O que é Espiritualidade e qual a sua importância?

Entenda como esse conceito pode mudar sua vida!
mulher em o que é espiritualidade
Mais terapias de Maria Eduarda Pepe
4.6/5 - (14 votos)

Você sabe o que é espiritualidade? Não, não tem nada a ver com religião.

Continua neste artigo que eu te conto!

Sou Maria Eduarda Pepe, content manager Guia da Alma. Boa leitura! 🙂


O que é espiritualidade

imagem de O que é espiritualidade

Foto: recep-bg – istock

Segundo o Dicionário Online de Português, espiritualidade significa:

“Característica ou qualidade daquilo que é espiritual: a espiritualidade da alma.

Tudo o que possa demonstrar ou ter fundamento religioso e espiritual.

Que possui ou revela elevação, transcendência; sublimidade.

[Teologia] Prática, exercícios devotos que têm por objeto a vida espiritual: livro de espiritualidade.

[Religião] Característica do que demonstra devoção espiritual; religiosidade.”

Por mais que muitos atrelem espiritualidade à religião, essa associação inseparável é um equívoco. Decerto a espiritualidade pode estar presente em uma bênção católica ou em um koan budista; contudo, é preciso levar em consideração que os rituais religiosos não representam a essência da espiritualidade.

Os rituais são formas de se chegar até a espiritualidade.

A espiritualidade diz respeito ao ato de encontrar um propósito de vida e evoluir nessa jornada. Completa, ainda, Sérgio Barbosa Rodrigues, mestre em teologia e professor da PUCPR:

“A espiritualidade é como a seiva da árvore: não está à vista, mas nutre, faz crescer e produz fruto”.

Vamos traçar um paralelo mais claro entre religiãoespiritualidade?

A prática religiosa tem a intenção de facilitar a prática e contato com uma entidade maior representada por uma autoridade externa que nos indica o que fazer, como um pastor, papa, mestre, entre outros.

A espiritualidade, contudo, possui uma autoridade interna como base de sua prática, sendo esta:

  • Intuição;
  • Ser;
  • Consciência;
  • Deus Interior;
  • Entre outros.

É, por sua vez, um termo que originou-se na Renascença, no século XV, baseado nas ideias de Platão.

Platão, filósofo do século IV a.c., afirmava que havia um dualismo entre o corpo e a alma do ser-humano. O filósofo dizia que havia uma prevalência da alma sobre o corpo, onde o invólucro representava uma prisão para a alma. Tal pensamento irá influenciar a ideia do humano trinitário e a Trindade Divina.

Já dizia São Tomás de Aquino (séc. XIII d.c.):

“Não existe corpo sem espírito, nem espírito sem corpo.”

Segundo São Tomás de Aquino, podemos afirmar que possuímos um espírito corporificado e um corpo espiritualizado, que quando morrer, portanto, permanecerá nesta realidade, pois a ela pertence.

Tendo isso como base, entende-se espiritualidade como uma busca do ser-humano por seu propósito de vida. Sendo um estado epifânico totalmente individual, este conceito pode ou não estar atrelado à religião.

Conclui a definição, Tiago Pugliese Branco, médico geriatra da equipe de cuidados paliativos do Icesp:

“Existe a pessoa espiritualizada que não necessariamente é religiosa, entretanto a religiosidade está dentro do escopo da espiritualidade”.

Enquanto a religião valoriza a ação, a espiritualidade valoriza a intenção.

O que é espiritualidade segundo a etimologia

ícone de O que é espiritualidade segundo a etimologia

Curiosamente, a essência da espiritualidade está relacionada à etimologia da palavra religião, que significa religar; reconectar.

Já a raiz etimológica da palavra espírito significa respiração; sopro; coragem; vigor.

Utilizando a etimologia como base, podemos afirmar, portanto, que a espiritualidade é o sopro divino que existe em cada um de nós, como a essência de nossa alma.

O que é espiritualidade segundo o Novo Testamento da Bíblia

ícone de O que é espiritualidade segundo o Novo Testamento da Bíblia

Há um vocábulo grego presente no Novo Testamento que remete ao conceito de espírito:

  • Pneuma (πνεῦμα): palavra em grego antigo cujo significado é respiração que, num contexto religioso, quer dizer espírito ou alma.

Esse vocábulo traz a ideia de algo que se reconecta com Deus após a morte do corpo. Segundo essa definição que mescla religiosidade e espiritualidade, podemos entender o conceito de espiritualidade como o processo de retorno (ou reconexão) com o Poder Superior.

O que é espiritualidade segundo a Wikipedia

ícone de O que é espiritualidade segundo a Wikipedia

A Wikipédia afirma:

“A espiritualidade pode ser definida como uma propensão humana a buscar significado para a vida por meio de conceitos que transcendem o tangível, à procura de um sentido de conexão com algo maior que si próprio.

