Como fazer Reflexologia Podal: benefícios e dicas de autocuidado!

Saiba como melhorar seu bem-estar com essa técnica milenar.
terapeuta fazendo sessão de reflexologia podal
Terapeuta Certificado
Mais terapias de Wanessa Cardoso
5/5 - (3 votos)

Acredito que você já tenha visto esta palavra escrita em algum banner num centro estético, pode ter sido no shopping ou até mesmo na sua manicure, e se perguntou “O que é Reflexologia Podal?”.

Nesse artigo vamos entender como funciona essa técnica milenar, seus benefícios e mais: como fazer Reflexologia em você com dicas especiais! Boa leitura!


 

O que é Reflexologia? Significado!

O que é Reflexologia

Foto: Portal SuperAção

A Reflexologia é uma técnica relacionada com a Medicina Tradicional Chinesa (MTC). Tem como princípio a prevenção, mas, também, pode amenizar sintomas e até tratar algumas doenças.

A Reflexologia é um instrumento para restabelecer, de forma natural, o equilíbrio energético (energia vitalchi) do ser humano. Pressupõe-se que existam zonas reflexas em nossos pés e mãos que correspondem a órgãos e sistemas de nosso organismo. 

Através de pressões com as mãos em determinados pontos podemos provocar mudanças fisiológicas no corpo, aumentando o potencial de autocura do organismo. Estes pontos estão relacionados a determinados órgãos e glândulas do corpo humano, chamadas zonas reflexas, o que diferencia de uma simples massagem.

O intuito, aqui, é tratar. O relaxamento vem como consequência do tratamento.

 

A Reflexologia dos pés

A Reflexologia dos pés

Foto: rawpixel – Freepik

A Reflexologia é mais aplicada nos pés, pois além de ser uma região onde encontramos os principais meridianos que conduzem a energia vital (chi) existente em todo o corpo humano.

Os reflexos são estimulados naturalmente, uma vez que permanecem sendo estimulados muito tempo, devido à pressão do peso corpóreo nesta região. 

 

Pontos da Reflexologia Podal e do Corpo: Mapa

Pontos da Reflexologia Podal: Mapa

Imagem: Tua Saúde

A Reflexologia podal auxilia a equilibrar o sistema corporal, estimulando uma área pouco ativada e acalmando uma área superativada.

Isso acontece porque através das pressões em pontos específicos (zonas reflexas) o cérebro passa a criar uma ação em cadeia que acaba ativando as glândulas relacionadas.

As glândulas, por sua vez, liberam as secreções necessárias que deverão proporcionar o reequilíbrio do organismo como um todo (mantendo sua homeostase).

 

Reflexologia Podal: Benefícios

Reflexologia Podal: Benefícios

Foto: Anete Lusina – Pexels

Logo após a sessão de Reflexologia Podal, o interagente já experimenta uma sensação de calma e relaxamento. 

Durante a execução do procedimento alguns pontos podem doer mais que outros, uma vez que a energia estagnada nestes pontos gera dor, mas quando volta a fluir a dor passa. 

Ocorrerão também, processos de desintoxicação do corpo provocando maior diurese, maior peristaltismo e consequentemente aumentando a necessidade de evacuação, aumento da transpiração e de secreções das vias áreas, entre outros.

Sintomas que são normais e evidenciam o funcionamento da técnica, auxiliando na limpeza de impurezas do organismo, trazendo equilíbrio e bem-estar.

Perante tudo isso, podemos enumerar alguns dos diversos benefícios da Reflexologia podal:

  • Induz um estado de relaxamento profundo; 
  • Alivia o estresse e a tensão; 
  • Promove a liberação de endorfina gerando uma sensação de bem estar; 
  • Alivia a dor do nervo ciático e da fascite plantar;
  • Auxilia em casos de “prisão de ventre”;
  • Auxilia na circulação do sangue e da linfa;
  • Auxilia na digestão;
  • Entre outros.

 

Mas vale lembrar que existem contraindicações para Reflexologia Podal, uma vez que a técnica faz circular não só a energia (chi), como o sangue (xué), também. É o caso dos:

  • Indivíduos com Diabetes não controlada; 
  • Indivíduo com Pressão Arterial não controlada;
  • Portadores de Marca-Passo; 
  • Indivíduos com Alergias ou Dermatites ou Descamação nos pés e/ou pernas; 
  • Indivíduos com varizes expostas; 
  • Indivíduos com Trombose e/ou suspeita; 
  • Grávidas;
  • Em presença de feridas e micoses nos pés, pernas e/ou unhas;
  • E devem ser avaliados indivíduos com histórico cirúrgico.

 

Como fazer Reflexologia Podal: dicas de autocuidado!

Como fazer Reflexologia Podal

Foto: Tima Miroshnichenko – Pexels

Eu, como Reflexologista, já sei quais pontos devo dar mais atenção após conversar com minha interagente e fazer sua Anamnese (bate-papo inicial nas consultas).

Ao aplicar, sei como sedar ou tonificar um ponto, ou seja, estimulá-lo ou não, para auxiliar em seu tratamento.

Mas nada impede de você cuidar de você mesma, dificilmente você se prejudicará se autoaplicando, é o que quero dizer, mas devem ser respeitadas as contraindicações citadas acima, neste mesmo artigo, ok?!

