Kosha: conheça os 5 corpos do Yoga!

Autoconhecimento além do nosso corpo físico.
kosha: os corpos sutis do Yoga
Mais terapias de Priscila A. Almeida
5/5 - (4 votos)

Autoconhecimento é entender mais do que sabemos de nós mesmos como seres humanos. Autoconhecimento é ir em busca da pergunta: quem sou eu e como me expresso aqui nesta vida?

O Yoga vai além do conhecimento do nosso corpo físico nas posturas de yoga que aprendemos sobre o mat (tapetinho).

Esta filosofia nos ensina muito mais, mostrando o conhecimento do ser humano além da matéria. Entendo que tudo é uma coisa só, que matéria e espírito se relacionam, estão unidos e um afeta o outro e se interconectam.

Hoje vamos aprender sobre os invólucros (koshas em sânscrito) do espírito, os corpos sutis observados pelo Yoga e Vedanta (este último é o estudo a partir de textos sagrados, buscando desenvolvimento mental, emocional e espiritual).

Vamos desvendar juntos a infinitude de quem somos?

Equilibre seus Corpos: Pratique Yoga!

Agende aulas para seu autoconhecimento e bem-estar no Guia da Alma 🙂

De acordo com a tradição do Yoga, a origem de todo o sofrimento vem da ignorância (avidya em sânscrito).

É como se todos nós nascêssemos com uma percepção embaraçada que nos leva à dualidade: uma hora estamos bem, outras não e nos relacionamentos projetamos uma realidade que não existe, porque ao sentir algo antigo, confundimos a sensação que alguma situação nos traz (por lembrança) da realidade do que acontece de fato.

Essa projeção e embaraço causa desavenças, estresse e tristeza. Vivendo em “avidya” ficamos sujeitos a apegos e aversões em tudo o que nossos cinco sentidos se conectam. E há de se convir que os cinco sentidos estão sempre sendo provocados intensamente, não é mesmo?

Avidya não fala em falta de capacidade intelectual, e sim, falta de conhecimento, pois “a” significa “não” em sânscrito e “vidya”, “conhecimento”. Portanto seria a falta de conhecimento de si mesmo, como seu um véu revestisse nossa visão, ofuscando a verdade.

“Ignorância é confundir o impermanente com o eterno, o impuro com o puro, a fonte de conhecimento com a fonte de felicidade, o ego com o Eu verdadeiro”.

Yoga Sutras de Patañjali

Conhecer os invólucros que revestem nosso espírito, é olhar para si mesmo com mais sabedoria.

Temos cinco envoltórios, camadas (koshas em sânscrito) que nos revestem.

Muitos usam as camadas de uma cebola para exemplificar essa temática. Imagine uma cebola, onde o seu núcleo seja o espírito e a cada camada externa é revestida por um “corpo” diferente como o intelecto, o corpo de energia, a mente/emoções e, por último, o corpo físico.

atman e koshas - corpos sutis do yoga

Fonte: Misticismo Natural

Para entender melhor toda essa complexidade que somos, começaremos a explicar a camada de fora para dentro, afinal, a camada externa todos nós conhecemos e é a única visível.

 

1. Annamaya Kosha

kosha

É o corpo físico, onde Anna quer dizer “feito de alimento”. Este corpo que compreende os músculos, órgãos, ossos e sistemas  do nosso corpo se alimenta de comida, bebida e ar.

O corpo é feito dos elementos terra, água, fogo, ar e éter:

  • A terra nossos ossos, músculos e tecidos
  • A água representada pelo sistema circulatório e linfático
  • O fogo nosso sistema digestivo, o agni
  • O ar o sistema respiratório
  • O éter os espaços entre os órgãos, sistemas, assim como as cavidades em diversas partes do corpo

Com certeza há outros elementos no corpo como o carbono e etc., mas exemplificamos apenas com os cinco elementos pois é como é baseado o estudo da medicina yoguica chamada Ayurveda: a milenar medicina indiana.

 

2. Pranamaya Kosha

kosha

É uma réplica do corpo físico, mas feito de energia vital (prana ou bioenergia). Ele é alimentado principalmente pela nossa respiração.

