Sonhos e seus significados, segundo a Psicanálise

Aprenda como os estudiosos da Psicanálise interpretam os sonhos e suas mensagens.
sonhos e seus significados segundo a psicanálise
Mais terapias de Euclydes Cardoso Jr
5/5 - (10 votos)

Você quer saber mais sobre os sonhos e seus significados?

Cuidado com livros e sites que falam sobre possíveis significados dos sonhos. Segundo a Psicanálise:

“Os sonhos são atos psíquicos tão importantes quanto quaisquer outros;

sua força propulsora é, na totalidade dos casos, um desejo que busca realizar-se.”

A Interpretação Dos Sonhos, Sigmund Freud. (1900)

A Interpretação dos sonhos foi um livro que marcou a virada dentre os séculos XIX e XX e é um dos mais importantes estudos psicanalíticos de Freud.

É nessa obra que ele apresenta suas ideias inéditas sobre os sonhos — “caminho para o conhecimento do inconsciente” — explicando de onde eles vêm, por que ocorrem e como funcionam.

Chamou de “conteúdo manifesto” o que é lembrado de um sonho.

Mas é do pensamento do sonho e não do conteúdo manifesto que depreendemos seu sentido.

Os sonhos já eram objeto de estudo desde a antiguidade.

A pesquisa psicanalítica inovou ao investigar as relações entre conteúdo manifesto e pensamentos oníricos latentes.

Os pensamentos do sonho equivalem aos processos inconscientes.

  • O método psicanalítico de interpretação dos sonhos requer, em primeiro lugar, as associações daquele que sonhou.
  • Esse método investiga os processos pelos quais os pensamentos do sonho se transformaram em conteúdos manifestos do sonho.

Metaforicamente, podemos dizer que os sonhos abrem uma janela para o inconsciente.

Bem, resumidamente, afirmo que a psicanálise é uma técnica terapêutica de cura pela fala. Um momento único no qual você entra em um processo para dentro de si mesmo(a), ou seja, para dentro do seu Self.

E como a jornada terapêutica da psicoterapia é baseada no estudo do inconsciente, os sonhos possuem papel principal para o ganho terapêutico dentro do setting analítico.

Convido você a encontrar sua jornada!

Sou Euclydes Cardoso Jr., Psicoterapeuta Junguiano. Boa leitura!


O que é Psicanálise? Significado

imagem de o que é psicanálise significado

Foto: Ildar Abulkhanov – istock

A certidão de nascimento da Psicanálise está datada por volta do anos de 1899 e 1900.

O pai da Psicanálise, Sigmund Freud, além de diversas outras obras, escreveu o impactante livro A Interpretação dos Sonhos, para marcar o século. E impactou!

Estava ali, de fato “criada” a Psicanálise e seu significado.

Foi a partir deste livro que Carl Gustav Jung (psiquiatra suíço e criador da Psicologia Analítica) começou a trocar cartas com Freud e assim tornaram-se grandes amigos. Inclusive, Jung foi nomeado por Freud como “príncipe herdeiro da Psicanálise”!

Eles se encontraram e conversaram ininterruptamente por mais de 12 horas. Eis aqui um grande marco na história!

O autoconhecimento é importantíssimo para nosso desenvolvimento pessoal e humano, ajudando muito a lidar com as emoções.

Escrevi um artigo completo sobre o que é Psicanálise e como funciona. Mas de maneira geral:

Em Psicanálise Clínica você tem a oportunidade de falar, se ouvir, se reinventar, aprendendo a lidar com suas questões, alegrias ou sofrimentos, promovendo uma boa saúde mental.

O percurso terapêutico demanda disciplina do paciente e escuta ativa do analista, onde seu trabalho é estudar, investigar e se preocupar a compreender o inconsciente do paciente e as suas particularidades.

O terapeuta ouve sem julgamentos. Em uma sessão, o paciente recebe o devido acolhimento, escuta ativa e atenção plena de seu analista.

Iniciar uma análise psicanalítica é para quem realmente tem coragem de encarar seu lado sombrio mais profundo do inconsciente e constelar essas questões como método principal da dialética entre analisando(a) e psicanalista.

Ou seja, o cliente tem total liberdade de fala, é estimulado a falar tudo o que quiser.

Desta forma, o analista interpreta e avalia esse diálogo para identificar a origem inconsciente daquilo que impede a resolução dos seus problemas ou do seu próprio desenvolvimento, tratando seus traumas de infância, fobias, ansiedade na adolescência, complexos, dentre outras psicopatologias.

Psicanálise freudiana: sonhos e seus significados

ícone de psicanálise freudiana sonhos e significados

“O sonho é a estrada real que conduz ao inconsciente.” Sigmund Freud

Os sonhos eram grandes mistérios para sociedades antigas.

