Você é uma pessoa empática? Reflexões e dicas de como ter Empatia!

Conheça os tipos de empatia e compreenda como entender e acolher o próximo pode ser transformador.
mãos dadas de pessoa empática
Mais terapias de EVELIN LETÍCIA
5/5 - (2 votos)

Já se perguntou se você é uma pessoa empática, ou tem empatia seletiva?

Empatia é uma habilidade fundamental para ter relacionamentos mais verdadeiros. Mas existe uma linha tênue que torna a empatia realmente possível de acontecer!

Esse artigo te convida a fazer uma reflexão sobre empatia, a conhecer seus diferentes tipos e te ensina como realmente ser uma pessoa empática.

E tem um bônus: gravei uma Meditação Guiada de como ter Empatia, se conectando com sua criança interior.

Sou Evelin Letícia, terapeuta holística com Thehealing e Mesa Quântica para autoconhecimento e leveza. Vem comigo? Boa leitura! 🙂


 

O que é Empatia? Significado!

Significado Empatia

Foto: Tim Marshall -Unsplash

O dicionário diz que empatia (s.f) é o ato de buscar compreender o outro através da habilidade emocional de compreensão, ou seja, é sair da zona de conforto, se libertar de amarras do julgamento e ampliar a visão para sentir, aprender através dos olhos de alguém, mesmo que desconhecido.

É se desprender da teoria e dar voz ao sentimento. Se permitir ser humilde em reconhecer que não há ninguém igual no mundo e que por isso tudo pode ter um olhar subjetivo, já que tudo o que vivemos, atraímos ou pensamos tem influência direta do nosso eu interior, de vivências, do meio que estamos inseridos e até mesmo, da ancestralidade.

Bora acolher a criança interior e conhecer mais sobre este tema, tornando-se assim uma pessoa empática?

Acompanhe este artigo até o fim, escrito por mim com muito carinho e acompanhado de uma Meditação sobre Empatia!

 

Características de uma pessoa empática

Características Pessoa Empática

Foto: Suraphat Nuea-on – Pexels

Há pessoas que já nascem com o dom da empatia, enquanto outros precisam de um pouco de treino para desenvolver. Acompanhe algumas características da pessoa empática:

  • Adquire uma conexão natural com as pessoas;
  • Percebe e entende sinais corporais;
  • Tem pré-disposição e prontidão para ajudar;
  • Simpatiza com a natureza e animais;
  • Precisa de momentos sozinha para compreender os próprios processos;
  • É uma pessoa muito doce;
  • Aprecia a liberdade e individualidade;
  • Podem ser consideradas pessoas muito sensíveis quando ainda não há total conhecimento da sua energia;
  • Quando em contato com a própria emoção, entendem o que outras pessoas sentem, porém sem doar a sua energia;
  • Pode doar energia a outras pessoas e por isso, se sentir muito cansada.
  • Se comovem com notícias negativas;
  • Tendem a evitar filmes/séries com guerra ou crime;
  • Pessoas muito empáticas podem se sobrecarregar energeticamente em multidões;
  • Sente prazer em ajudar os outros;
  • É procurada por outras pessoas que querem desabafar;
  • Por serem resilientes trazem muita sabedoria e conforto a conversa;
  • São honestas e leais;
  • Tem facilidade em se conectar profundamente a novas pessoas;
  • Valorizam a curiosidade;
  • Gostam de debater e trocar vivências;
  • Sabem como usar as palavras para oferecer asilo;
  • Entendem que cada pessoa é única.

 

O poder da Empatia

Poder da Empatia

Foto: Alex Green – Pexels

Esse trecho do artigo é muito especial, leia com atenção, ou ouça ele em meu áudio:

Uma faísca de luz, por menor que seja, consegue transformar o breu por completo e a escuridão que havia antes, já não é mais a mesma, pois aos poucos, ela é inundada por luz. Em um mundo cinza, deixe a sua essência transparecer, a magia existe e ela está em todos os detalhes, basta olhar com atenção.

Se imagine num campo de vagalumes em uma noite de lua cheia, com várias estrelas no céu. Porém, seu celular apita, você entra no Instagram, Facebook, responde pessoas que talvez você nem goste tanto assim e perde toda a beleza ao seu redor.

