aperto no peito;
  • Desconforto gastrointestinal.

A taxa de ansiedade no brasil é preocupante. Não à toa, o Brasil é considerado o país mais ansioso do mundo.

Mas quantas pessoas têm ansiedade no Brasil? Segundo dados da OMS antes da pandemia, 9,3% da população brasileira já sofria de ansiedade. Ou seja, 18,6 milhões de pessoas.

Porém, com a pandemia, foi desencadeado um aumento de 25% na prevalência de ansiedade e depressão em todo o mundo.

Grupos minorizados (como , como mulheres, pessoas com deficiência, LGBTQIA+ e pessoas negras) tem taxas ainda maiores de questões relacionadas a saúde mental.

Vamos entender mais com os dados da pesquisa abaixo, que demonstra o crescimento da ansiedade no Brasil:

Dados sobre ansiedade no Brasil 2023, níveis de ansiedade e sintomas

imagem de Níveis de ansiedade: sintomas

Foto: Pheelings Media – istock

Reunimos 24.267 participantes brasileiros que responderam um teste de ansiedade do Guia da Alma entre 2020 e 2023, que apontou que mais de 60% tinham níveis altos de ansiedade.

matéria revista exame ansiedade no brasil

Ainda analisando os dados que foram fornecidos através do teste de ansiedade publicado no site do Guia da Alma, diferenciamos em 4 níveis de ansiedade:

  1. Alto nível de ansiedade: 15.146 (62,6%) apresentaram um alto grau de ansiedade, indicando que os sintomas estão ocorrendo de maneira persistente e preocupante. Nesses casos, é essencial buscar ajuda profissional. Conforme explicado por terapeutas certificados em nossa plataforma, as preocupações são intensas, e os sintomas físicos podem ser debilitantes, incluindo ataques de pânico, tremores, falta de ar e dores no peito. Isso pode estar acompanhado de isolamento social, insônia e outros problemas de saúde mental, como a depressão;
  2. Ansiedade moderada: um total de 7.528 pessoas (31,1% do grupo) apresentou um grau moderado de ansiedade, indicando que os sintomas são preocupantes e requerem acompanhamento. Nesse estágio, a ansiedade se manifesta por meio de medos e preocupações contínuas que já afetam o desempenho diário no trabalho e nas relações interpessoais. Os sintomas físicos, como palpitações, sudorese excessiva e tensão muscular, são frequentes;
  3. Leve nível de ansiedade: um grupo de 1.107 pessoas (4,6%) mostrou alguns sinais de ansiedade que merecem atenção. A recomendação nesse estágio é compreender as causas subjacentes da ansiedade e adotar hábitos, pensamentos e ações saudáveis para evitar que ela se intensifique. Nesse estágio, as preocupações podem ser mais frequentes e persistentes do que o normal, prejudicando a concentração e causando leve tensão muscular, inquietação e ocasional falta de sono;
  4. Nível normal de ansiedade: um total de 399 pessoas (1,7%) apresentou um nível de ansiedade considerado normal. Nesses casos, é importante manter hábitos saudáveis e priorizar o bem-estar. Preocupações ocasionais e nervosismo podem surgir, mas se não afetarem significativamente as atividades diárias ou o bem-estar geral, podem ser considerados normais e saudáveis. Afinal, a ansiedade é uma resposta natural do corpo que ajuda a antecipar ameaças, a nos proteger de situações perigosas e a garantir nossa sobrevivência.

Faça o nosso Teste de Ansiedade: descubra seu nível de ansiedade no Quiz

Busque ajuda profissional: Conheça terapias complementares para ansiedade no Guia da Alma

Conheça o benefício corporativo de saúde mental Guia da Alma

A importância do teste de ansiedade para o autoconhecimento

imagem de A importância do teste de ansiedade para o autoconhecimento

Foto: insta_photos – istock

O teste de ansiedade é uma ferramenta incrivelmente relevante para a promoção do autoconhecimento e da conscientização em relação à saúde mental. Sua importância é notável em diversos aspectos.

Primeiramente, ele permite que as pessoas façam uma autoavaliação inicial de seu estado emocional. Muitas vezes, as pessoas podem não perceber que estão enfrentando ansiedade ou podem minimizar a seriedade de seus sintomas. Essa autoavaliação é o primeiro passo para identificar problemas de saúde mental.

Além disso, o teste ajuda as pessoas a entenderem melhor o nível de ansiedade que estão experimentando. Ele fornece uma classificação que indica se a ansiedade é leve, moderada ou alta. Essa compreensão é crucial para orientar os próximos passos, como buscar tratamento ou adotar estratégias de gerenciamento.

