Como ter mais amor próprio? 8 passos valiosos!

Embarque neste belo caminho de aceitação e descubra como se amar da forma que merece.
como ter mais amor próprio - mulher em frente a espelho
Terapeuta Certificado
Mais terapias de Denise Stacheski
5/5 - (5 votos)

Vamos conversar um pouco mais sobre o processo do amor próprio e da autoestima?

Um dos maiores e mais importantes desafios que a vida nos traz é o de se amar, de se aceitar e se conhecer. Igualmente, compreender o que nos faz mal e o que nos fortalece. Afinal, nosso bem-estar e felicidade dependem de nós mesmos.

Meu nome é Denise Stacheski, sou terapeuta holística no Guia da Alma e hoje trago reflexões e dicas para que você se apaixone por si mesmo todos os dias 🙂

Boa leitura e jornada!


 

Amor próprio é tudo

Amor Próprio

Foto: Jennifer Enujiugha – Pexels

Pensar em amor próprio é perceber qual é o nosso apreço por nós mesmos. Nosso autoconceito diante a caminhada da vida.

O amor próprio é uma construção de imagens e significados que fazemos a partir de diversos fatores, como a educação recebida, os contextos socioculturais, as experiências vivenciadas e as percepções sentidas.

Portanto, ele não surge, ou costuma vir, simplesmente, de uma tarde no salão de beleza ou em um passeio e compras no shopping.

“Ser bonito significa ser você mesmo. Você não precisa ser aceito pelos outros. Você precisa se aceitar.”

Thich Nhat Hanh

 

Mas afinal, o que é ter amor próprio?

Sintonia

Foto: Alena Shekhovtcova – Pexels

Antes de mais nada, sentir amor próprio é estar em sintonia com o que você é, com a aceitação de nossas fortalezas e, também, das vulnerabilidades.

Assim sendo, o amor próprio se constitui de vivenciar a nossa verdade, isto é, de conhecer o que somos, o que esperamos e o que desejamos nessa jornada maravilhosa que é a vida.

Perceba que o amor próprio depende pouco (ou nada) da aparência, e sim, da maneira como nos sentimos diante os acontecimentos da vida.

Tem ligação com o modo de como nos relacionamos intrinsecamente. Ou seja, nossas forças, fragilidades, modos de olhar, desejos, ações. Tudo internamente!

O amor próprio se entrelaça com as seguintes reflexões:

Como lidamos com as frustrações? Já que elas fazem parte da caminhada de todos nós. Como lidamos com as expectativas em relação ao outro? Já que o outro também está em um processo de aprendizagem evolutiva.

Sobretudo, estamos todos em uma jornada de aprendizado – e isso inclui aprender a confiar nas provações que recebemos. Elas estão presentes para nosso desenvolvimento pessoal e espiritual.

Ampliar o campo de visão e fazer com que a compaixão e a empatia estejam presentes nas práticas diárias – não apenas para nós mesmos (autocompaixão, autogentileza), como também para os outros.

“Você, o seu ser, tanto quanto qualquer pessoa em todo o universo, merece o seu amor e sua afeição.” Buda

Aprender a desenvolver amor próprio é um trabalho diário, pois não vem dentro de um box fechado e estancado quando nascemos.

Por isso, podemos amadurecer o amor próprio. Progredir, seguir a espiral do autoconhecimento para que possamos compreender quem somos e respeitar nossas limitações.

 

Um segredo sobre o amor

Segredo Amor Próprio

Foto: Loren J – Unsplash

Saber identificar até que ponto conseguimos ir – sem violentar-nos, em qualquer situação da vida, é um ato de amor por nós mesmos.

Quando conhecemos esse espaço, limite de ação – torna-se mais fácil respeitar-se, buscar soluções diferenciadas, bem como encontrar caminhos que nos tirem dos processos de autossabotagem e, até mesmo, de autoviolência psicológica.

Muitos dos processos de vitimização também partem de um amor próprio ainda imaturo, pois todos temos responsabilidade perante os acontecimentos da vida. Com isso, devemos sempre buscar ser conscientes dos caminhos que escolhemos. 

Como afirma o poeta: “não há resultado que experimentemos que não tenha sido criado por ações passadas, e não há uma única ação presente que não dê frutos”.

Precisamos ter responsabilidade para o nosso aprimoramento e evolução, porque a vida é um momento intenso, rápido e 100% pedagógico.

A cada passo que vivenciamos, vamos aprendendo novas possibilidades, novos encontros – a partir das situações que consideramos boas ou ruins.

Aproveite seu tempo para evoluir e se desenvolver espiritualmente – essa é uma prática de amor próprio, busque ser uma pessoa melhor.

Caminhe para e com o bem, em busca de olhar para si, acreditando em você e valorizando sua jornada.

“Lembre-se dos três Rs: respeito por si próprio, respeito ao próximo e responsabilidade pelas ações.” Dalai Lama

No processo aceitação e dinâmicas de autoconhecimento, a nossa autonomia vai se fortalecendo. Ao passo que vamos percebendo que nosso bem-estar depende apenas de nós mesmos.

