A Lua e o signo de Câncer na Astrologia da Alma

Entenda o poder e significado da Lua e o signo de Câncer
guia-da-alma-diana-artemis-lua-e-o-signo-de-cancer

A Lua rege o Signo de Câncer e traz até nós esta energia de conexão. Entenda o poder e significado da Lua e o signo de Câncer para a Astrologia da Alma!


Tradicionalmente, a Lua na Astrologia está relacionada às emoções e reações instintivas de uma pessoa, à feminilidade, a maneira como vivencia a relação com a família, a mãe, o lar e a maternidade. As características herdadas de gerações anteriores são também demonstradas pelo Signo e Casa da Lua em um mapa astral. Sendo regente do Signo de Câncer, a Lua confere os traços típicos deste Signo: passividade, paciência, simpatia, mas também humor mutável, credulidade e apego.

O poder da Lua

guia-da-alma-diana-artemis-lua e o signo de Câncer

Diana ou Ártemis, a Deusa da Lua. Ilustração: Kagaya

Na Astrologia Esotérica, a Lua é chamada de “mãe das formas”. Ela está sempre se transformando porque reage às causas espirituais, gerando efeitos materiais. É a Lua que faz as coisas acontecerem em nossa vida. Mas a deusa Lua é muito misteriosa e jamais pode ser acessada diretamente.

A compreensão cada vez maior da importância do Sagrado Feminino em nossa cultura, tanto na Psicologia quando no estudo das religiões comparadas, tem ajudado a desenvolver melhor o arquétipo da Lua. Na Astrologia da Alma, ela é tão importante quanto o Sol e de suma importância para o processo do despertar da alma.

A Lua é Mãe e Amante do Sol. O Sol é o espírito, a criança que se desenvolve dentro do útero da Mãe Lua. Sempre renascido, o Sol é o espírito imortal. Sempre dançando com Ele, a Lua é a Mãe Eterna, a Mãe Natureza.

A dança da Lua nos ensina que todas as coisas tem um tempo e um local para existir. Ela é o ritmo da vida. Todos os sonhadores tentam capturá-La, mas Ela é a misteriosa caçadora de sonhos e de sonhadores. A Lua é a que torna os sonhos realidade e, também, a destruidora das ilusões.

O Signo de Câncer

A Lua rege o Signo de Câncer, cujo simbolismo é o útero da Deusa Mãe: o lugar onde as energias alimentam umas às outras para nutrir a vida, o início do processo de nascimento. No caldeirão da Deusa, a Terra, o útero da eterna geração, os seres se entrelaçam e, o que antes eram muitos, torna-se um. A fonte cristalina da energia canceriana é o lugar fértil de onde nasce vida nova.

guia-da-alma-lua e o signo de Câncer-annelie-solis-lua

Ilustração: Annelie Solis

O Signo de Câncer nos ensina sobre a transferência e absorção de energia, através da relação com os outros seres. Inicialmente, esta experiência nos torna muito dependentes de certas pessoas ou coisas para que possamos nos sentir confortáveis. Também há a tendência a viver de forma automática, pois há grande ênfase nas reações emocionais e irrefletidas. Por isso, o canceriano pode ser alguém muito apegado aos hábitos e aos seus próprios padrões.

Quando a consciência começa a amadurecer e despertar para a alma, então o ser é levado a um verdadeiro renascimento. Ao nível da alma, Câncer se entrelaça com todas as energias do planeta e se torna sensível às necessidades não apenas de nossa família humana, mas também de nossa família planetária. Por isto, Câncer é instintivamente afeiçoado aos animais e à natureza: seu destino é construir uma casa confortável para todos!

guia-da-alma-lua-e-o-signo-de-cancer-josephine-wall

Ilustração: Josephine Wall

Câncer é o Signo da Mãe Natureza, a Fonte da Vida. É responsável por fornecer ao indivíduo infinitas possibilidades para seu crescimento. Para acessá-las, é necessário estar em contato com a natureza, com o próprio corpo e emoções. É preciso estar receptivo às forças rejuvenescedoras da alma.

Sendo o primeiro Signo da tríade da Água, Câncer é um Signo cardinal, ou seja, de começos: é uma energia intensa e em fase experimental. Sendo um Signo de Água, sua natureza básica é emocional. Por isso, o canceriano é sensível, amistoso e apegado, mas sente-se tão vulnerável que precisa se proteger, desenvolvendo uma aparente indiferença.

A Lua e o signo de Câncer

A energia canceriana chega até nós através da Lua. É uma energia semelhante à da Lua Crescente, facilitadora dos partos, propiciadora dos crescimentos, nutriz das sementes e das crianças. É o Signo da conexão que se forma entre indivíduos de uma mesma família, que inicialmente é estabelecida entre mãe e bebê. Esta ligação é uma necessidade essencial, de base emocional, que fornece conforto e adequação.

A Lua em nosso mapa astral revela onde e como sentimo-nos confortáveis e também onde e como precisamos dos outros. Revela também, e o mais importante, a forma como se dará o processo de despertar da alma, pois é a força que está colocando a vida em movimento, exigindo nossas respostas às circunstâncias.

guia-da-alma-diana-lua e o signo de Câncer-kagaya

Ilustração: Kagaya

Na Astrologia da Alma, a importância da Lua e do Signo de Câncer residem na relação da Lua com Netuno, regente esotérico deste Signo. Quando o indivíduo desperta para a realidade da alma, ele compreende que a sua individualidade deve servir à coletividade. Sua consciência se expande para compreender a complexidade das relações entre as pessoas e em toda a natureza. Ele percebe, então, que o avanço das realizações humanas precisa do amor da alma para que seja realmente benéfico à humanidade e ao planeta.

A Astrologia na Era de Aquário

Nesta Era de Aquário, muitas estruturas velhas e ultrapassadas ruirão, dentro e fora de nós. Mas nem tudo será destruído. A essência do que significa pertencer à família humana deve prevalecer. Isto implica solidariedade, sentido de pertencimento, espírito coletivo e interesse social. Todavia, se antes nos ligávamos aos nossos grupos em oposição a outros grupos, famílias contra famílias, partidos contra partidos, religiões contra religiões, nesta Era a “panelinha” vai ter que acabar…

O valor das diferenças está na riqueza que proporcionam à cultura, assim como a biodiversidade é o que faz a natureza ser fértil. Nenhum indivíduo ou grupo, família ou espécie pode ser considerado superior, pois não há nada substancial que justifique sua superioridade. Somos todos únicos, especiais. Esta é a grandeza e a beleza do Amor Universal. A Mãe permite que todos os seus filhos tenham seu brilho próprio, compondo a diversidade da vida, que é como uma orquestra em que cada vida, cada Ser, deve tocar seu instrumento no momento adequado.

Quanto antes nos dermos conta de que somos crianças que necessitamos de nossa Mãe Terra, aquela que nos nutre e nos torna possível viver, aquela a quem temos desconsiderado e desvalorizado profundamente, quanto antes nos dermos conta de que necessitamos também uns dos outros e que precisamos cuidar uns dos outros, mais rápido realizaremos a Era de Aquário na Terra.

O destino é uma oferta, é oportunidade. Não é pré-determinado. Nada nos garante o sucesso em nossas vidas individuais, assim como nada garante o sucesso da Era de Aquário. Precisamos ser sábios com nossas escolhas e ações se desejarmos que as melhores manifestações do Signo de Aquário para a humanidade sejam reais no futuro.

Conecte-se com a Lua no seu Mapa Astral!