Como controlar o ciúme? Teste, tipos e sintomas!

Entendendo, enfrentando e superando o ciúmes, saiba como.
Casal aprendendo a controlar o ciúme
Terapeuta Certificado
Mais terapias de Cristina Prismich
5/5 - (2 votos)

O ciúme é uma das emoções mais complexas e intrincadas que permeiam as relações humanas.

Desde os primórdios da psicanálise até os dias atuais, essa manifestação emocional tem intrigado e desafiado indivíduos em seus relacionamentos interpessoais.

Este artigo irá explorar as diferentes facetas do ciúme, suas raízes na psicologia humana e como ele pode afetar profundamente os relacionamentos.

Além disso, discutiremos estratégias para compreender e lidar com esse sentimento de maneira saudável, reconhecendo seu impacto no bem-estar emocional e nos vínculos interpessoais.

Sou Cristina Prismich, terapeuta no Guia da Alma. Boa leitura!


O que é ciúme? Significado

Casal com ciúmes

Foto via Freepik

O Ciúme é uma das emoções mais difíceis de ser controlada!

Todos nós já sentimos ciúmes em algum momento, ele pode surgir devido a um relacionamento amoroso, amizade, família, animal de estimação, por uma posição no trabalho, projeto, entre outros…

O importante é reconhecer quais outras emoções estão por detrás do ciúme, pode ser um poder de posse, insegurança, medo.

Como Freud dizia: grande parte da nossa vida emocional é inconsciente.

O ciúme é uma antecipação a uma possível situação de perda ou dano, seja ela real ou imaginária. Ninguém escapa de ter algum episódio de ciúmes ao longo da vida.

Você é uma pessoa ciumenta? Ciúme patológico: teste!

imagem de pessoa ciumenta

Foto Via Freepik

Você é uma pessoa ciumenta?

Avalie, com honestidade, o quanto desse sentimento está presente em seu dia a dia.

  • Em seu relacionamento, é comum que ocorram brigas por desconfianças bobas?
  • Você vigia as redes sociais de seu parceiro?
  • Fiscaliza seus passos?
  • Entende como ameaça toda conversa que Ele/ela tem com alguém do sexo oposto?
  • Você acredita que seja o “dono/a” do lugar que você ocupa no trabalho, do parceiro/a, dos amigos?
  • Você divide suas conquistas profissionais ou tem ciúme que uma outra pessoa alcance a mesma posição que você tem dentro de uma organização?
  • Você se sente bem ao passar adiante seus conhecimentos?

Se você respondeu sim para a maioria dessas perguntas, pode ser que você seja uma pessoa ciumenta.

Quando é em excesso, os prejuízos e sintomas do ciúme possessivo são muitos. Ele pode virar uma doença emocional.

Ciúmes, insegurança, ansiedade, dependência emocional também podem estar andando juntas. Tenha atenção!

Ciúme e Psicologia: qual o significado?

Dedos representando um casal brigando por ciúmes

Foto Via Freepik

A psicanálise explica o que ocorre em nossa mente inconsciente quando estamos com ciúmes e Sigmund Freud, o Pai da Psicanálise, em seu texto “Sobre Alguns Mecanismos Neuróticos no Ciúme, na Paranoia e na Homossexualidade”, de 1922, explica que existem três tipos de ciúmes:

  • Normal:

Portanto, para Freud, o ciúme normal é aquele relacionado com o medo de perder o objeto que ama. Isso envolve mais o amor-próprio da pessoa, que não admite a possibilidade de estar em segundo plano. Ela busca sempre pelo bem-estar que sente ao estar pela pessoa, ou seja, é um interesse por si mesmo, para o seu próprio bem.

  • Projetado:

Ou seja, o ciúme projetado é aquele em que você coloca sob o outro o que, na verdade, está em você. Em outras palavras, se temos desejos de nos relacionar com outras pessoas, ainda que inconscientemente, acredita que o outro pode ter os mesmos desejos.

  • Delirante:

O ciúme delirante é apresentado por Freud com relação à paranoia. Onde o homem se sente perseguido por uma pessoa do mesmo sexo, originando-se de desejos reprimidos relacionados à infidelidade.

Contudo, neste caso, o homem acredita que a mulher tem interesse pelo outro quando, mas, na verdade, o interesse pode partir do próprio homem. “Eu não o amo, é ela que o ama.” (Freud).

Ciúme saudável existe?

Mulher com ciúmes

Em suma, a raiz do ciúme está no medo!

O medo da perda, o medo de ser enganado, o medo de ser desrespeitado que faz com que as pessoas sintam ciúme de seus parceiros.

E, com ele, fiquem inseguros e desconfiados.

As causas do ciúme podem ser variadas de acordo com as pessoas e as relações, mas sua base é sempre a questão de insegurança, falta de autoconfiança e baixa autoestima.

Muitos perguntam se existe ciúme saudável. Podemos dizer que sim, existe.

Seria uma preocupação mais acentuada para com o outro. Até certo ponto é importante que ele exista entre um casal, entre amigos, pois o outro se sente valorizado. Lembrando que não poderá ultrapassar esse limite para que não se torne um ciúme que machuca e desgasta o relacionamento.

O que significa sonhar com ciúme?

Algumas vezes, o desequilíbrio emocional é tanto que a pessoa passa a ter sonhos recorrentes com traição.

Já não basta a ela sofrer em vigília, à noite ela passa pelo mesmo medo.