Surge então um equilíbrio emocional maior, em virtude de estarmos sendo fiéis aos nossos próprios princípios e valores. E com responsabilidade para transformar aquilo que nos é possível.

Sim, o controle de estar bem é nosso.

 

Os desafios da falta de amor próprio

Amor Abalado

Foto : cottonbro – Pexels

Quando o amor por nós mesmos está em baixa vibração, acabamos sendo bastante influenciados pelo externo – seja ou alguma pessoa, coisa ou situação.

É claro que é normal nos afetarmos com movimentos extrínsecos, mas nossa base deve permanecer firme frente aos obstáculos e desafios da vida. Assim como o bambu, flexível, balança com o vento, mas a fundação está sólida.

Lembre-se, os desafios são inerentes à vida, eles sempre vão existir – sendo assim, se tivermos uma base estruturada do que somos, do que queremos, de como desejamos caminhar – será mais fácil passar por eles. Veja que o verbo “passar” – salienta o transitório, o impermanente.

Sim, as coisas passam. E esse é um outro ponto de amor próprio abalado, o apego desnecessário a algo que nem sempre nos faz bem. Deixe fluir, confie na inteligência do Universo.

Nesse sentido, a não aceitação do que somos pode causar, por consequência, diversos distúrbios que impactam inclusive em nosso corpo físico – ocasionando surgimentos de algumas doenças e dores psicossomáticas, como: ansiedade, depressão, dores nas costas, nos joelhos etc. Cada um com seu ponto específico.

 

8 passos de como ter mais amor próprio

Autoestima

Foto: Darius Bashar – Unsplash

Trago aqui dicas especiais de como ter mais amor próprio e autoestima. Você merece!

 

1. Aceite-se

aceitação

Todos temos luzes e um lado sombrio. Estamos todos em processo de aprendizagem.

 

2. Respeite-se

Respeite-se

Respeite seus limites e sua caminhada. Você vence obstáculos todos os dias.

 

3. Responsabilize-se

bem-estar

Seja responsável pelo seu bem-estar. O controle de sua vida está em suas mãos.

 

4. Ajuste-se

Ajuste-se

Você deve estar em sintonia com suas ações e valores nas práticas do dia-a-dia.

 

5. Desenvolva-se

desenvolvimento

Busque processos para evoluir em direção ao bem por meio da compaixão e gentileza, com você e com todos os outros.

 

6. Como ter amor próprio e autoestima

Autoestima

Depois que começamos a buscar um amor próprio mais fortalecido, a autoestima se firmará também. Amor próprio e autoestima andam juntos. A energia está interligada.

 

7. Como ter amor próprio no relacionamento

amor-relacionamento

Seja como for, mantenha sempre seus valores ativos nos relacionamentos amorosos e interpessoais. Respeite seus limites e tenha responsabilidade pelas suas ações e felicidade.

 

8. Terapia do amor próprio

autoconhecimento

Há várias terapias que podem auxiliar no fortalecimento de seu amor próprio. Podemos utilizar:

  • A prática da meditação guiada para o autoconhecimento;
  • O Reiki para energizar nosso chakra cardíaco (o amar e ser amado);
  • A aromaterapia para despertar nossa autoestima;
  • Os florais para nos fazer aflorar e ter segurança na jornada a ser seguida.

 

Ofereço todas essas Terapias do amor próprio no meu Perfil do Guia da Alma, confira e agende 🙂

Venha experimentar se amar e se aceitar. Espero você para uma caminhada linda de autogentileza e amor.

5/5 - (5 votos)

Terapeuta Integrativa e Complementar • Terapia Reiki • Aromaterapia • Cromoterapia • Florais • Processos de Autoconhecimento e Desenvolvimento Humano

AGENDAR!

Atende online

Mais terapias de Denise Stacheski

  • Meditação Guiada com Visualização Criativa: Tomadas de Decisão

    Online em Videochamada
    R$120,00
    Denise Stacheski
    (24)
    Terapeuta Certificado
  • Florais para Pets – Medos, Traumas, Problemas de Comportamento, Imunidade

    Online
    R$90,00
    Denise Stacheski
    (24)
    Terapeuta Certificado
  • Comunicação, Expressão e Relacionamento – Softskill

    Online em Videochamada
    R$165,00
    Denise Stacheski
    (24)
    Terapeuta Certificado
Ver Perfil de Terapeuta
As Terapias Holísticas e Integrativas são complementares à medicina alopática, e não devem substituir nenhuma consulta e/ou tratamento médico.
Atenção: este site não oferece tratamento ou aconselhamento imediato para pessoas em crise suicida.
Em caso de crise, ligue para 188 (CVV) ou acesse o site www.cvv.org.br. Em caso de emergência, procure atendimento em um hospital mais próximo.
Política de Privacidade | Termos de Uso
Copyright © 2018 Guia da Alma. Todos os direitos reservados.
Feito com Luz e Amor em Florianópolis!
Por InCuca