Comunicação assertiva: exemplos para aplicar na vida e relacionamentos

Mude a sua forma de se relacionar para melhor!
imagem de comunicação assertiva
Terapeuta Certificado
Mais terapias de Denise Stacheski
5/5 - (4 votos)

Como anda sua comunicação assertiva? Sua forma de se expressar no mundo? Você sofre muito com falhas de comunicação?

Será que há como desenvolver uma comunicação mais eficaz e saudável em seus relacionamentos?

Neste artigo irei te dar dicas de comunicação assertiva. Aproveite para conhecer e desenvolver essa competência cada vez mais solicitada nos ambientes profissionais, bem como nos diálogos de nossa vida pessoal.

A ideia é ter maior consciência do nosso processo de comunicação, poder escolher as palavras, os modos de se expressar e desenvolver as competências de interação.

Sou Denise Stacheski, terapeuta integrativa para processos de Autoconhecimento e Desenvolvimento Humano. Boa leitura!


 Comunicação assertiva: o que é?

imagem de comunicação assertiva o que é

Foto: gorodenkoff – istock

A comunicação assertiva é uma competência que adquirimos quando temos a habilidade de dizer exatamente o que queremos expressar de maneira direta, com uma linguagem clara e que amenize os ruídos de uma informação, de uma mensagem.

Com uma comunicação assertiva conseguimos ter um equilíbrio em nossas expressões e formas de agir, justamente para comunicar desejos, necessidades sem utilizar formas agressivas de argumentações e narrativas, sem sermos também passivos demais — o que comumente está relacionado à dificuldade de dizer não ou colocar limites.

Faz parte da comunicação assertiva, do mesmo jeito, perceber e ouvir os desejos e as necessidades do outro, com quem estamos dialogando.

Uma troca saudável, em que os limites são colocados de forma empática, para que as soluções e tomadas de decisão sejam realizadas de maneira mais assertiva no cotidiano empresarial ou pessoal.

Por isso, a comunicação assertiva hoje é tão buscada e solicitada nos relacionamentos interpessoais que construímos diariamente.

Qual a importância da comunicação assertiva nos relacionamentos?

imagem de qual a importância da comunicação assertiva nos relacionamentos

Foto: jacoblund – istock

Buscar uma assertividade nos diálogos irá trazer uma diminuição de ruídos de comunicação dentro dos relacionamentos.

Quantas vezes acabamos sendo levados pelas nossas respostas emocionais e nos tornamos confusos, fora de foco ou agressivos em abordar aspectos que discordamos em nossos relacionamentos, por exemplo.

Falas que ressoam e que podem causar e/ou agravar desavenças que poderiam ser tratadas e amenizadas de forma direta, justa e empática. Ou seja: com a tranquilidade de quem aprendeu a ser comunicar.

Muitos dos nossos problemas de relacionamento acontecem por falha de comunicação, ou seja:

  • Palavras usadas erroneamente;
  • Expressões que denotam agressividade;
  • Não ouvir o outro.

Seja dentro de um ambiente corporativo ou no nosso círculo social/familiar, o processo de alcançar uma comunicação assertiva só trará benefícios.

Ter comunicação assertiva é ter uma escuta ativa, diálogo mais justo, honesto e eficaz, considerando a outra parte e suas concepções.

A assertividade tem como base o respeito mútuo e, com isso, nossa forma de se relacionar com o outro se torna mais produtiva.

Muitas vezes em um relacionamento (namoros, casamentos, familiares, profissionais) é perceptível um papel mais passivo de um dos lados.

No entanto, quando em exagero, a passividade demonstra dificuldades em se colocar na relação, em se posicionar a partir do que acredita e valoriza; permitindo, de certa forma, que o outro não considere a sua voz.

A pessoa que não tem a voz considerada e ouvida, pode desenvolver processos de estresse excessivo, ressentimento, raiva, vitimização e, até mesmo, sentimentos de vingança: o que torna um relacionamento mal estruturado e tóxico.

Trabalhar a comunicação assertiva pode trazer vários benefícios para seu desenvolvimento pessoal, como, por exemplo:

  • Ganhar maior autoconfiança;
  • Criar situações dentro da visão ganha-ganha;
  • Aumentar a eficácia das tomadas de decisão;
  • Ter relacionamentos mais honestos e justos;
  • Desenvolver a habilidade de comunicação interpessoal;
  • Ter maior conhecimento e entendimento de seus próprios valores e sentimentos;
  • Ter maior satisfação frente aos diálogos que a vida impõe.

Faz sentido pra você?

Exemplos para aplicar na vida e relacionamentos

imagem de exemplos para aplicar na vida e relacionamentos

Foto: fizkes – istock

Agora irei te mostrar algumas estratégias/dicas da comunicação assertiva que podem ser aplicadas nos relacionamentos e em nosso cotidiano.

Dica 1. Comunicação assertiva no trabalho

ícone de comunicação assertiva no trabalho

Como afirma o escritor Peter Drucker:

O mais importante na comunicação é ouvir o que não foi dito.”