Agora, se veja no mesmo lugar, com uma postura diferente da anterior. Você aprecia o céu, a luz das estrelas e da lua, sente a brisa gostosa que balança seus cabelos, percebe a dança das árvores e nota a cada instante, mais uma dádiva do Universo.

Ao se render para este instante, você é presenteado com mais detalhes bonitos para celebrar. Você aprecia a sua companhia e da pessoa que está contigo.

Não, o celular não é o vilão, mas note que nesta reflexão ele muda totalmente seu foco. A reflexão é sobre isso.

Onde está a sua atenção? Você nota os seus desafios como maneira de aprendizado e de oportunidade ou se rende para reclamação?

A empatia pode não mudar o mundo, mas a partir do momento em que você se rende a ela sem amarras, seu ser é transformado e com isso, instiga outras pessoas.

 

As consequências da falta de empatia

Falta de empatia

Foto: Matheus Viana – Pexels

Ao observar o mundo que nos cerca, podemos perceber as consequências terríveis da falta de empatia, a primeira delas é a desumanização.

Ao parar de sentir a alma que há no outro, nos entregamos ao pior dos instintos, que vibra em individualismo, competição, ao imediatismo, consumismo exacerbado, uso intenso de recursos naturais.

Somos insaciáveis, propagandas nos estimulam a comprar descontroladamente, buscamos inflar nosso ego através de bens materiais. Queremos tantas coisas e ao fim nem sabemos o motivo, não sabemos para que ou muito menos de onde vem essa vontade.

Em momentos desafiadores, como este de pandemia, precisamos recordar constantemente que somos feitos pelo ser mais belo, o Criador de Tudo, fonte de amor incondicional. Cada célula do meu corpo é parte da centelha divina, ao afirmar isso, reforçamos o melhor que há no outro, pois evidenciamos a essência maior que há em cada um de nós.

A melhor maneira de combater a falta de empatia, é sem dúvida, o amor. Abrir os olhos de quem é cercado de apatia com um sorriso, um abraço.

Acreditar que isso é difícil, já é um ato de desumanização.

 

O que é NÃO é Empatia

Muitas pessoas confudem empatia com outros comportamentos. Então, vamos entender mais sobre o que realmente é empatia e o que não é!

 

Empatia e Apatia

Empatia Apatia

A apatia é oposta a empatia e é definida pelo dicionário como “condição de quem não se comove, não demonstra sentimentos nem interesses. Falta de motivação, de vigor físico, de entusiasmo; ausência de energia.”

É preciso ter cuidado ao generalizar a apatia, já que somos seres únicos e consequentemente, a forma de se relacionar também. Diariamente somos expostos a diversas situações e de cada uma delas, vem um aprendizado.

Pessoas apáticas, podem se render a baixa vibração, como a reclamação, ingratidão e tendem a fugir dos próprios sentimentos. Pensa comigo: se alguém mal consegue experienciar suas emoções, como irá sentir com o outro?

Relacionamentos interpessoais saudáveis precisam ser recíprocos, a negligência se torna uma bola de neve, pois cria uma predisposição ao egoísmo.

Ao ignorar o seu “eu interno”, essas pessoas buscam satisfazer suas necessidades com bens materiais e ainda, criam a necessidade de se sentir superior onde obtém a falsa sensação de completude.

Resumidamente, a apatia é gerada pela ausência da capacidade de sentir algo emocional profundo e isso, superficialmente, leva a sensação de indiferença.

 

Empatia e Simpatia

Simpatia e Empatia

Simpatia te faz sentir amável e agradável, estimula a forma como você mesmo se vê.

Empatia é ter sintonia e consciência sobre si para então olhar com isenção para a totalidade do outro. De origem Grega, empatia quer dizer “entrar no sentimento”, enquanto simpatia simboliza a “comunhão de sentimentos”, que nos remete a um vínculo entre as pessoas.

Ser simpático é simplesmente a forma em que nos sentimos em relação ao outro e ao que de fato, estamos transmitindo, ecoando. Perceba que ser simpático é mais raso se comparado a ser empático.

