Pausas no trabalho: a importância para colaboradores e empresa!

Entenda os benefícios e como é possível implementar na jornada de trabalho.
homem no escritório durante pausas no trabalho
Mais terapias de Rodrigo Roncaglio
5/5 - (4 votos)

Pausas no trabalho são essenciais para para manter a saúde mental em dia e recarregar as baterias, tendo um dia mais leve e produtivo.

Nesse artigo vamos entender qual a importância para colaboradores e empresa. E como é possível incluí-las na rotina de maneira prática!

Sou Rodrigo Roncaglio, CEO do Guia da Alma – a maior plataforma de Terapias Holísticas do Brasil para melhorar a saúde mental nas empresas.


O que são as pausas no trabalho?

o que são pausas no trabalho

Foto: yanalya – Freepik

É comum que passemos muitas horas trabalhando de forma ininterrupta encarando a tela do computador, sem estabelecer pausas para descanso ou alongamentos.

Ficar tanto tempo trabalhando sem parar pode causar lesão por esforço repetitivo (LER), além de estimular hábitos que vão de encontro ao sedentarismo e estresse.

Independente da área de atuação, as pausas calculadas no horário de trabalho são fundamentais para manter a saúde mental e física, além de realizar a manutenção do estímulo da concentração e foco.

É saudável estipular pausas a cada 1h30 ou quando sentir necessidade, seja para dinâmicas em grupo, realizar alongamentos no corpo, beber água, para dar uma respirada e evitar o bloqueio criativo.

Uma cultura e rotina de saúde mental no trabalho, fazem bem tanto para colaboradores, como empresa.

Benefícios das pausas no trabalho para corpo, mente e produtividade!

benefícios da pausa no trabalho

Foto: Rawpixel

Seja trabalho presencial, híbrido ou remoto, é fundamental realizar pausas durante o expediente.

No home office, principalmente, é muito comum passar muitas horas trabalhando sem perceber que o tempo passou, o que pode causar muito prejuízo à saúde mental, como ansiedade e estresse.

Nossa mente assimila informações sem prejudicar a atenção durante 50 minutos. Após esse período, é necessário uma pausa para processamento do que foi aprendido até então.

As pausas no trabalho devem acontecer com duração de 10 a 15 minutos, por exemplo, para evitar a estafa mental e aumentar a produtividade e foco.

As pausas são eficazes para estimular a atenção e foco de todos os colaboradores, o que gera retorno imediato à empresa. Três pausas durante um expediente de 8 horas de trabalho é o mais recomendado.

“Estudos mostram que, para atingir o máximo de desempenho físico e mental, é necessária uma cadência de gasto e renovação de energia (…) Um estudo específico constatou que atletas, músicos, jogadores de xadrez e escritores de melhor desempenho aprimoravam suas habilidades da mesma maneira: praticando pela manhã, em três sessões de 60 a 90 minutos, com intervalos entre elas. Por outro lado, os que faziam intervalos em menos quantidade ou mais curtos não tinham um desempenho tão bom. Relaxar é uma responsabilidade. “Para maximizar os ganhos da prática a longo prazo, os indivíduos devem evitar a exaustão e limitar a prática a um volume do qual possam se recuperar por completo diária ou semanalmente”, concluiu K. Anders Ericsson, o principal autor do estudo.”

Trecho do livro de Greg McKeown sobre a pesquisa: “The Role of Delibertae Practice in the Acquisition of Expert Performance”)

Ainda sobre a importância das pausas durante o horário de trabalho, dentre seus principais benefícios estão:

  • Maior concentração, criatividade, foco e produtividade no retorno;
  • Redução do nível de estresse e ansiedade a curto prazo;
  • Reduz as chances de lesões por esforço repetitivo (LER);
  • Mais clareza para tomar decisões, evitando atitudes impensadas.

O que diz a lei a respeito das pausas?

lei e pausas no trabalho

Foto: crackitbiology – Freepik

As pausas em si não são regulamentadas por lei, diferente dos intervalos intrajornada obrigatórios (são aqueles que ocorrem entre um dia e outro de trabalho).

O Artigo 71 do Decreto Lei nº 5.452 de 01 de Maio de 1943 afirma:

“Em qualquer trabalho contínuo, cuja duração exceda de 6 (seis) horas, é obrigatória a concessão de um intervalo para repouso ou alimentação, o qual será, no mínimo, de 1 (uma) hora e, salvo acordo escrito ou contrato coletivo em contrário, não poderá exceder de 2 (duas) horas.”

Ou seja: os intervalos intrajornada são regulamentados por lei; contudo, o direto a pausas no trabalho, mesmo sendo fundamentais, não estão descritas.

De nenhuma forma, portanto, as pausas devem ser lidas como obstáculos durante a jornada de trabalho do colaborador: elas não reduzem o tempo de trabalho, e aumentam a produtividade.