A espiritualidade pode ou não estar ligada a uma vivência religiosa.

Segundo diversas confissões religiosas, a espiritualidade traduz o modo de viver característico de um crente que busca alcançar a plenitude da sua relação com o transcendental.

Cada doutrina religiosa comporta uma dimensão específica a esta descrição geral; mas, no aspecto religioso, pode-se traduzir a espiritualidade como uma dimensão do homem, como ser naturalmente religioso, e que constitui, de modo temático ou implícito, a sua mais profunda essência e aspiração.

Alguns autores, porém, defendem a existência de uma espiritualidade inclusive em meio ao ateísmo.

André Comte-Sponville fala de uma espiritualidade sem Deus, no sentido de uma abertura para o ilimitado, um reconhecimento de sermos seres relativos, mas abertos para o absoluto.

Seria o reconhecimento da dimensão misteriosa e ilimitada da existência, que não precisaria passar por alguma explicação religiosa; uma experiência que vai além do intelecto.

Atualmente, a espiritualidade tem sido bastante estudada no que se refere às suas relações com a saúde humana.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) vem aprofundando as investigações sobre a espiritualidade enquanto constituinte do conceito multidimensional de saúde; atualmente, o bem-estar espiritual vem sendo considerado mais uma dimensão do estado de saúde, junto às dimensões corporais, psíquicas e sociais.”

O que é espiritualidade segundo a Filosofia

ícone de O que é espiritualidade segundo a Filosofia

A Filosofia entende a espiritualidade como a oposição entre espíritomatéria.

Segundo Mário Sérgio Cotella, filósofo e professor brasileiro:

“A espiritualidade é a recusa de que a vida se esgote na sua materialidade, numa existência que tem sentido em si mesma.

Nesta direção, a ideia de espiritualidade está conectada à noção de transcendência.

Isto é, o sentido é construído para além do imediato, do momento; ele está mergulhado numa história que faz sentido pela própria capacidade de honrar a vida.

E, portanto, a ideia de que a vida (seja nossa ou de outras formas de vida) tem que ser decente”.

A definição filosófica, portanto, diz respeito ao encontro do ser-humano com o seu propósito de vida neste mundo.

O que é espiritualidade segundo o conceito de Quociente Espiritual

ícone de O que é espiritualidade segundo o conceito de Quociente Espiritual

Esses são os três quocientes que demonstram os níveis de inteligência dos seres humanos:

  • QI = Inteligência Intelectual (pensamento lógico);
  • QE = Inteligência Emocional (pensamento associativo, afetado por hábitos);
  • QS = Inteligência Espiritual (pensamento criativo, capaz de insights).

O Quociente Intelectual fica no lado esquerdo do cérebro, representando o racional, enquanto o QE fica no lado direito, representando o emocional. O QS, Quociente Espiritual, por sua vez, é associado ao cérebro como um todo.

Foi Danah Zohar, física e filósofa americana, a primeira estudiosa a falar sobre Inteligência Espiritual (ou Spiritual Quocient), associando-a ao propósito de vida.

“Tem um sentido a minha vida? A vida de um homem tem sentido?

Posso responder a tais perguntas se tenho espírito religioso.

Mas, ‘fazer tais perguntas tem sentido?’

Respondo: ‘Aquele que considera sua vida e a dos outros sem qualquer sentido é fundamentalmente infeliz, pois não tem motivo algum para viver’.” Albert Einstein

Você deve ser familiarizado com o QI, que até o século XX era o conceito que media a inteligência humana. Em seguida foi comprovado que, para além da intelectual, o ser humano precisa lidar com as emoções, ou seja: ter o QE em equilíbrio.

Hoje, após as descobertas de Danah Zohar, foi descoberta a Inteligência Espiritual, que diz respeito às questões essenciais do ser humano, sendo muito útil, também, no mundo dos negócios. Afirma, ainda, Danah Zohar:

“A inteligência espiritual coletiva é baixa na sociedade moderna.

Vivemos numa cultura espiritualmente estúpida, mas podemos agir para elevar nosso quociente espiritual.” (Zohar, no livro QS – Inteligência Espiritual).

No livro de Zohar percebe-se a relação direta entre a inteligência espiritual e nosso cérebro. Com estudos de outros pesquisadores, como o neuropsicólogo Michael Persinger e o neurologista Ramachandran, foi levantada a hipótese da existência de um ponto Deus no cérebro humano.

O que isso significa?

Através do estudo de partes específicas do cérebro humano, foi comprovado que o ser humano evoluiu a ponto de ter regiões cerebrais destinadas a perguntas existenciais e sensibilidade para sentidos mais amplos.

Wolf Singer, neurologista austríaco, também estudioso da causa, comprovou que há uma parte do cérebro direcionada à questionar o sentido de nossas experiências em vida.

Essas pesquisas, em conjunto, nos levam a crer que a inteligência espiritual deve ser cultivada para que possamos acessar tal parte do cérebro que nos conecta ao mundo exterior.