A simpatia leva as pessoas a terem harmonia de convivência, algo mais superficial. Já a empatia é mais sobre olhar para si enquanto mergulha no outro.

 

Empatia e Compaixão

Empatia Compaixão

Compaixão é o desejo de aliviar a dor da outra pessoa. Quando acessamos esse sentimento, liberamos a ocitocina pois a pressão arterial diminui, isso nos permite a sensação de felicidade, e nos motiva a criar conexões e ajudar outras pessoas.

Compaixão é um estado mental que se preocupa com a dor (empatia) dos outros e deseja ver o alívio.

  • Cognição: “Eu entendo”;
  • Emoção: “Eu sinto como você se sente”;
  • Inspirador: “Eu quero te ajudar”.

Essa estrutura mostra que a compaixão tem um elemento humilde (cognitivo e emocional) e outro composto por ambição (motivação) na direção de um bem maior.

 

Pessoa empática e empata

Pessoa Empática

Pessoas empatas detém uma sensibilidade extremamente alta, que as permitem sentir a energia do ambiente e das pessoas ao seu redor.

Esses seres costumam ter variações de humor, porque seus sentimentos são afetados pelo som, cheiro, localização, animais e até mesmo fatores climáticos. Essa hipersensibilidade pode gerar nos empatas a sensação de sobrecarga.

O termo é estudado cada vez mais pela psicologia, neurociência e espiritualidade.

Para a Doutora Judith Orloff “a intuição é o filtro pelo qual os empatas experimentam o mundo. São naturalmente doadores, espiritualmente sintonizados e bons ouvintes”.

Para Christel Broeuderlow, ser um empata vai além de ser altamente sensitivo e não é algo limitado somente às emoções. Empatas conseguem perceber sensibilidades físicas e urgências espirituais, assim como apenas sabem quais são as motivações e as intenções das outras pessoas.

Na maioria dos casos, seres empatas tem 02 chakras amplamente abertos e desenvolvidos, o chakra do Terceiro Olho (AJÑA ou chakra frontal) e o chakra empático (se liga, falaremos dele daqui a pouco).

A energia AJÑA é extremamente ligada com a intuição natural, também conhecida como visão interior (não vale paranoia, hein) e é por onde notamos tudo aquilo que vai além do mundo material. Em equilíbrio, sentimos mais conexão com o todo e também, mais seguros, já que a intuição se torna uma guia poderosa.

 

A empatia seletiva

Ver com o coração

Talvez, você ainda não tenha parado para pensar nisso, mas, eu e você praticamos o ato de sermos uma pessoa empática seletiva todos os dias. Esse lado da empatia se faz presente quando, inconscientemente, temos compaixão por aquilo que é mais agradável.

Se liga nesse exemplo:

Em um dia frio, no caminho de casa você se depara com um cachorro de raça, imagine, que nesse caso, se trata de um Shih tzu claramente vulnerável e machucado. Imediatamente, você grava stories, posta fotos nas redes sociais e fica extremamente indignado com quem pode ter feito tal crueldade.

Foi um ato bonito e de amor? Com certeza. Porém, continue imaginando a cena.

Em outros dias, no mesmo trajeto você passa por vários outros animais de rua sem raça definida, famintos (cachorros, gatos), farejando lixo em busca de comida, repletos de carrapatos e ferimentos, passando o mesmo frio que o doguinho anterior.

Mas você nem percebe, afinal, já é normal se deparar com animais de rua, não é mesmo? Em que momento você parou de enxergar a magia que te rodeia? Quando o sofrimento ao seu redor se tornou rotina?

Num mundo extremamente capitalista nascemos com a falsa impressão de que devemos valorizar sempre ou somente o bonito. O que encanta a sua alma?

Você nutre ela de objetos bonitos ou valoriza o invisível?

O Pequeno Príncipe nos revela essa reflexão, afinal, “o essencial é invisível aos olhos e só se vê bem com o coração”. Em que instante você baixou o volume do seu coração?

 

Como ter Empatia: 12 ficas preciosas de como desenvolver empatia!