Sonhar com traição pode ter vários significados, porém, todos eles estão relacionados à psique. Podemos elencar diversos significados a esses sonhos na Psicanálise, entre eles:

  • Medo de ser deixado;
  • Insegurança;
  • Falta de confiança na outra pessoa;
  • Culpa por ação realizada por ele;
  • Baixa autoestima;
  • Projeção (uma traição que ele próprio cometeu).

Como controlar o ciúme? Conheça os tipos de ciúme e como lidar!

Mulher com ciúme

Foto Via Freepik

O ciúme patológico é um transtorno obsessivo no qual um indivíduo apresenta demasiado controle sobre o outro, fazendo com que até mesmo vivências corriqueiras sejam entendidas como ameaças, por exemplo, de traição.

Como controlar o ciúmes no relacionamento

homem com ciúme

Vamos falar um pouco sobre o ciúme no relacionamento, que pode acabar causando tragédias. Geralmente, a pessoa ciumenta:

  • Tem pensamentos de traição e abandono recorrentes;
  • Busca constantemente por pistas ou evidências que indiquem uma traição do parceiro;
  • Tem um medo excessivo de perder a pessoa, causando até mal-estar físico;
  • Analisa constantemente os pensamentos, gestos e atitudes do outro;
  • Ultrapassa o direito de privacidade do outro;
  • Tem uma imaginação além do normal, criando situações sem sentido;
  • Sofre de insônia, agitação, ansiedade e até depressão;
  • Possui um sentimento de solidão e tristeza profunda quando o outro está ausente.

Identificou algum desses sintomas em você e no seu relacionamento? Agende uma terapia comigo e encontre harmonia. 

Como controlar todo esse rol de sintomas doentios que só fazem mal ao ciumento?

Coração em chamas por ciúme

  • Primeiro: a pessoa tem que aprender a se valorizar e aumentar sua autoestima, ou seja, eliminar o medo da rejeição, o hábito de se comparar aos outros, ter pensamentos negativos sobre si mesmo, não generalizar relacionamentos do passado com o do presente;
  • Segundo: ter autoconsciência, a capacidade de controlar sentimentos a cada momento é fundamental;
  • Terceiro: ter mais segurança;
  • Quarta: ir em busca da raiz desse ciúme, que pode vir da infância e devido a gatilhos no presente, acordem esse sentimento do passado, por exemplo, a pessoa pode ter passado por uma situação de abandono, ausência de afeto na infância.

Muitas vezes, por pensamentos frequentes sobre vivências traumáticas do passado, a pessoa acaba por condicionar seu relacionamento atual, para evitar que sofra novamente.

Isso também pode ser aplicado a como vencer o ciúme de amizade, o ciúme excessivo do filho, o ciúme compulsivo e possessivo de um relacionamento, o ciúmes de ficante e mais!

Ciúme retroativo

Pessoa ciumenta

Podemos também mencionar o ciúme retroativo também conhecido como Síndrome de Rebeca, é um tipo de ciúme crônico e severo, onde o indivíduo sente ciúmes do passado do seu parceiro amoroso. Um ciúme que desgasta a relação e deixa a pessoa ciumenta em alerta constante, gerando um alto grau de ansiedade.

Em suma, o ciúme doentio é uma emoção desgaste, que faz com que a pessoa viva em um looping, um medo que ela acredita ser incontrolável, mas temos que aprender que apesar de nossas emoções não poderem ser controladas, podemos sim ter o controle de não agir com base nelas.
É importante salientar, que sendo uma emoção, o ciúme pode ter sua raiz em algum momento da infância da pessoa, uma criança que nasceu ou sofreu de uma ferida emocional como abandono, rejeição, traição, humilhação ou injustiça, pode se tornar uma pessoa que sofra com o ciúme na fase adulta.

Ciúme doentio: como tratar e controlar? A Psicanálise pode ajudar!

mulher em tratamento para o ciúme

Foto Via Freepik

Se você sofre com ciúmes, entre em contato através do meu perfil do Guia da Alma.

Com a Psicanálise e a metodologia que utilizo poderemos chegar até a raiz dessa emoção, você poderá entender o que ocorre no seu inconsciente. O inconsciente é atemporal, para ele só existe o presente.

Conhecer a raiz das nossas emoções é um grande passo para termos uma vida mais plena, tranquila e feliz.

Trazendo ao presente as nossas lembranças do passado, que estão escondidas no Inconsciente, conseguimos entender muitos dos nossos comportamentos que parecem não ter lógica no presente. Toda emoção tem lógica, por mais escondida que ela esteja.

Após entendermos o funcionamento do inconsciente e a raiz das nossas emoções, passamos a elevar nossa autoestima, nosso autoconhecimento e nos tornamos autoconscientes.

Aguardo você para nossa sessão de Psicanálise para o ciúmes.

5/5 - (2 votos)

Pós- Graduada em Inteligência SocioEmocional Formação em Psicanálise Master em PNL Psicossomatização e Metafisica da Saúde Neurociência Clínica Hipnoterapeuta Certificada em Terapia de Reprocessamento Generativo - TRG

AGENDAR!

Atende online

Mais terapias de Cristina Prismich

  • Psicanálise – Ansiedade e Autoconhecimento

    Online
    R$150,00 Oferta!
    Cristina Prismich
    Terapeuta
  • Psicanálise – Dores e Inteligência Emocional

    Online
    R$150,00 Oferta!
    Cristina Prismich
    Terapeuta
  • Psicanálise – Autoestima, Crenças limitantes

    Online
    R$150,00 Oferta!
    Cristina Prismich
    Terapeuta
Ver Perfil de Terapeuta