Confira também:

Qual é a importância da espiritualidade?

imagem de Qual é a importância da espiritualidade

Foto: SeventyFour – istock

A espiritualidade, para além de ajudar a compreender a descoberta dos mistérios da vida, tem a intenção de direcionar o indivíduo à tranquilidade, senso de perspectiva e propósito neste mundo.

Estimulando o otimismo e busca por uma existência mais pacífica, a espiritualidade ajuda a identificar os valores individuais e de outras pessoas, baseados no altruísmo e compaixão.

Numa visão holística de sociedade, entende-se que estamos todos conectados, portanto, ter uma visão espiritualizada de vida é entender o mundo no viés do amor. E não há nada mais importante que isso.

Inclusive, o Conselho de Cardiologia, recomenda a espiritualidade para o bem da saúde, com base em evidências científicas.

 

4 Maneiras de desenvolver sua espiritualidade

imagem de Maneiras de desenvolver sua espiritualidade

Foto: nemke – istock

Não existe uma fórmula mágica para que a sua espiritualidade seja despertada. Veja algumas dicas para se sentir em contato com sua verdadeira natureza:

1. Medite

ícone de medite

A Meditação é uma técnica terapêutica na qual o indivíduo utiliza a prática para focar a sua mente no presente, buscando um estado de clareza mental e emocional e melhor qualidade de vida.

Qualquer pessoa, em qualquer idade, pode realizar a prática de meditação, sem experiência prévia.

Há, também, a meditação para acalmar, trazendo benefícios como o relaxamento em casos de ansiedade.

Também é recomendada a prática de uma meditação ao final do expediente de trabalho, para liberar energia acumulada no corpo ao longo no início do dia.

Meditação Mindfulness é focada no presente, estabelecendo uma relação de atenção plena com o que acontece ao seu redor e dentro de seu corpo.

É manter o maior estado de consciência possível, focando tanto na respiração, quanto em cada movimento que o seu corpo exerce.

A técnica de mindfulness conecta ação e pensamento, sendo também conhecida como Prática de Atenção Plena, utilizada para aumentar o foco e disciplinar a mente.

Você sabia que é possível realizar uma sessão de Mindfulness de dentro da sua casa, através de uma videochamada?

A Guia da Alma possibilita isso para você com terapeutas especializados!

2. Seja grato

ícone de seja grato

Gratidão tem relação com as palavras latinas:

  • Gratus: agradecido;
  • Gratia: graça, graciosidade.

No hebraico está relacionado a termos ligados à ação de graças e reconhecimento do bem.

Dois psicólogos americanos, Robert Emmons, da Universidade da Califórnia, e Michael McCullough, da Universidade de Miami, realizaram uma pesquisa, dividindo um grande grupo de pessoas em três.

  • Primeiro grupo: pediram que as pessoas escrevessem sobre eventos que sentiam gratidão;
  • Segundo grupo: pediram que as pessoas escrevessem sobre fatos que as desagradavam;
  • Terceiro grupo: pediram que as pessoas escrevessem sobre fatos neutros.

Algumas semanas depois foi constatado que as pessoas que escreveram sobre gratidão se sentiam mais otimistas e felizes com a vida, assim como também tinham praticado mais atividade física e tido menos consultas médicas.

O psicólogo Emmons afirma, ainda, que pessoas gratas possuem níveis mais altos de emoções positivas, vitalidade e satisfação, além de menores taxas de estresse e depressão.

Agradeça pela vida e reflita sobre tudo o que nos trouxe até aqui: exercite a gratidão e exerça a espiritualidade.

3. Ofereça seu tempo para alguém que necessita

ícone de Ofereça seu tempo para alguém que necessita

É extremamente gratificante e edificador fazer a diferença na vida de outras pessoas. Isso gera senso de propósito e fornece outra perspectiva quando nossas visões de mundo parecem ínfimas demais.

Ofereça seu tempo para alguém que precisa.

A espiritualidade possui um efeito extremamente positivo nos sentimentos, como felicidade, saúde e mais paz nos relacionamentos interpessoais.

4. Esteja na natureza o máximo que puder

ícone de Esteja na natureza o máximo que puder

Encontre o seu mecanismo de escape: existem algumas pessoas que sentem-se tranquilas e relaxadas quando, num intervalo do trabalho, por exemplo, saem para dar uma caminhada e olhar a paisagem, voltando recarregadas para as atividades anteriores.

Você pode encontrar o seu refúgio na escrita, na pintura, na corrida, na meditação, nos animais, na solitude…

Encontre o que se encaixa com a sua forma de vida e abrace esses momentos.

A conexão com a natureza, por sua vez, promove um reencontro com nossa essência, além de ajudar a reduzir índices de ansiedade, depressão e estresse.

4.6/5 - (14 votos)