O teste de ansiedade também lista sintomas específicos que as pessoas podem estar enfrentando, sejam eles físicos ou emocionais. Isso auxilia na identificação não apenas da presença da ansiedade, mas também de como ela se manifesta individualmente, como palpitações, inquietação, preocupações persistentes e outros sintomas.

Outro ponto importante é que o teste pode destacar situações, eventos ou fatores que contribuem para a ansiedade de alguém. Isso ajuda a identificar padrões de pensamento ou eventos específicos que desencadeiam a ansiedade, permitindo que a pessoa tome medidas para evitá-los ou lidar com eles de maneira mais eficaz.

Quando o teste indica um alto nível de ansiedade, ele pode servir como incentivo para procurar ajuda profissional. Muitas vezes, as pessoas relutam em buscar apoio de saúde mental até que percebam a extensão de seu problema. O teste pode eliminar essa barreira ao indicar claramente a necessidade de assistência.

Por fim, após receber um diagnóstico ou avaliação inicial da ansiedade, o teste pode ser usado como uma ferramenta de acompanhamento para monitorar o progresso ao longo do tempo. Isso permite que as pessoas vejam se as estratégias de tratamento ou técnicas de gerenciamento estão funcionando efetivamente.

Vale ressaltar que a ansiedade pode se apresentar de maneiras diferentes em cada pessoa. Por isso, Liana Chiaradia, CMO do Guia da Alma, reforça que apenas um profissional da saúde capacitado pode fazer uma avaliação correta e indicação do tratamento adequado. Reitera, ainda, Rodrigo Roncaglio, CEO do Guia da Alma:

“Este é um questionário voltado para autoavaliação e autoconhecimento, não é um diagnóstico e não substitui uma avaliação médica ou terapêutica, nem descarta ou não o uso de medicamentos. O quiz é um direcionamento para que a pessoa entenda qual o seu nível de ansiedade e de que forma isso está afetando a sua vida, além de apontar maneiras de buscar ajuda para reduzir os impactos dessa condição.”

Teste de Ansiedade: descubra seu nível de ansiedade neste quiz!

Como você tem se sentindo nas últimas 4 semanas? Veja o resultado do seu nível de ansiedade e receba orientações!

Complete os campos abaixo para ver o resultado:

 

A importância do teste de ansiedade para empresas

Saúde mental é um tema importante na vida pessoal, mas também no ambiente de trabalho!

Quando os níveis de ansiedade no trabalho dos colaboradores estão altos, isso pode resultar em perda de produtividade, clima pesado e afastamentos!

No Brasil, nos dois anos mais críticos da crise sanitária (2020 e 2021), o INSS registrou mais de 530 mil afastamentos por problemas de saúde mental.

Ansiedade: como tratar?

imagem de Ansiedade: como enfrentar o mal do século?

Foto: Moyo Studio – istock

Enfrentar a ansiedade envolve uma abordagem multifacetada que pode incluir mudanças no estilo de vida, atividades físicas, acompanhamento profissional e, em alguns casos, medicamentos.

As mudanças no estilo de vida incluem:

  • Criação de hábitos saudáveis, como manter uma rotina regular de sono;
  • Praticar técnicas de relaxamento, como meditação e mindfulness;
  • Adotar uma dieta equilibrada;
  • Reduzir o consumo de cafeína, álcool e tabaco também pode ser benéfico.

Além disso, a prática regular de exercícios físicos pode ajudar a aliviar a ansiedade, pois libera endorfinas, que são neurotransmissores que promovem sentimentos de bem-estar.

Em casos de ansiedade mais grave, o médico pode prescrever medicamentos, como ansiolíticos ou antidepressivos. Esses medicamentos podem ajudar a reduzir os sintomas da ansiedade, mas devem usados em combinação com a terapia.

Buscar a ajuda de um profissional de saúde mental, como um psicólogo e terapeuta , é crucial, pois ajuda a identificar e modificar padrões de pensamento negativos e comportamentos disfuncionais.

A terapia também pode ajudar as pessoas a entenderem melhor seus sentimentos, pensamentos e comportamentos relacionados à ansiedade, capacitando-as a enfrentar o mal do século de maneira eficaz e duradoura.

Portanto, buscar ajuda profissional, especialmente por meio da terapia, é uma etapa crucial no caminho para superar a ansiedade e melhorar a qualidade de vida.

Confira outros testes do Guia da Alma!

ícone de Confira outros testes do Guia da Alma

O Guia da Alma possui vários testes, para além do teste de ansiedade mencionado neste artigo. Conheça também:

5/5 - (1 voto)