As 17 hard e soft skills profissionais mais importantes da atualidade

Entenda quais competências e habilidades são essenciais para o desenvolvimento profissional.
hard e soft skills
Mais terapias de Rodrigo Roncaglio
5/5 - (1 voto)

Hard e soft skills são habilidades cada vez mais exigidas no mercado de trabalho.

Segundo pesquisa de 2019 realizada pelo Institute for Business Value da IBM, mais de cem milhões de profissionais nas dez maiores economias do mundo precisarão se recapacitar – e isso significa levar em conta habilidades comportamentais, as também chamadas soft skills.

Apenas conhecimento técnico não é mais suficiente. O desenvolvimento de hard e sof skills em conjunto geram retorno positivo dentro da empresa, e também a evolução profissional e pessoal do colaborador.

E você sabe quais hard e soft skills precisa desenvolver?

Neste artigo te explicarei o que isso cada uma delas significa e as principais diferenças.

Também vamos entender quais são as hard e soft skills mais importantes da atualidade para o desenvolvimento profissional de colaboradores, gestores, líderes e RHs.

Sou Rodrigo Roncaglio, CEO do Guia da Alma – a maior plataforma de Terapias Holísticas do Brasil para melhorar a saúde mental nas empresas.


O que são hard skills

O que são hard skills

Foto: Lifestylememory – Freepik

Hard skills podem ser definidas enquanto competências técnicas, do tipo que se adquire por meio de conhecimento, estudo e experiência dentro da área profissional.

Podem ser desenvolvidas, por exemplo, através de:

  • Graduação, mestrado e doutorado;
  • Especializações e pós-graduações;
  • Cursos, workshops e treinamentos.

A comprovação das hard skills podem ser fundamentadas através de certificados, como os de cursos de graduação ou de língua estrangeira.

Muitas hard skills são obrigatórias na admissão de empregos, e para mudanças de cargo dentro de uma empresa.

Alguns exemplos de hard skills podem ser: excel avançado, domínio de CSS, gestão de projetos, gestão de pessoas, edição de imagens, domínio de Javascript etc.

O que são soft skills

O que são soft skills

Foto: Standret – Freepik

Já as soft skills podem ser definidas enquanto habilidades comportamentais que o colaborador possui, sendo observadas, principalmente, em seus relacionamentos interpessoais, seja com colegas de trabalho ou no ambiente em que ele convive.

Por mais que as hard skills sejam importantes, no processo seletivo e no desenvolvimento do trabalho as soft skills estão ganhando cada vez mais importância!

Exemplos de soft skill são:

Essas habilidades são de extrema relevância no que concerne o convívio saudável com outras pessoas.

Pessoas com soft skills bem desenvolvidas conseguem resolver problemas sob pressão com mais resiliência e ter empatia em situações de conflito com a equipe.

Qual a diferença entre hard e soft skills?

Qual a diferença entre hard e soft skills?

Foto: ijeab – Freepik

Hard e soft skills se complementam.

Conhecimento técnico é essencial para exercer uma função, mas competências comportamentais são importantes para a transmissão desse conhecimento, por exemplo.

Em resumo, existem 3 pontos principais que diferencias hard e soft skills:

  • As hard skills podem ser comprovadas por meio de certificados, sendo mais fácil de serem avaliadas. As soft skills, por serem habilidades que dizem respeito ao comportamento humano são mais difíceis de serem avaliadas (muitas vezes isso é feito por meio de testes de personalidade fornecidos pelo RH, por exemplo);
  • Se conhecimentos relacionados à tecnologia podem tornar-se obsoletos com o tempo, habilidades relacionadas ao comportamento humano (como persuasão, comunicação, paciência, liderança e trabalho em equipe) são atemporais;
  • As hard skills são importantes para o desenvolvimento técnico e individual do colaborador. Enquanto as soft skills são necessárias para a boa convivência e trabalho em equipe na empresa.

5 hard skills mais importantes da atualidade

5 hard skills mais importantes da atualidade

Foto: pch.vector – Freepik

Conheça 5 das hard skills mais importantes e requisitadas em processos seletivos no mercado de trabalho atualmente.

Pensamento analítico

Pensamento analítico

O raciocínio analítico é uma hard skill bastante requisitada em processos seletivos, isso porque a tecnologia cada vez mais avança e cada vez mais coletamos dados sobre as pessoas.

As empresas precisam de profissionais que saibam analisar essas informações de forma analítica baseada em raciocínio lógico.

Saber utilizar as ferramentas que são usadas nesse processo também é importante, como Power BI e Python.

Computação em nuvem

Computação em nuvem

Com os modelos de trabalho híbrido e remoto, unidos à tecnologia, cada vez mais em alta, trabalhar colaborativamente em nuvem se tornou um requisito indispensável.

Você com certeza conhece a possibilidade que a tecnologia fornece de armazenar e processar informações e dados em “nuvem”, ou seja, locais que podem ser acessados de qualquer lugar do mundo através da internet.

É bastante comum na nossa vida corriqueira, mas é uma hard skill bastante requisitada em processos seletivos, principalmente na área de tecnologia.