Dicas Desenvolver Empatia

Foto: Pixabay – Pexels

Viemos a este mundo para cumprir propósitos, cada um com a sua individualidade, mas há algo em comum em todos eles, a necessidade de aprender…

Durante nossa vida temos vários exemplos disso, situações desafiadoras que nos tiram da zona de conforto, exemplos lindos de aquecer o coração e também amostras de como não queremos ser.

Ser uma pessoa empática pode ser lindo, mas sejamos sinceros, também nos desafia! A espiritualidade não é linear e está tudo bem!

Coloque em prática essas dicas de como ser uma pessoa empática!

 

1. Autoconhecimento e amor próprio

Autoconhecimento e amor próprio

Foto: pogonici – Shutterstock

Como diria a obra “O Pequeno Príncipe”: “é bem mais difícil julgar a si mesmo do que julgar os outros”.

Se conhecer é a principal ferramenta para quase tudo nessa vida. Pense só, precisamos aprender a lidar com nossas emoções, entender nossos desafios para compreender o caminho do nosso próximo.

Assim, evitamos cair na armadilha da temida empatia seletiva, pois em nossa mente já é claro que nem todos têm os mesmos desafios, amores, valores e motivações.

 

2. Compreenda a sua idealização em relação a outras pessoas

Pessoa Empática Compreensão

Foto: Padli Pradana – Pexels

Se liberte de pré-conceitos, julgamentos com si mesmo e expanda para outras pessoas!

Dessa forma, você conseguirá trabalhar os desafios em se colocar no lugar de alguém, essa é uma prática constante e diária!

 

3. Respeite sempre

Pessoa Empática Respeito

Foto: Asad Photo Maldives – Pexels

Saber conversar é essencial, assim você evita constrangimentos e ainda tem chance de aprender com outro!

 

4. Entenda as emoções

Pessoa Empática Emoção

Foto: ronstik – Shutterstock

Compreender as emoções é só sucesso! Os sentimentos e emoções são aliados no processo de empatia, perceba como cada corpo é como um mapa de emoções e muitas vezes evidenciam aquilo que está subentendido.

Esse exercício traz o bônus de desenvolver a compaixão!

 

5. Crie uma conversa leve

Conversa Leve

Foto: RF._.studio – Pexels

Faça uso da comunicação não violenta, demonstre apoio com naturalidade e saiba se expressar!

 

6. Demonstre interesse e seja um bom ouvinte

Bom ouvinte pessoa empática

Foto: Alexandr Podvalny – Pexels

Foque na conversa, evite ficar ao celular ou distraído. Assim a pessoa se sentirá abraçada e acolhida enquanto você conhece outra realidade!

Se permita sentir com o outro e evite generalizar ou diminuir os fatos!

 

7. Dinâmica de empatia

Dinâmica de Empatia

Foto: cottonbro – Pexels

Quer se conhecer e entender como ser uma pessoa empática pode transformar seu dia a dia?

Pegue uma folha de papel, escreva seu nome e quem é você, coloque seus desafios e suas qualidades, reflita sobre a sua jornada e as pessoas que te ajudaram até este momento, por fim, pense em como você pode contribuir para colorir ainda mais o dia de outras pessoas e o seu próprio, que ações te levarão a ser uma pessoa melhor?

Faça um mapa de pequenas e grandes atitudes que poderão te transformar.

 

8. Empatia e alteridade

Empatia e Alteridade

Foto: Sarwer e Kainat Welfare – Pexels

Alteridade e empatia são conceitos fundamentais para a sociedade. Alteridade é um termo derivado do latim e significa “ser o outro”, reconhecer que cada um é único em suas qualidades e decisões.

Com esses dois conceitos, nos abrimos para não somente vivenciar a realidade do próximo, mas entender como é tal experiência e quais os desafios através da sua ótica.

 

9. Empatia no trabalho e Liderança empática através da empatia assertiva

Liderança Empática

Foto: fauxels – Pexels

“A vida é um relacionamento, o resto não passa de detalhe. Essa é a maior verdade. Tudo na vida que realmente importa resume-se aos relacionamentos” – Dr. Gary Smalley

A empatia assertiva é o segredo para uma liderança formidável. Grandes mudanças só existem, pois são um compilado de pequenas ações.

