O que é Slow Living? Um novo estilo de vida!

A importância de viver com presença e equilíbrio, desacelerando.
pés de pessoa em rede praticando o slow living
Mais terapias de Eduardo Inti
4.6/5 - (12 votos)

Devagar! Um estilo de vida inspirado no Slow Living envolve uma abrangência que ultrapassa o significado literal da palavra.

O termo vem do inglês e pode ser traduzido como “vida lenta”. Viver mais lentamente?

Sim, principalmente com a aceleração que tomou conta do mundo. Mas é bem mais do que isso!

Neste artigo vamos entender mais sobre esse estilo de vida, e vou dar dicas práticas para que você comece a viver com presença e equilíbrio no seu dia a dia. Boa leitura!


 

O que é Slow Living? Significado!

Slow Living Estilo de vida

Foto: Artem Kovalev – Unsplash

O Slow Living sugere uma vida e trabalho inspirados por valores simples e reais.

Muitos deles esquecidos pela velocidade, pelo piloto automático e pelos excessos que transformaram as pessoas em consumidores compulsivos e o senso de comunidade em competição acirrada!

Desacelerar é justamente estar presente, com plenitude, disponibilidade e atenção ao que se faz.

A consciência temporal é a atitude de se perguntar como vai a sua relação com o tempo. Como você tem usado seu tempo. E se tem usado para suas prioridades internas ou para urgências externas.

É claro que preciso reconhecer que este é um enorme desafio, especialmente, para quem vive em grandes cidades. Mas ele é possível. E pode trazer benefícios enormes para seu bem-estar e a sua saúde física, mental e emocional.

O Slow Living é um estilo de vida que prega menos pressa, mais autoconhecimento e respeito consigo mesmo, sem necessariamente estar obedecendo às pressões externas e decisões rápidas.  

Além disso, é viver uma vida preenchida por significados, realizações e propósito de vida.

 

Slow Living: conceito e características!

Conceito Slow Living

Foto: Aleksandr Davydov Photos – Canva

Para entender o conceito e suas características, precisamos entender da onde surgiu esse movimento.

De acordo com a Revista Review Slow Living (especializada na abordagem desse estilo de vida), o Slow Living surgiu na Itália, na década de 80.

Uma rede de fast food americana mundialmente conhecida se preparava pra abrir uma loja no centro histórico de Roma, perto da praça Piazza di Spagna, um dos principais pontos turísticos da cidade.

Em reação à chegada do movimento fast food no país, o jornalista italiano Carlo Petrini e dois amigos organizaram uma manifestação em defesa da boa comida, consumida com prazer e sem pressa.

Sendo assim, o Slow Living pode ser considerado parte de outros movimentos, como o Slow Food e o Slow Fashion. Seus praticantes acreditam que viver devagar significa desacelerar.

E isso não significa viver isolado ou fazer as coisas devagar, apenas estar priorizando o bem-estar, viver com presença e equilíbrio.

“Onde quer que você esteja, esteja lá por inteiro.”

Eckhart Tolle – autor do livro O Poder do Agora

O Slow Living é um estilo de vida que nos convida a:

  • Fazer as coisas no tempo certo, sempre trazendo presença em tudo que for fazer.
  • Priorizar viver com mais calma e simplicidade. Ou seja, sair do piloto automático e fazer escolhas mais conscientes!

Equilíbrio: essa é a essência!

Sentir na pele e na alma o bem-estar, a serenidade, o bem viver. De maneira holística, interconectados que estamos todos nós e o planeta.

O conceito do Slow Living vai além do sustentável. Somado a isso, entram a cooperação, respeito, gratidão, celebração e resiliência.

Um viver consciente inspirado por reflexões que nos direcionam para novos olhares e novos caminhos.

Em tempos conectados, um resgate de valores e sabedorias que trazem de volta o compartilhar. Conexão entre todas as pessoas, lugares e seres vivos, inclusive com nós mesmos.

 

Como viver o Slow Living? Meu relato pessoal!

Viver Slow Living

Foto: Arthur Brognoli – Pexels

Faz 1 ano e meio que adotei esse estilo de vida, na época morava ainda em Curitiba/PR, antes de vir morar na pacata Imbituba (na região da Praia do Rosa) que fica localizado no litoral sul de Santa Catarina.  

Para exemplificar de forma prática o que é Slow Living, vou citar algumas ações que eu pratico no meu dia a dia:

  • Fazer as refeições (café da manhã, almoço e jantar) sempre que possível em família. Sem utilizar o celular nesse momento, estando com a televisão/aparelho de som desligados para evitar distrações. Priorizando nesses momentos o diálogo com a família;
  • Fazer uma pausa no decorrer do dia de pelo menos 15 minutos para contemplar a natureza onde quer que eu esteja; 
  • Tirar um tempo livre para fazer algo diferente, aproveitando as condições climáticas, sem ter que esperar chegar o final de semana. Exemplo: ir para praia durante a semana.
  • Dou prioridade para sempre que possível comprar dos comércios do bairro onde moro, evitando longos deslocamentos e valorizando comunidade local;

Além disso, sempre que quero comprar algo novo, faço alguns questionamentos para mim mesmo:

  1. Eu realmente tenho necessidade desse produto?
  2. Estou comprando porque preciso ou por impulso?
  3. Vai agregar valor em algo na minha vida?

Desta forma, evito comprar algo por impulso ou que não vou acabar usando.

O Slow Living tem uma ligação muito forte com a importância de trazer mais presença na rotina, focando no AQUI e AGORA.

“O desconforto, a ansiedade, a tensão, o estresse, a preocupação, todas as formas de medo são causadas por excesso de futuro e pouca presença. A culpa, o arrependimento, o ressentimento, a injustiça, a tristeza, a amargura, todas as formas de incapacidade de perdão são causadas por excesso do passado e pouca presença. A presença é a chave para a liberdade. Portanto, você só pode ser livre agora.”