Você pode desenvolver essa habilidade em cursos relacionados à T.I (Tecnologia da Informação) ou em materiais online, fornecidos de maneira gratuita.

UX Design e UX Writer

UX Design e UX Writer

UX significa, em tradução livre do inglês, Experiência do Usuário.

Tudo o que envolve UX é relacionado ao que pode melhorar na relação público e produtos digitais.

Pensar no consumidor sempre foi exigência da área de Marketing, mas com a grande leva de produtos da área digital, como aplicativos e utilização de redes sociais e sites, a experiência do usuário passou a ser de grande relevância para o setor tecnológico.

Por isso, hoje dados e insights gerados através de UX podem ser aplicados a praticamente todos setores da empresa para processos de melhoria contínua.

Inteligência artificial (IA)

Inteligência artificial (IA)

Quando falamos sobre Inteligência Artificial estamos nos referindo a um campo vasto que comporta várias hard skills, como: o desenvolvimento de sistemas e a habilidade de escrever na linguagem de chatbots, por exemplo.

A IA, por meio do processamento de dados, pode simular a inteligência humana através de um computador ou máquina, como aprender através da experiência e repetição ou tomar decisões.

Blockchain

Blockchain

Associadas às habilidades de criptografia, algoritmos e redes de computadores, a tecnologia Blockchain permite que as informações sejam guardadas de forma permanente, dificultando o acesso por invasão ou alteração no banco de dados.

As criptomoedas trouxeram à tona a evidência dessa tecnologia, onde é possível rastrear o envio e recebimento de transações pela internet de maneira segura. Mas o campo é muito vasto e pode incluir também o conhecimento sobre NFTs, smart contracts, etc.

12 soft skills mais importantes da atualidade

12 soft skills mais importantes da atualidade

Foto: Freepik

Confira agora as soft skills mais importantes da atualidade para colaboradores, líderes, gestores e RHs.

Para colaboradores

colaboradores

  • Comunicação

Essa habilidade é fundamental para qualquer profissional, de qualquer área.

Para o colaborador é fundamental saber se comunicar para trabalhar em equipe, através de uma comunicação assertiva e não-violenta.

Tendo em mente que se comunicar não é apenas falar, mas também aprender a ouvir!

Ter a escuta ativa é sinal de empatia e inteligência emocional, garantindo que a resposta seja completa e, em um conflito, as duas partes possam se expressar de maneira amigável.

  • Resiliência

Resiliência é a capacidade de adaptação, mesmo num ambiente em que haja alterações, mudanças, pressão ou experiências conflituosas.

Em momentos de crise, a resiliência é fundamental.

Entender que, em qualquer processo de qualquer área da vida, errar e mudar faz parte do desenvolvimento. É a resiliência para avançar e acertar através da maturidade.

  • Inteligência emocional

Inteligência emocional no trabalho é talvez a soft skill mais importante para colaboradores e demais setores.

Aprender a lidar com as próprias emoções é se autoconhecer e fortalecer.

Junto vem o desenvolvimento para aprender a lidar com as emoções dos colegas: a empatia.

A inteligência emocional, no coletivo, promove uma boa gestão de conflitos e evita brigas desnecessárias, enfatizando o diálogo e a visão ampla dos problemas.

O colaborador precisa ser ouvido e amparado pelo RH, mas também deve ter essa habilidade emocional para gerir seus relacionamentos interpessoais, e conflitos pessoais, dentro da empresa.

A inteligência emocional no trabalho também é necessária para um bom líder e uma gestão ágil e estratégica. Esse controle demonstra foco e auxilia o grupo em situações desconfortáveis, demonstrando confiança e cuidado.

Vamos conhecer mais soft skills importantes:

Para líderes

líderes

  • Empatia

Bastante citada, a empatia no trabalho é fundamental para uma boa liderança.

Isso porque é a competência que gera uma comunicação eficaz e reciprocidade positiva nos relacionamentos laborais.

Um líder empático é capaz de entender as questões de seus liderados, com respeito e escuta. Dessa forma, é possível chegar a soluções mais equilibradas.

Através de um relacionamento empático, o líder pode fornecer e pedir constantes feedbacks para desenvolvimento de seus funcionários e da empresa.

  • Liderança e tomada de decisões

Parece pleonasmo dizer que um bom líder precisa ter a habilidade de liderança bem desenvolvida, mas tenha em vista todas as outras soft skills que a liderança engloba.

A partir de uma boa liderança, a equipe de colaboradores é melhor motivada, podendo identificar e lapidar as suas próprias habilidades, inspirando-se no líder que possa guiá-los e conseguir delegar funções e tomar decisões de maneira eficaz.

Um líder que não tenha segurança na tomada de decisões influi diretamente na resposta de sua equipe, diminuindo a produtividade e aumentando as chances de erros. Bem como, uma liderança tóxica, pode estimular comportamentos tóxicos dos liderados.

  • Ética

Ter ética é respeitar a todos igualmente, com honestidade no que concerne a valores individuais e coletivos.

Em um ambiente tão competitivo como é uma empresa, a ética é uma soft skill que se diferencia.