Como aproveitar melhor as suas pausas no trabalho

pausas na hora do trabalho

Foto: gpointstudio – Freepik

É importante que a empresa incentive uma cultura e rotina saudáveis para sua equipe!

Outros tipos de pausas no trabalho são:

  • Individuais: no horário de necessidade do próprio colaborador;
  • Coletivas: incentivando atividades e dinâmicas em grupo.

Aqui no Guia da Alma, uma das atividades preferidas das empresas é a prática coletiva de Meditação no trabalho e Yoga laboral, por exemplo.

As meditações no estilo Mindfullness são extremamente indicadas para recobrar a energia e foco, principalmente durante momentos que exigem muito da mente e do corpo.

Já nas pausas individuais, você pode incentivar os colaboradores com lembretes e avisos.

Como já foi dito anteriormente, as pausas devem acontecer pelo menos três vezes durante uma jornada de trabalho de 8 horas, ou seja, a cada 1h30 ou quando sentir necessidade, com duração de 10 a 15 minutos.

Este tempo pode ser dedicado para hábitos saudáveis, como:

  • Alongar o corpo;
  • Conversar com os colegas;
  • Tomar uma xícara de chá ou copo de água;
  • Meditações rápidas.

É importante reiterar a necessidade de realmente fazer uma pausa e ter atenção ao que o corpo e mente necessitam!

Portanto, durante as pausas para descanso no trabalho, é indicado:

  • Não fazer a pausa apenas quando já estiver exausto;
  • Movimentar o corpo;
  • Ficar offline das telas, sem navegar nas redes sociais ou acessar e-mails.

O excesso de contato da visão com a tela do computador ou celular acaba gerando grande estresse ao organismo. Use a pausa para “limpar” a mente desses estressores.

A técnica de Pomodoro para gestão do tempo

gestão do tempo no trabalho

Foto: Rawpixel

Há vários grandes empreendedores que incentivam as pausas durante o período de concentração em algum trabalho exatamente para promover um maior coeficiente de rendimento.

A técnica de Pomodoro consiste em estabelecer tempos delimitados para atenção total e para pausas.

É uma estratégia desenvolvida por Francesco Cirillo, um italiano que estudava a possibilidade de aumentar a produtividade durante momentos de foco.

A técnica de Pomodoro estabelece que é preciso:

  • Ter atenção total durante uma atividade por 25 minutos com uma pausa posterior de 5 minutos.
  • Após duas horas deve-se realizar uma pausa de 15 e 30 minutos.

Extra: pausas no trabalho home office

pausa no home office

Foto: ourteam – Freepik

Caso sua empresa seja híbrida ou home office, é indicado aproveitar alguns minutos de pausas para:

  • Passar um tempo com a família;
  • Fazer uma refeição;
  • Escutar música;
  • Fazer um passeio com o pet;

É importante também haver o estímulo para um contato entre os colaboradores, mesmo em formato virtual.

É recomendada uma pausa em conjunto, por videochamada, em que todos se reúnam para aumentar o vínculo entre os funcionários da equipe.

Tenha controle sobre o tempo que sua equipe passa trabalhando e do tempo necessário para as suas pausas: o excesso de trabalho pode promover a Síndrome de Burnout dos colaboradores da empresa, bem como, estresse, ansiedade e depressão no trabalho.

A meditação é bastante recomendada para o ambiente de trabalho, diminuindo estresse e “limpando” a mente durante alguns minutos. Ela pode ser realizada por videochamada em grupo, no próprio ambiente de trabalho, desde que guiada por um instrutor certificado.

Conheça os programas de Saúde Mental e Qualidade de Vida para empresas do Guia da Alma: palestras, treinamentos, terapias, práticas de meditação, yoga e mais!

Vai ser um prazer te ajudar a levar práticas para uma equipe mais saudável e feliz 🙂

5/5 - (4 votos)

Cofundador e CEO do Guia da Alma. Instrutor de Meditação Mindfulness para Empresas. Tenho diversas formações na área terapêutica como Reiki e Thetahealing. Ajudando a melhorar a saúde mental nas empresas!

AGENDAR!

As Terapias Holísticas e Integrativas são complementares à medicina alopática, e não devem substituir nenhuma consulta e/ou tratamento médico.
Atenção: este site não oferece tratamento ou aconselhamento imediato para pessoas em crise suicida.
Em caso de crise, ligue para 188 (CVV) ou acesse o site www.cvv.org.br. Em caso de emergência, procure atendimento em um hospital mais próximo.
Política de Privacidade | Termos de Uso
Copyright © 2018 Guia da Alma. Todos os direitos reservados.
Feito com Luz e Amor em Florianópolis!
Por InCuca
[Report Gratuito] Dados sobre Saúde Mental no Trabalho!

Receba um relatório completo com dados e tendências para RH!