Muitas civilizações davam muita importância ao sonho, porém, de uma forma mística.

Interpretados como meros símbolos ou premonições, agora são vistos como características de nosso inconsciente.

Através de seus sonhos, poderiam saber se seriam agraciados por alguma bênção ou amaldiçoados por doenças ou pragas.

Não se considerava que o sonho pudesse ter alguma relação com a psique, mas com uma origem divina.

Em nossa concepção, um sonho não deixa de ser “divino”, seja pela interpretação Freudiana e pós Freudiana.

A Interpretação dos Sonhos traz os processos inconscientes, conscientes e pré-conscientes envolvidos no fenômeno do sonho e as formas com as quais é possível reconhecer cada um desses processos, tratando-se de uma extensa obra que se pretendeu abordar a questão dos sonhos de forma única e inovadora quando da época em que foi escrito.

Freud utilizou a interpretação dos sonhos para extrair do conteúdo manifesto dos sonhos o seu conteúdo latente.

  • Conteúdo manifesto: descrição consciente que o sonhador faz a respeito do seu sonho;
  • Conteúdo latente: material inconsciente, o significado profundo por trás das aparências do sonho.

Quase todos os sonhos e seus significados, segundo Freud, são realizações de desejos: essa é a suposição básica da análise dos sonhos.

Alguns de nossos desejos são óbvios e são expressos no conteúdo manifesto dos sonhos.

Por exemplo: uma pessoa pode ir dormir com fome e sonhar que está se deliciando em um banquete.

Contudo, muitas realizações de desejos são expressas apenas no conteúdo latente dos sonhos, aquele conteúdo que não é óbvio, e só a interpretação dos sonhos pode revelar esses desejos.

Um dos principais argumentos que Freud defende no livro é então o de que:

“o sonho é uma realização (disfarçada) de um desejo (reprimido ou recalcado)”.

Para provar o seu ponto, o autor traz na uma obra uma série considerável de sonhos de seus pacientes e colegas (inclusive seus), pondo em evidência ali o seu método interpretativo, concluindo sempre com um reforço de sua ideia defendida, pois sempre encontra na análise o tal desejo que estaria sendo realizado através do sonho.

Psicanálise junguiana: sonhos e seus significados

ícone de psicanálise junguiana sonhos e seus significados

Após ler a obra de Freud, A Interpretação dos sonhos, Carl Gustav Jung começou a trocar cartas com seu futuro mentor até se encontrarem.

Essa história entre eles creio que todos já conhecem, foram amigos fiéis por anos até romperem o elo de amizade e Freud continuar com seu método psicanalítico e Jung dando continuidade em sua ideias e criando a psicologia analítica.

Jung estava longe da visão de Freud de que os sonhos representavam desejos não realizados.

Ele desenvolveu outros conceitos para interpretar os sonhos de seus pacientes.

A semiótica dos sonhos na análise junguiana é mais rica e interessante.

Essa abordagem psicológica implica um inconsciente coletivo que transcende o individual.

Identifica personagens em sonhos como símbolos que carregam informações sobre o mundo inconsciente.

A análise junguiana envolve arquétipos: ela os combina com atitudes inconscientes à espreita na mente consciente.

Esses arquétipos junguianos, representados por símbolos, são mais ou menos universais e ajudam a melhorar a compreensão das atitudes inconscientes.

Cada personagem que aparece no sonho pode representar um aspecto do sonhador.

Da perspectiva de um paciente tratado por um analista junguiano, essa experiência muitas vezes leva a uma descoberta real.

Abrir a porta para a compreensão do significado dos sonhos a partir da abordagem de Jung também abre a porta para um mundo fascinante.

Para a psicologia junguiana, os símbolos são a linguagem na qual nos expressamos em nossos sonhos.

Uma linguagem nem sempre é fácil de expressar em palavras.

De fato, em nossa vida consciente, também usamos muitos símbolos para expressar nossos pensamentos.

Assim, a psicanálise de Jung enfatizou o fato de que, embora a semiótica dos sonhos pareça ter características gerais, um símbolo não deve ser interpretado sem uma compreensão profunda das circunstâncias pessoais do sonhador.