No ambiente de trabalho, a empatia começa em realmente se importar com as pessoas que o cercam, para que mesmo em uma posição “inferior” todos se sintam valorizados.

Aqui vão algumas dicas para uma liderança empática:

  • Estimule um ambiente de trabalho amigável e promova a comunicação;
  • Mostre quem você é;
  • Reconheça as qualidades de seus subordinados para os manter animados;
  • Tenha cuidado com a sua forma de comunicação, ela precisa demonstrar:
  • Atenção;
  • Aceitação;
  • Reconhecimento – aqui é interessante encorajar o feedback.

 

10. Empatia e solidariedade para um mundo melhor!

Solidariedade Mundo Melhor

Foto: Zach Vessels – Unsplash

Ser uma pessoa empática desperta sentimentos ainda mais lindos e se torna um ciclo repleto de amor! Ser solidário é ter bondade, compreensão e união, é um valor humano que está presente em todas as culturas.

Reflita sobre os conceitos apresentados até aqui:

Empatia nutre a simpatia, alteridade e a compaixão, praticamente nessa mesma ordem. O passo “final” diante disso é ser solidário.

Se sou uma pessoa empática, terei inicialmente, simpatia, serei amável e amigável, porém ainda tenho minhas pretensões com isso, mesmo de forma positiva.

Ao ser simpático e empático, fortaleço a alteridade e compreendo a forma do outro de sentir os desafios.

Assim, avanço mais um passo e desperto a compaixão, a vontade de ajudar e dividir o peso de alguém.

Então me torno solidário, crio condições dentro das minhas vivências para contribuir de forma positiva.

Viu só como o processo é lindo? Seja exemplo para despertar ações como essas em outras pessoas e juntos, faremos um mundo melhor!

 

11. Abra seu Chakra Empático

coração com as mãos - chakra empático cardíaco

Foto: Sharon McCutcheon – Pexels

Chakras são os centros de energia distribuídos ao longo da coluna vertebral, onde encontramos a consciência e sabedoria divina da existência.

Percebem o mundo em nosso entorno, irradiam energia, emoções e pensamentos, nos apontam o subconsciente em ação.

Temos 07 chakras, cada um deles está diretamente ligado a sistemas emocionais e aos próprios órgãos.

Entrar em contato direto com essa energia exige muito zelo, ternura e amor, pois o contato com o nosso eu mais profundo pode ser desafiador, por isso, busque a ajuda de um terapeuta para que o processo seja mais leve.

Um desses 7 chakras principais é conhecido como “Chakra Empático”.

O manipura, chakra do plexo solar, é o terceiro chakra, representado pela cor amarela que remete ao centro de força e vitalidade, assim como o sol.

Ele permite que o emocional flua para o exterior e ilustra a maneira em que conectamos de forma efetiva com o mundo e frequências ao nosso redor. Encontramos essa energia acima do umbigo e próximo ao estômago.

Neste chakra, é armazenada a personalidade e essência do ser, os desejos, apatias e simpatias, ego e capacidade de auto expressão. Metaforicamente, representa como digerimos aquilo que ingerimos em níveis físicos, energéticos e emocionais.

O plexo solar é pontualmente conectado ao sistema digestivo (fígado, pâncreas, estômago, baço, vesícula biliar e sistema nervoso vegetativo)

Ao mesmo tempo em que o corpo lida com a matéria física, a consciência organiza o impacto das energias e emoções que nutrem o sistema de crenças.

Em harmonia, este chakra proporciona a sensação de paz, aceitação, autocontrole, poder pessoal e autoconfiança. Dessa maneira, nos conduz a gerar mais segurança e tranquilidade, respeitar os sentimentos e singularidades de outros seres.

Se houver um desequilíbrio, tornará o indivíduo controlador, medroso, irritável, o que o motivará a exteriorizar tudo aquilo que ainda não foi digerido e ainda, causar inquietação – motivada pela busca de prazer, gerando compulsões. Pequenos desafios trarão a sensação de fraqueza para conquistar objetivos.

Lembre-se, tudo aquilo que colocamos para o fundo da gaveta em níveis emocionais, reflete no corpo, para que seja dada a atenção devida, assim, cocriamos doenças e desarmonias físicas.