Vamos analisar uma situação:

Em uma reunião profissional em que você será consultado ou deverá opinar e participar, é importante que você tenha segurança no que está expressando, ou seja:

  • Tenha embasamento do que você fala. Busque, estude sobre o assunto;
  • Quanto maior seu conhecimento sobre a temática, mais fácil de usar os argumentos corretos de forma clara, direta e segura (de forma natural e sem agressividade);
  • Nessa mesma reunião, se houver discordâncias, busque focar nas soluções não em culpados ou perfis pessoais;
  • Analise a situação, observe as pessoas e mantenha um clima de respeito e de escuta ativa;
  • Realize um feedback construtivo;
  • Tente compreender como o outro percebe a realidade e a temática que envolve a conversa;
  • Utilize a comunicação não-violenta;
  • Se necessário, ajude os outros colegas a colocarem suas opiniões, sendo um bom intermediador.

É por isso que a comunicação assertiva no ambiente de trabalho se tornou uma soft skill tão importante hoje.

Dica 2. Comunicação assertiva nos relacionamentos pessoais

ícone de comunicação assertiva nos relacionamentos pessoais

Nos relacionamentos interpessoais esqueça frases como:

  • “Você não entende nada”;
  • “A culpa é sua”;
  • Entre outras.

Elas irão gerar maior confusão e falhas de comunicação. Frases como essas são formas agressivas de expressão que trazem afrontas.

Ao invés disso:

  • Tente manter a calma e não se exaltar. Escute a outra parte ativamente, com carinho e empatia;
  • Respeite a opinião do outro, procurando maneiras para criar um diálogo entre as contradições existentes;
  • Não tenha medo de se expor, de discordar, e lembre-se: quanto maior embasamento tiver, melhor. Sempre buscando a cordialidade nas palavras, no tom da voz. Perceba-se, perceba a sua fala;
  • Perceba a sua comunicação não verbal, seus olhares, seus gestos. Aprenda a compreender o outro.

Dica 3. Relacionamentos amorosos: como melhorar através do diálogo?

ícone de relacionamentos amorosos: como melhorar através do diálogo

Nos relacionamentos amorosos, se possível, treine para perceber qual o melhor momento para falar, além de todas as dicas que já colocamos acima.

Outros pontos importantes:

  • Saber dizer não, colocar limites, suas vontades e desejos é regra dentro da comunicação assertiva;
  • Falar com calma, com segurança, de forma direta, empática e atenciosa;
  • Se coloque e se posicione de maneira tranquila;
  • Você pode iniciar as frases como: “eu quero“, “eu preciso“, “eu me sinto“;
  • Caso erre em alguma situação, peça desculpas e reconheça o erro. Assim como você espera que a outra pessoa faça.

Bônus: Dicas gerais da comunicação assertiva

ícone de bônus: dicas gerais de comunicação assertiva

  1. Tenha conhecimento do que você fala;
  2. Perceba a sua fala, assim como suas palavras e sua comunicação não-verbal;
  3. Aprenda a dizer não, a colocar seus limites;
  4. Seja um bom intermediador, quando necessário;
  5. Perceba o melhor momento para se colocar;
  6. Se necessário, discorde. Não tenha medo;
  7. Treine a escuta ativa, aprenda a compreender o outro e respeite;
  8. Se posicione de forma clara e direta (sem rodeios), segura e honesta;
  9. Mantenha a calma;
  10. Busque sempre aprimoramento e o desenvolvimento de sua comunicação.

Que tal treinar e conhecer um pouco mais sobre a comunicação assertiva?

Pelo Guia da Alma, realizo a orientação de “Comunicação, Expressão e Relacionamento — Softskill”. A sessão tem duração de 60 minutos e é realizada por vídeo chamada ou áudio pelo chat.

5/5 - (4 votos)

Terapeuta Integrativa e Complementar • Terapia Reiki • Aromaterapia • Cromoterapia • Florais • Processos de Autoconhecimento e Desenvolvimento Humano

AGENDAR!

Atende online

Mais terapias de Denise Stacheski

  • Vale Presente – Aromaterapia, Florais de Bach, Florais de Saint Germain

    Online em Videochamada
    R$130,00
    Denise Stacheski
    (24)
    Terapeuta Certificado
  • Florais de Saint Germain (Chama Violeta e demais Raios Divinos)

    Online em Videochamada
    R$110,00 Oferta!
    Denise Stacheski
    (24)
    Terapeuta Certificado
  • Curso: Cromoterapia, Energias e Vibrações

    Online
    R$340,00
    Denise Stacheski
    (24)
    Terapeuta Certificado
Ver Perfil de Terapeuta
As Terapias Holísticas e Integrativas são complementares à medicina alopática, e não devem substituir nenhuma consulta e/ou tratamento médico.
Atenção: este site não oferece tratamento ou aconselhamento imediato para pessoas em crise suicida.
Em caso de crise, ligue para 188 (CVV) ou acesse o site www.cvv.org.br. Em caso de emergência, procure atendimento em um hospital mais próximo.
Política de Privacidade | Termos de Uso
Copyright © 2018 Guia da Alma. Todos os direitos reservados.
Feito com Luz e Amor em Florianópolis!
Por InCuca
🟢 Terapeutas Online Agora!
Precisa de apoio imediato? Agende com as terapeutas online, prontas para atender!