Tipos de sonhos e seus significados mais comuns

imagem de tipos de sonhos e seus significados mais comuns

Foto: LaylaBird – istock

Há algum tipo de simbolismo no sonho que parece se repetir em muitas pessoas, como:

  • Significado de sonhar com gravidez: é um sonho que pode ter sentimentos contraditórios quando interpretado literalmente. Do ponto de vista de Jung, pode ter algo a ver com algum tipo de criação inicial. Crescimento interior transformador.
  • Sonhar com ex namorado: quando um ex aparece em um sonho, na verdade pode simbolizar parte da pessoa que sonhou.
  • Sonhar com dente caindo: é outro sonho que apresenta um padrão de repetição na multidão. É um símbolo de sonho que ocorre frequentemente durante períodos de transição ou mudanças importantes.

Portanto, é sempre importante analisar o que representamos emocionalmente em termos de imagens.

Ou seja, como a evocação dessa imagem nos faz sentir.

Sonhos recorrentes são frequentemente associados a experiências negativas que internalizamos na forma de trauma emocional.

Podem ser interpretados como um aviso de que é preciso prestar atenção para sanar algum aspecto que foi reprimido sem cura.

A importância dos sonhos e significados para a Psicanálise

imagem de a importância dos sonhos e significados para a psicanálise

Foto: FatCamera – istock

O que é interpretado pelo analista não é o sonho sonhado, e sim seu manifesto.

A censura impede que o sonhador saiba o sentido de seu sonho, porém inconscientemente ele sabe.

Freud afirma que os sonhos são formas disfarçadas de realização de desejos e isto ocorre devido a uma censura cujo efeito é a deformação onírica.

O objetivo dessa deformação é proteger sujeito do caráter ameaçador dos seus desejos.

O significado da interpretação do sonho é o de restituir o conteúdo dele.

O conteúdo manifesto do sonho é aquele que aparece para a pessoa. São imagens oníricas que apenas o sonhador tem acesso.

Já o conteúdo latente é aquele que está oculto, no inconsciente e que necessita ser interpretado, analisado, para ser compreendido o seu sentido.

Existe uma censura no sonho, que o impede de vir à tona, como meio de preservar o indivíduo do caráter ameaçador de seus desejos.

Afinal, os sonhos sempre estão disfarçados de realização de desejos.

A interpretação das imagens oníricas do sonhador realiza-se através da linguagem, tendo em vista que o que se interpreta é o sonho relatado e não o sonho sonhado.

Os enunciados elaborados durante a interpretação são substituídos por outros enunciados formados pelo analista, que por sua vez, procuram representar a expressão do desejo do paciente.

Não se deixe enganar com livros e sites que falam sobre possíveis significados dos sonhos!

Exemplo: sonhar com tal coisa, significa que vai acontecer isso… Cuidado! Isso pode ser uma armadilha.

Nossos sonhos e seus significados são processos inconscientes.

Este momento onírico tem sempre um significado e deve ser analisado por um profissional capacitado, justamente por ser o momento em que seu inconsciente está em maior atividade.

E, devido a isso, existem muitas coisas que devem ser levadas ao terapeuta para que o seu sonho tenha um sentido consciente sobre o seu atual momento de vida.

“Há quem diga que são os sonhos dos homens que sustem o mundo na sua órbita.” Carl Gustav Jung

Você lembra dos sonhos? Gostaria de entender mais sobre eles fazendo terapia?

Se sim, e sentiu o chamado para a sua jornada terapêutica para tratar de sua saúde mental, estou à disposição para lhe auxiliar nesta jornada.

Agende uma consulta de Psicanálise comigo e vamos juntos trilhar o seu caminho para a saúde mental!

5/5 - (10 votos)

Psicoterapeuta Junguiano, Tarólogo, Reikiano, Terapeuta Holístico, Escritor e Espiritualista. Praticante de Kung Fu. 💛✨

AGENDAR!

Atende online
Presencial em São Paulo - SP

Agende uma sessão de Psicanálise!

Terapeutas Guia da Alma estão te esperando 🙂

Mais terapias de Euclydes Cardoso Jr

  • TERAPIA DE GRUPO PARA TERAPEUTAS do Guia d’Alma – psicanálise para todos.

    Online
    R$100,00
  • Psicoterapia para Casais – ON-LINE

    Online
    R$260,00
  • Reiki Tibetano

    Presencial em São Paulo - SP
    R$98,00
Ver Perfil de Terapeuta
As Terapias Holísticas e Integrativas são complementares à medicina alopática, e não devem substituir nenhuma consulta e/ou tratamento médico.
Atenção: este site não oferece tratamento ou aconselhamento imediato para pessoas em crise suicida.
Em caso de crise, ligue para 188 (CVV) ou acesse o site www.cvv.org.br. Em caso de emergência, procure atendimento em um hospital mais próximo.
Política de Privacidade | Termos de Uso
Copyright © 2018 Guia da Alma. Todos os direitos reservados.
Feito com Luz e Amor em Florianópolis!
Por InCuca