A qualidade desse prana tem uma interligação profunda com a mente e sua qualidade resulta em estados mentais equilibrados ou não.

É este envólucro que anima o corpo físico e o prana que o sustenta. Ele existe como luz-energia e esta energia pode ser absorvida pelas outras camadas que veremos a seguir (para ver como tudo está interligado!).

 

3. Manomaya Kosha

kosha

É o corpo mental / emocional. Segundo o blog Misticismo Natural, este corpo se alimenta das experiências do indivíduo e é o intermediário dos envólucros mais densos e os sutis.

Ele capta os fenômenos internos e externos e realiza a função do pensamento. Tem profunda conexão com os cinco sentidos, sendo influenciado por eles constantemente, sem que nos demos conta, caindo em ilusões.

 

4. Vijnanamaya Kosha

Esta camada compreende o intelecto e a sabedoria, ou seja, uma intuição superior. É quando conseguimos testemunhar a nós mesmos, saindo do jogo da dualidade e observando as situações sob uma perspectiva mais expandida.

A mente, citada anteriormente, pensa e processa pensamentos aleatórios e inconstantes. Já esse envólucro se diferencia do anterior pelo fato de estar ligado à discriminação.

É nosso lado questionador, que procura a verdade além das ilusões. Conforme a meditação se torna uma prática regular, vamos nutrindo essa camada e ela se torna mais forte e potente.

 

5. Anandamaya Kosha

É a camada da bem-aventurança. O núcleo do nosso ser ou o espírito. Experimentamos alegria de viver e em expressar nossa essência, sem amarras, sem apegos ou resistências.

Os seres que chamamos de iluminados vivem com essa camada muito bem estruturada e nutrida, portanto, vivem uma conexão maior consigo mesmos em essência e com a Fonte de Energia, que é puro amor.

De acordo com o Yoga, essa camada reveste o corpo causal: o Atman, que é a nossa eterna consciência (alma).

Equilibre seus Corpos: Pratique Yoga!

Agende aulas para seu autoconhecimento e bem-estar no Guia da Alma 🙂

Aqui um esquema completo sobre os Koshas:

5 koshas - corpos sutis do yoga

Kosha – Os 5 Corpos no Yoga

Quanto mais praticamos e experienciamos dentro e fora do tapetinho a Ciência do Yoga, mais vivemos de acordo com os revestimentos mais sutis e menos na densidade do ser que está preso a crenças limitantes, padrões emocionais tóxicos e dualidades.

Praticar e conhecer o Yoga nos leva a uma conexão com nosso estado puro e alegre, que é o que realmente todos somos. 

Cada camada que estudamos hoje nos mostra que quanto mais achamos que somos nosso corpo, emoções e pensamentos, mais sofremos. Isso não significa negligenciar nossas necessidades nesta ordem, mas perceber nossa magnitude e viver nutrindo o nossos aspectos mais sutis, como o intelecto/sabedoria e a alegria de ser um com a Fonte Criadora.

Dentro da tradição yóguica são apresentadas ferramentas como autoestudo, estudo de textos sagrados, posturas de yoga, técnicas respiratórias, meditação e muitas outras com a finalidade de viver essa realidade.

Eu espero verdadeiramente que você se inspire e encontre seu caminho! 🙂

5/5 - (4 votos)

Equilibre seus Corpos: Pratique Yoga!

Agende aulas para seu autoconhecimento e bem-estar no Guia da Alma 🙂

As Terapias Holísticas e Integrativas são complementares à medicina alopática, e não devem substituir nenhuma consulta e/ou tratamento médico.
Atenção: este site não oferece tratamento ou aconselhamento imediato para pessoas em crise suicida.
Em caso de crise, ligue para 188 (CVV) ou acesse o site www.cvv.org.br. Em caso de emergência, procure atendimento em um hospital mais próximo.
Política de Privacidade | Termos de Uso
Copyright © 2018 Guia da Alma. Todos os direitos reservados.
Feito com Luz e Amor em Florianópolis!
Por InCuca