 

12. Meditação da Empatia e a criança interior ferida

Criança Interior Ferida

Lembre-se que somos feitos de almas e, ao “condenar” o outro, estamos ferindo a nós mesmos, machucando ainda mais nossas crianças interiores.

Vivemos em um plano de dualidades e a cada momento, aprendemos algo, cada um de nós tem um propósito de vida, uma vivência e uma criança interior que precisa de atenção.

Você julgaria a sua criança interior como condena a si mesmo e a outras pessoas diante de um desafio?

Se a resposta for não, lembre-se que a cada vez que a empatia não é presente na sua vida, sua criança interior acaba ferida. E se somos um só com o Universo, ao agir com falta de carinho com nós mesmos, falhamos em demonstrar nossa Gratidão à Criação.

Já dizia o Rei ao Pequeno Príncipe, “é muito mais fácil julgar ao outro, julgar a si mesmo com empatia, reconhecendo a própria história é uma grande sabedoria”.

Acolha sua criança interior, a perdoe e diga a ela o quanto ela é especial, conte um pouco da jornada até este momento.

Mostre a ela que ela não está sozinha e que não precisa fugir de si própria, ensine a ela como é bom se acolher e que ela consegue sim se amar sem se sentir egoísta.

Veja sua criança em um momento desafiador e conte a ela o quão incrível ela se tornará após esse aprendizado e que a pureza diante das incertezas, do medo, não é algo ruim.

Cative a sua criança, cative a si mesmo (a), sinta no mais profundo do seu ser, como vocês estão conectados/as, dê um abraço apertado nela, sinta cada pedacinho de alma ferida retornando para você limpa pela fonte criadora.

Ensine a sua criança que está tudo bem acolher as inseguranças, medos, os momentos de felicidade ou de fúria. Mostre a ela a como dar o primeiro passo, incentive ela a se conhecer e principalmente, a se compreender e perdoar…

E já que vocês já internalizaram isso, vocês sabem como é ter empatia com si mesmo, compreensão e compaixão com o outro, esses sentimentos transbordam você e inundam o seu universo.

Que ninguém saia da sua presença sem dar ao menos um sorriso, que sua presença seja sempre fonte de luz aos que precisam.

Vamos evoluir juntos? Ouça minha Meditação Guiada da Empatia e Criança Interior!

E se você gostar, se permita trabalhar crenças limitantes e curar a sua criança interior ferida! As sessões de ThetaHealing e Mesa Quântica Estelar te ajudarão a viver com leveza em níveis energéticos, emocionais e espirituais!

Faremos trocas de crenças, downloads de sentimentos, manifestações através da Lei da Atração e muito mais!

Acesse meu Perfil para agendar sua sessão de Thetahealing ou Mesa Quântica Estelar Online!

5/5 - (2 votos)

🧚‍♀️Terapeuta de ThetaHealing® e Mesa Quântica Estelar. Aqui você encontrará muito amor e acolhimento! 🍃Sessões para liberação de traumas e medos através do acolhimento da Criança Interior Ferida e conexão profunda com os Anjos da Guarda. 🌻 Vem conhecer a sua melhor versão!

AGENDAR!

Atende online

Mais terapias de Evelin Letícia

  • Meditação Guiada: Acolhimento da Criança Interior Ferida e Traumas

    R$130,00 Oferta!
  • Amor Próprio e Autoestima – ThetaHealing®

    Online
    R$115,00 Oferta!
  • Leitura de anjos da Guarda através do Thetahealing®

    Online
    R$110,00 Oferta!
Ver Perfil de Terapeuta
As Terapias Holísticas e Integrativas são complementares à medicina alopática, e não devem substituir nenhuma consulta e/ou tratamento médico.
Atenção: este site não oferece tratamento ou aconselhamento imediato para pessoas em crise suicida.
Em caso de crise, ligue para 188 (CVV) ou acesse o site www.cvv.org.br. Em caso de emergência, procure atendimento em um hospital mais próximo.
Política de Privacidade | Termos de Uso
Copyright © 2018 Guia da Alma. Todos os direitos reservados.
Feito com Luz e Amor em Florianópolis!
Por InCuca