Pensando nisso, seguem algumas dicas para algumas dores mais relatadas por minhas queridas interagentes.

 

Reflexologia: dor de cabeça

Reflexologia: dor de cabeça

Os pontos relacionados à cabeça se encontram nos cinco dedos de ambos os pés. Encontram-se na primeira zona transversal, que cobre as falanges, ou seja, pontas dos dedos.

Experimente pressionar as pontas dos dedos dos pés com as pontas dos dedos das mãos. Faça movimentos circulares, com os dedos das mãos, para o lado esquerdo (anti-horário) e assim sedar o ponto (diminuir o estímulo).

Você pode usar um pouco de óleo de coco ou uva, ou algum creme de sua preferência, para facilitar o deslizar dos dedos.

E se possível, descanse, para sentir os efeitos da Reflexologia.

Mas vale lembrar que, além disto, é necessário entender o motivo da dor de cabeça ou enxaqueca, preste atenção como dói, quando começou, o que comeu, se dói mais algum lugar.

Seu corpo está dando o sinal, dê atenção!

 

Reflexologia para ansiedade

Reflexologia para ansiedade

Foto: cottonbro – Pexels

No caso da ansiedade, precisamos entender o motivo dela. Ansiedade significa que não estamos focados no presente e sim preocupados com o futuro ou nos martirizando com o passado (assunto para outro post).

Neste caso, não temos um ponto em específico (diferente da Auriculoterapia), mas todo o clima e a automassagem podem ajudar, e muito!

Comece colocando uma musiquinha suave, pegue um creme de sua preferência e cuide de seus pés como um todo. Comece pelos dedos, lateral interna do pé, meio do pé, lateral externa. Sinta o momento, perceba onde dói, como dói…

Isso tudo trará sua mente para o presente e consequentemente, afastará, ao menos por um tempo, sua mente do futuro ou do passado. Te trará relaxamento e amor próprio. Que tal?

 

Como fazer escalda-pés caseiro antiestresse

escalda-pés caseiro antiestresse

Foto: jcomp – Freepik

Você pode fazer para relaxar depois de um dia cansativo, nossas avós já faziam isto e obtinham muito sucesso…

E não é para menos, segundo a MTC, o escalda-pés é usado para tonificar o corpo e abaixar o calor que vem de cima, Neste caso podemos pensar tanto no clima frio do ambiente, como em situações de alteração emocional (estresse, por exemplo).

Esquentar os pés é uma maneira de fazer o calor de cima descer e desta forma a equilibrar sua energia – afinal pés quentes e cabeça fria ☺.

Assim você consegue enxergar melhor a solução para os desafios do dia a dia.

Para um bom escalda-pés podemos adicionar coisinhas na água que vão ajudar e muito:

  • Sal marinho (este sal tem muito mais minerais do que o sal comum);
  • Ervas, flores ou óleos essenciais;
  • Cristais, pedrinhas ou até bolinhas de gude que vão proporcionar relaxamento adicional, uma vez que vão estimular os pontos – sendo um tipo de Autoreflexologia Podal.


Para aliviarmos o estresse podemos adicionar sal marinho (01 colher de sopa) e usar 01 (um) dos seguintes componentes em 02 (dois) litros de água morna:

  • Uma colher de sopa de folhas maceradas de Erva Cidreira – calmante e relaxante.
  • 2 a 3 gotas de óleo essencial de Lavanda e Melaleuca (Tea Tree) – ajudam a relaxar. Também curam frieiras, pois são fungicidas, bactericidas e cicatrizantes.
  • Uma colher de sopa de flores de Camomila romana – traz tranquilidade para o sistema nervoso e libera tensão e o estresse.

Estes são alguns exemplos que, além de trazer relaxamento pelo aquecimento dos pés, estão associados os benefícios da Aromaterapia.

O escalda-pés é contraindicado nos casos de:

  • Gravidez;
  • Pressão arterial não controlada;
  • Diabetes não controlada;
  • Presença de queimaduras e ferimentos.

Espero que você tenha gostado do artigo! 🙂 Compartilhe com amigos!

5/5 - (3 votos)

Sou Terapeuta Integrativa. A base do meu trabalho é o Autoconhecimento através da Psicossomática e da Medicina Tradicional Chinesa. Trabalho com técnicas como: Aromaterapia, Fitoterapia, Florais de Bach, Reiki, Visualização criativa e mais. Saúde e bem-estar de forma holística.

AGENDAR!

Atende online

Mais terapias de Dra. Wanessa Cardoso

  • Tratamento Floral para melhorar a Concentração, o Foco e a Memória – Dra Wanessa Cardoso

    Online
    R$90,00
    Dra. Wanessa Cardoso
    (29)
    Terapeuta Certificado
    Play
  • Insônia – Durma bem com Florais de Bach – Dra Wanessa Cardoso

    Online
    R$90,00
    Dra. Wanessa Cardoso
    (29)
    Terapeuta Certificado
    Play
  • Lidando com as dores físicas de forma holística com Dra. Wanessa Cardoso

    Online em Videochamada
    R$90,00
    Dra. Wanessa Cardoso
    (29)
    Terapeuta Certificado
    Play
Ver Perfil de Terapeuta