Trecho extraído do livro: O Poder do Agora – Eckhart Tolle

 

Benefícios: Por que o Slow Living se tornou uma tendência em um momento de tantas incertezas?

Benefícios Slow Living

Foto: Marcus Lindstrom – Canva

É fato que estamos vivendo um período de incertezas, devido o momento atual que estamos passando. 

A única certeza que temos é a incerteza!

Embora às vezes possa parecer que temos o controle total sobre nossas próprias vidas, é comum que esse controle fuja do nosso alcance.

Por um lado, quando fazemos escolhas, estamos dando à vida uma chance de viver como queremos.

Contudo, pensar que ela realmente será assim em todos os aspectos é ilusão.

Estamos a todo o momento aprendendo a lidar com as surpresas que a vida nos apresenta:

  • O fim de um relacionamento que acreditávamos ser para sempre.
  • Uma partida repentina de um ente querido.
  • A demissão da empresa que trabalhávamos por muitos anos e que pretendíamos ficar até a aposentadoria.
  • Um desastre natural que venha para sacudir a cidade, o país, o planeta…
  • Ou um vírus que vem para nos ensinar a viver de uma forma completamente diferente do que vivíamos antes.

A vida está sempre nos surpreendendo. Cada segundo, cada instante, cada momento é único em nossas vidas, como a água do rio que passou.

O rio nunca é o mesmo pois ele está em constante mudança, o tempo todo. A água que passou, passou e a renovação é obrigatória.
Assim é em nossas vidas. Por isso, precisamos estar atentos a todos os momentos e aprendermos que a única coisa permanente é a mudança.

Os benefícios desse estilo de vida desacelerado são muitos, mas acredito que esses três são os principais: 

  1. Prioriza valorizar o momento presente, evitando gerar expectativas e frustrações com o futuro. Com isso, diminui a tendência de uma crise de ansiedade
  2. Valorização de momentos entre a família e os amigos com qualidade. 
  3. Qualidade de vida e bem estar físico, mental e emocional.

 

O valor da pausa: a importância de se conectar com o presente!

O valor da pausa

Foto: Princigalli – Canva

Quantas vezes você já se pegou com pressa, ansioso e dando conta de mil tarefas e com a sensação de que mal parou para pensar no que estava fazendo? Ou de que não esteve presente, com plenitude, em nada que realizou?

Estar conectado com o presente evita sofrimento em demasia e expectativas com relação a algo que ainda nem aconteceu e talvez, nem aconteça. 

A vida acontece AGORA!

Priorize dar atenção ao momento presente, seja ele bom ou ruim. Se estiver vivendo um momento prazeroso, curta e aproveite. Caso esteja vivendo um momento que não seja tão bom, tente enxergar qual é o aprendizado dessa situação. 

 

Dicas de Slow Living: como desacelerar para viver com presença e equilíbrio?

Desacelerar para viver

Foto: Antonio Diaz – Canva

Praticar o Slow Living envolve mudanças de hábitos, comportamentos e atitudes. Algumas maiores, outras menores!

Por trás de todas elas, estão os princípios do movimento slow e a busca por mais qualidade de vida, essencialmente.

Conheça algumas dicas para desacelerar, tendo uma vida com presença, equilíbrio e bem estar:

 

1. Priorize e cuide das relações importantes para você

Cuide das relações importantes

Tire um tempo para conversas profundas, sem interferência de objetos que possam te distrair.

Ex: televisão ligada, mexer no celular enquanto conversa. 

A escuta atenta, a atenção plena e a presença são fundamentais para desacelerar.

 

2. Entenda como anda sua relação com o tempo e suas prioridades

Tempo e prioridades

Como você usa seu tempo?

Como distribui suas 24 horas de cada dia e os dias da semana em relação ao que gostaria e ao que deveria fazer?

O que ocupa mais tempo em sua vida hoje?

 

3. Faça uma coisa de cada vez

Mantenha o foco

Mantenha o foco no que esteja fazendo com atenção plena.

 

4. Faça pausas de silêncio durante sua rotina

Faça Pausas Silêncio

Pratique algumas respirações conscientes, ou seja, observe o ar saindo e entrando no seu corpo.

 

5. Fique mais tempo offline

Ficar mais offline

Pergunte para si mesmo:

Eu preciso mesmo estar online tantas horas por dia?

Responder todas as mensagens que apitam no celular prontamente?

Procure quando estiver offline dedicar atenção em ler um bom livro ou curtir bons momentos junto a natureza.

Sim, desacelerar pode não ser uma tarefa simples. Já que exige autoconhecimento, consciência da relação com o tempo, escolhas relacionadas a suas prioridades e muita energia para sustentar opções que vão no contra fluxo deste mundo que nos acelera cotidianamente.

Mas, acredite, vale a pena!

E lembre-se… O ponto do poder está sempre no momento presente.

Viva com cAlma: agende uma sessão de terapia no Guia da Alma e tenha apoio nessa jornada 🙂

4.6/5 - (12 votos)
As Terapias Holísticas e Integrativas são complementares à medicina alopática, e não devem substituir nenhuma consulta e/ou tratamento médico.
Atenção: este site não oferece tratamento ou aconselhamento imediato para pessoas em crise suicida.
Em caso de crise, ligue para 188 (CVV) ou acesse o site www.cvv.org.br. Em caso de emergência, procure atendimento em um hospital mais próximo.
Política de Privacidade | Termos de Uso
Copyright © 2018 Guia da Alma. Todos os direitos reservados.
Feito com Luz e Amor em Florianópolis!
Por InCuca