Um tema sempre atual da Constelação Familiar: os Excluídos. Antes de qualquer explicação sistêmica, vamos a um exemplo atual:

Charlottesville-euaUm grupo de radicais que acredita na supremacia branca se reúne para protestar e durante a manifestação se confronta com outro grupo que luta pelo direito social de pertencer. O segundo grupo é diferente do primeiro na cor da pele, na orientação sexual e nas ideologias. O confronto é tenso, violento e termina com feridos e mortos. Charlottesville, EUA final da semana passada.

 

Isso é novo no mundo? Não. Invés de ir pelo viés moral, as Constelações Familiares vão pelo viés Existencial. Isso é uma das coisas que eu amo nas Constelações: elas trabalham com fatos, não com as interpretações e julgamentos deles, e isso apura a nossa percepção.

Inclusão e exclusão são dinâmicas que acontecem na nossa vida comunitária desde que o mundo é mundo. Nós somos mamíferos, seres gregários e, enquanto mamíferos, nós precisamos estar em grupo: isso é chamado de ordem do pertencimento. No mesmo passo, cada grupo tem as suas regras e normas, e quando uma pessoa não se encaixa nas regras e normas do grupo, ela é retirada. Para a Constelação Familiar, esses são os excluídos.

Em um sistema, tudo faz parte e todos pertencem. A definição de um sistema é um conjunto de elementos interdependentes de modo a formar um todo organizado. E cada sistema possui uma inteligência própria. Quanto mais sintonizado com as leis naturais, mais funcional e harmônico um sistema é.

A vida acontece como um sistema universal: Nós vivemos em um sistema solar e recebemos as influências do Sol. A vida neste Planeta só é possível pela luz solar, caso contrário, este seria um planeta gelado, impossível de gerar a vida que conhecemos aqui. E as águas que formam a base da nossa vida aqui são afetadas pelas fases da Lua, influenciando várias coisas, dentre elas o plantio dos alimentos que nutrem os nossos corpos.

São sistemas dentro de sistemas, dentro de outros sistemas. É um milagre, se você parar para pensar bem no assunto.

 

O sistema familiar e os excluídos

O primeiro sistema ao qual pertencemos é o nosso sistema familiar. Primeiro porque sem ele, nós não estaríamos aqui. Recebemos o nosso corpo através dos nossos pais. É a vida que veio através deles para nós. E isso é um fato.

O pai e a mãe tem a sua trajetória pessoal e a sua história que aconteceu antes do(a) filho(a) chegar. Isso é chamado de ordem da hierarquia. E isso também é um fato.

E então, nós temos o primeiro sistema: o pai, a mãe e você, com o corpo que você recebeu deles. Pode ter muitos irmãos e irmãs ou nenhum irmão, e é ali que você foi apresentado a vida nesse planeta.

Muito bem, o tema aqui é exclusão. E estamos vivendo no século XXI, com uma série de mudanças acontecendo em todos os setores da vida. E mudança é uma grande lei universal. Goste ou não das mudanças, elas estão acontecendo, continuamente.

As definições de família, casais, tipos e formatos de relacionamentos estão sendo revistos, e isso é parte de como nós aprendemos e nos desenvolvemos. Então, quando adentramos esses assuntos é essencial percebermos como as nossas definições pessoais de certo e errado ou “é assim que deve ser” interrompem o fluxo da percepção e da presença.

Uma das temáticas atuais a respeito de pais e filhos é: “Família é quem cuida.” Existe uma exclusão aqui? Sim, há. Quem são os excluídos aqui? Os pais da criança.

“Mas os pais abandonaram a criança. Deram ela para adoção.” Existe um julgamento aí? Sim. Claramente.

E isso tem consequências? Sim. Para todos, especialmente para as crianças.

Existe uma conexão entre exclusão e julgamentos, e esse tema possui muitas nuances, algumas grosseiras e muito evidentes como no exemplo do ocorrido em Charlottesville, e outras muito sutis, criando níveis variados de dificuldades e sofrimento na vida das pessoas.

Veja a live completa que fiz no dia 23/08 para entender mais:

 

Gostou, tem dúvidas? Deixe nos comentários para que eu possa te auxiliar! Ou fale diretamente comigo!


Entre em contato comigo!


No dia 20/09 fiz uma nova live, às 20h. Tema: A necessidade de aprovação dentro da família e na sociedade. Confira na minha página do Facebook: /jay.reiss.9

 

Receba o Guia da Alma no seu e-mail!

Conteúdos para a sua evolução da consciência.




Jay Reiss

Atendimentos presenciais no Rio de Janeiro e online. Algumas abordagens podem ser online e outras necessariamente são presenciais. EFT, Barras de Access, Constelação Familiar, Breema Bodywork

10
0

Trabalho com várias abordagens terapêuticas e de autoconhecimento há vinte anos. O escopo do meu trabalho me possibilita lidar com muitas áreas da vida:

Dinâmicas familiares Conflitos envolvendo relacionamentos afetivos Mudanças de carreira Ansiedade Depressão Vícios Repetição de padrões limitantes

As abordagens que eu trabalho me possibilitaram desenvolver um...

Deixe seu comentário e contribua com a troca

O Guia da Alma é o Portal que conecta pessoas e Terapeutas para uma vida mais leve com Terapia Holística e Integrativa online ou presencial em todo Brasil!

Descubra também o Autoconhecimento, Espiritualidade e Bem-estar no conteúdo original do nosso blog!

Receba o Guia da Alma no seu e-mail!

Conteúdo para a sua evolução de consciência.

As Terapias Holísticas e Integrativas são complementares à medicina alopática, e não devem substituir nenhuma consulta e/ou tratamento médico.
Atenção: este site não oferece tratamento ou aconselhamento imediato para pessoas em crise suicida.
Em caso de crise, ligue para 188 (CVV) ou acesse o site www.cvv.org.br. Em caso de emergência, procure atendimento em um hospital mais próximo.

Política de Privacidade | Termos de Uso
Copyright © 2018 Guia da Alma. Todos os direitos reservados.
Feito com Luz e Amor em Florianópolis!