Os resultados diretos de um líder ético são honestidade, cuidado e princípios morais para tomada de decisões justas e equilibradas.

Estabelecendo normas transparentes e éticas, a ética contribui na otimização de processos e aumento na produtividade da equipe de colaboradores, respeitando as regras e moralidade da empresa, principalmente para a liderança, que representa a instituição.

Para gestores

gestores

  • Capacidade de resolver problemas

Gestores observadores e detalhistas são capazes de analisar problemas e tomar decisões mais assertivas.

Isso tem a ver com criatividade, a possibilidade de pensar fora da caixa e arranjar soluções diferentes para as situações que se apresentam, estando preparados para qualquer tipo de desafio.

Um bom gestor é capaz de encarar os problemas priorizando as soluções em prol dos benefícios expostos, gravidade, consequências e nível de urgência.

Essa habilidade é desenvolvida através de experiências e aprendizado com as mesmas.

  • Poder de negociação

Um bom gestor precisa atingir objetivos em que as duas ou mais partes envolvidas estejam satisfeitas no processo.

Isso significa capacidade de negociação, seja para entrega de uma demanda ou assinatura de um contrato, por exemplo.

Uma gestão estratégica sabe fazer negociações internas com naturalidade, enfatizando o diálogo e sabendo mediar conflitos dentro da equipe.

O poder de negociação também abarca flexibilidade e inteligência emocional.

  • Saber gerenciar o tempo

Um gestor que consegue gerenciar bem o tempo é capaz de estabelecer o tempo em que cada projeto deve ser iniciado e finalizado.

Isso significa domínio sobre suas tarefas.

Mais do que quantidade de horas trabalhadas, um gestor com essa habilidade deve usar as horas a seu favor, em prol de sua visão e da visão que a empresa prega.

Além disso, uma boa gestão de tempo significa organização e diminuição de suscetibilidade a erros, onde o profissional passa uma imagem de maior competência e comprometimento, motivando a sua equipe.

Para RH

RH

  • Senso crítico

O RH precisa avaliar as situações com agilidade e tomar as decisões mais assertivas dentro do cenário proposto.

A percepção crítica é uma habilidade baseada em aspectos emocionais e racionais, fazendo com que o profissional, de forma autônoma, consiga deixar clara a sua posição e entregar resultados de qualidade, regulando o seu olhar para cada tarefa e problema.

  • Planejamento estratégico

Um RH estratégico analisa bem os dados e cenários e, através de estratégias, guia a equipe de colaboradores para chegar aos resultados desejados pela empresa.

Isso considerando metas, prazos, indicadores e objetivos – inclusive criando programas para desenvolvimento das soft skills de seus funcionários, aumentando as chances de potencializar os resultados dentro da instituição, e também a motivação dos colaboradores.

  • Foco na saúde mental

O RH do futuro foca na saúde mental dos colaboradores.

Essa é uma pauta de extrema relevância, principalmente no mundo pós-pandêmico.

Uma gestão de RH humanizada foca na saúde mental de seus funcionários, promovendo benefícios para o bem-estar corporativo.

Estar preparado para lidar e evitar casos de síndrome de burnout, depressão e ansiedade no trabalho é essencial.

Levar atividades relevantes como palestras para conscientização, promover práticas de relaxamento e oferecer sessões de terapia: são algumas formas do colaborador se sentir ouvido e acolhido para continuar motivado, produtivo e proativo dentro da instituição.

Agora que você sabe como criar um ambiente de trabalho saudável e como o desenvolvimento de soft skills é importante para isso, conte com a Guia da Alma para te ajudar nesse processo!

Temos soluções de bem-estar e saúde mental para empresas, que envolvem:

  • Treinamento para líderes sobre: Saúde Mental, Comunicação Não Violenta e mais!
  • Mapeamento de saúde mental para o RH;
  • Palestras dinâmicas, com teoria e prática pensadas para o ambiente corporativo;
  • Práticas para relaxamento (como yoga laboral e meditação mindfulness);
  • Além de sessões de terapia individual, e mais!

Conheça os programas de Saúde Mental para empresas do Guia da Alma.

Desenvolva soft skills da sua equipe e garanta a saúde mental dos colaboradores 🙂

5/5 - (1 voto)

Cofundador e CEO do Guia da Alma. Instrutor de Meditação Mindfulness para Empresas. Tenho diversas formações na área terapêutica como Reiki e Thetahealing. Ajudando a melhorar a saúde mental nas empresas!

AGENDAR!

As Terapias Holísticas e Integrativas são complementares à medicina alopática, e não devem substituir nenhuma consulta e/ou tratamento médico.
Atenção: este site não oferece tratamento ou aconselhamento imediato para pessoas em crise suicida.
Em caso de crise, ligue para 188 (CVV) ou acesse o site www.cvv.org.br. Em caso de emergência, procure atendimento em um hospital mais próximo.
Política de Privacidade | Termos de Uso
Copyright © 2018 Guia da Alma. Todos os direitos reservados.
Feito com Luz e Amor em Florianópolis!
Por InCuca
[Report Gratuito] Dados sobre Saúde Mental no Trabalho!

Receba um relatório completo com dados e tendências para RH!