Medite: faça de suas atividades uma meditação!

Aprenda a como integrar a meditação em seu dia a dia.
Guia da Alma - Meditação Medite menina sorriso felicidade

Você sabia que pode praticar a meditação enquanto faz suas refeições? Sim, é possível!

Meditar é estar no presente! Nem no passado, nem no futuro, mas no aqui e no agora, com sua atenção focada no que seu corpo está fazendo.

O ato de meditar não precisa necessariamente ser em uma posição X, em um local apropriado, fazendo determinado ritual ou técnica. Pode ser algo muito mais simples, que esteja presente em tudo (ou quase tudo) o que você estiver fazendo.

Acompanhe o artigo da naturóloga, Alquimista e Terapeuta Floral, Maíra Antunes.


Faça de suas atividades uma meditação!

Há muito tempo eu ouvi a seguinte frase: “Nós temos TODOS os dias, no mínimo 3 momentos de prazer”. Te garanto que eles acontecem todos os dias! Você sabe quais são esses momentos?

Resposta: Quando fazemos nossas refeições! No café da manhã, almoço e jantar, não é mesmo? Você aproveita estes instantes para ter prazer?

Infelizmente, muitas pessoas vão dizer que NÃO, pois elas geralmente não investem um tempo para comer com calma e tranquilidade, por não terem a consciência da importância da qualidade dos alimentos (alimentos in natura, frutas, verduras e legumes variados e preferencialmente orgânicos, proteínas de boa qualidade e carboidratos integrais) e por não estarem no estado de presença ao fazer a refeição. Perceba:

Não estar preocupado (se ocupando antecipadamente com algo – FUTURO) e não estar ressentido por uma situação (sentindo de novo – PASSADO), faz com que VOCÊ ESTEJA NO AGORA! Fazendo isso, você desfruta destes momentos e tem prazer.

Estar consciente, prestar atenção em cada garfada, sentir o sabor, o cheiro, a textura dos alimentos, mastigar devagar, dando pausas entre as garfadas, faz com que, além do alimento ficar muito mais saboroso, você MEDITE!

Parece simples, né? E é! Porém, nós estamos tão acostumados e acomodados a estar no PILOTO AUTOMÁTICO que nem nos damos conta que ao longo do nosso dia despendemos muito tempo ANSIOSOS com situações do futuro e APEGADOS com situações do passado. Isso faz com que não tenhamos tempo de prestar atenção no AGORA! Estando no automatismo torna-se, aparentemente, mais desafiante entrar em estado de meditação.

Será que você está se perguntando, “quando eu estou correndo, ou dançando, ou brincando com meus filhos, ou lendo um livro, ou viajando (enfim, fazendo uma atividade que você goste muito) será que estou meditando”?

Se ao realizar estas atividades, você está totalmente presente, com foco no que está fazendo, sem que a mente esteja em outro lugar, a resposta é SIM, você está meditando! Maravilhoso né?!

E se você consegue fazer isto em uma situação na sua vida, é sinal que você tem condições de fazer em outros momentos. Você só precisa querer, estar atento e disposto a mudar o mindset (mudar a configuração mental), que antes era do automático e agora passa a ser para o atento; sua mente presente no que seu corpo está fazendo no AQUI e AGORA.

 

Topa um desafio?

Escolha uma situação ou área da sua vida que você gostaria de estar presente e meditando enquanto a realiza! E tente realizar esta atividade o maior tempo possível em meditação, ou seja, presente no que está fazendo. Se caso desfocar, tudo bem, comece de novo. (Pode acontecer que você tenha que recomeçar várias vezes, mas é assim mesmo, persista e insista).

Sugiro que escolha apenas uma situação e seja um “auto observador” de si, tenha curiosidade em saber como a sua mente vai se comportar, quais serão as desculpas que ela vai inventar, os tipos de autossabotagem que irá fazer… Se divirta com a sua mente e não brigue com ela.

O Yoga diz que devemos tratar a nossa mente como se ela fosse uma criança.

Quando a criança está lá no meio do supermercado gritando e se debatendo, o que o adulto deve fazer? O mais sensato seria, por exemplo, ficar (no estado de presença) tranquilo, paciente e falar com ela com calma, explicar a situação e acolher até se acalmar. Não adiantaria gritar e brigar, pois só iria piorar, certo?

Com a nossa mente é a mesma coisa! Se ela está reclamando e está inconformada, não adianta brigar e querer que a sua mente pare com o “chilique”! É mais produtivo você respirar fundo, ter paciência para que ela perceba que o corpo está calmo, que ela pode também se acalmar e ficar em um estado neutro, para então seguir.

Geralmente, nós estamos há muitos anos neste padrão mental de ansiedade, querendo que as coisas aconteçam rápido, querendo saber alguma novidade, olhando o tempo todo para o celular. E hora estamos relembrando situações, ressentindo e alimentando mágoas, brigas do passado, situações onde poderíamos ter agido diferente…

A mente não para e parece que não sabemos o que é estar presente. Tentamos, mas nos distraímos muito rápido e quando nos damos conta, já passou muito tempo em que estávamos divagando. É quando vem o desânimo e desistimos de tentar, pois pensamos “não é pra mim”.

 

Os desequilíbrios, segundo a Alquimia

Essa falta de foco, excesso de pensamento, falta de aterramento, ansiedade, impaciência… essa dificuldade de se manter presente, para a Alquimia, pode ser um desequilíbrio proveniente do Excesso de determinados elementos. Confira os exemplos:

Excesso de Fogo – no temperamento: tendência à excitação constante; impaciência, cólera, ansiedade, incapacidade de finalizar projetos, dispersão; capacidade de liderança, mas com dificuldade em fixar-se nos grupos que lidera.

Excesso de Terra – no temperamento: foco no materialismo, na ambição desmedida, tendência ao apego; insegurança em relação aos bens materiais; ansiedade em relação à produção de bens pelo trabalho; apego em relação ao trabalho e dinheiro; dificuldade de desfrutar das outras áreas da vida.

Excesso de Ar – no temperamento: tendência ao devaneio; dispersão; necessidade de expressão; hiperatividade mental e preocupação constante, está sempre no futuro.

Excesso de Água – no temperamento: tendência matriarcal; adaptação e preocupação excessiva ao outro; possui foco no outro (externo) e não em si (interno).

 

Se identificou com algum dos exemplos? Quer estar mais presente em tudo que você faz?

Pratique a meditação! Permita-se estar atento durante seu dia a dia e você passará a perceber mudanças fantásticas!

Conte como foi sua experiência, adorarei saber!

 

Tem interesse em terapia alquímica?

Continue esta conversa comigo!

 


Leia também:


 

Receba o Guia da Alma no seu e-mail!

Conteúdos para a sua evolução da consciência, uma vez por semana.




 

Naturóloga, Alquimista e Terapeuta Floral. Atendimentos com Florais Joel Aleixo, Mapa Astral Alquímico e Tarot Alquímico. Agende sua sessão online e presencial em Florianópolis, São José e Governador Celso Ramos - SC! :)

AGENDAR!

Avaliação
Atende online
Presencial em Florianópolis SC