Dicas de como superar um trauma emocional e físico

Muitas memórias traumáticas podem bloquear e travar nossas vidas. Liberte-se, saiba como!
menina triste: representando como superar um trauma emocional e físico
Terapeuta Certificado
Mais terapias de Paulla Cardoso
4.5/5 - (16 votos)

Os traumas emocionais, psicológicos e físicos acontecem desde tempos atrás. Como superar um trauma que pode ser gerado em crianças desde poucos anos de vida até adultos? Muitos se sentem sem escolha para sair desta armadilha tão cruel.

Nós geramos muitas memórias, muitas vezes inconscientes, que nos bloqueiam e travam nossas vidas, através de medos, inseguranças, auto sabotagem, raiva, ressentimento, culpa, vergonha, entre outros.

Mas é importante destacar que cada pessoa lida com o abuso emocional ou físico de formas diferentes, podendo gerar traumas ou não.

O caminho de como superar um trauma, medo ou abuso emocional, de relacionamentos, familiares dentre outros, é o autoconhecimento. Então é preciso analisar e entender caso a caso.

Porém, o trauma mesmo que encapsulado (subconsciente), suga uma quantidade imensa de energia, além de todos os sintomas físicos e emocionais que podem passar despercebidos por grande parte da vida da pessoa.

Mas em algum momento, a busca por resolver esses problemas vai nos levar de volta à memória do abuso, que é chamado de estresse pós-traumático (que é ao nos vermos em uma situação igual ou parecida com a que gerou o trauma, revivemos novamente aquela dor e sofrimento). Lembrando que essas manifestações corporais e emocionais são engatilhadas inconscientemente.

Teremos que escolher olhar para isso ou manter todos as sequelas. Boa leitura!

Agende uma sessão de Thetahealing para a saúde emocional!

Terapeutas Guia da Alma estão te esperando


O que são traumas emocionais e físicos?

O que são traumas emocionais e físicos

Fotos: Pexels

A infância é o período em que o cérebro mais precisa de estímulos, pois é nesse momento que 90% das conexões cerebrais são formadas.

Até os 6 anos, assim sendo, situações conturbadas, difíceis e negativas por períodos prolongados, podem causar respostas negativas para o desenvolvimento cerebral na primeira infância. 

As interações sociais contribuem para impulsionar a atividade cerebral. Se a criança for negligenciada, sofrer abusos físicos, emocional ou sexual, muitas ligações entre os neurônios deixam de acontecer, o que pode afetar o seu potencial de aprender e se desenvolver.  

Tanto na infância, como na adolescência, na fase adulta ou na terceira idade, também são gerados traumas em situações negativas, difíceis e crueis, precisando da mesma forma, ser observado.

Também é importante que procure ajuda para aprender a como lidar com os traumas emocionais e como superar um trauma.

 

Abuso físico e trauma emocional: Sintomas

Abuso físico e trauma emocional

  • Nenhuma ou pouca memória da infância;
  • Memórias emendadas da infância (ou seja, lembrando de ir a uma loja e sair, mas não se lembrando do que aconteceu lá);
  • Abuso de substâncias psicoativas (SPA) ou de um parceiro com problemas de SPA;
  • Transtorno de ansiedade;
  • Depressão;
  • Ideação suicida ou comportamento igualável;
  • Automutilação;
  • Esquizofrenia;
  • Personalidade Borderlaine;
  • Distúrbios alimentares;
  • Distúrbio de sono;
  • Disfunção sexual;
  • Postura rígida, firmemente presa;
  • Incapacidade de ter limites saudáveis (sim ou não);
  • Desconhecer completamente seus próprios limites ou dos outros.

Agende uma sessão de Thetahealing para a saúde emocional!

Terapeutas Guia da Alma estão te esperando

Tipos de traumas emocionais e físicos

Tipos de traumas emocionais e físicos

  • Acidentes – Uma criança que sofreu um acidente, uma queda séria, se queimou, testemunhou um acidente ou catástrofe, ou qualquer situação que ameace sua segurança.
  • Coação – Sofrer bullying que pode ocorrer por colegas de classe, vizinhos, pelos irmãos, familiares em geral ou até mesmo os próprios pais. 
  • Abuso psicológico – Negligenciar, manipular, abandonar, humilhar, afetivo e fisicamente, coagir, xingar. 
  • Abuso físico – Bater, beliscões, proibir de comer ou beber, obrigar a comer, queimar, controlar, falta de cuidado físico e para sobreviver.
  • Abuso sexual – Violação, assédio sexual ou atos sexuais que o outro não consentiu ou não poderia consentir, coagir para ato sexual, pornografia.

Os abusos acima citados podem acontecer em qualquer fase da vida. Mas muitos deles costumam ser traumas em crianças com idades entre 0 a 12 anos, ou até mesmo a adolescência. 

Os bebês e as crianças pequenas normalmente têm atitudes e comportamentos diferentes das crianças mais velhas, pois não são capazes de falar sobre suas percepções em relação a situações de ameaça ou perigo.

Quando crianças pequenas experimentam ou testemunham um evento traumático, muitas pessoas acham que isso não irá acarretar danos como consequência. Porém, como já foi dito acima, é a fase mais perigosa, pois embora possam não entender o que aconteceu, o subconsciente é ainda a principal área cerebral desenvolvida, ficando assim registrado.

Como identificar e como superar traumas de infância

como superar traumas de infância

Crianças e adolescentes, mesmo que não expressem verbalmente o trauma, costumam expressar ele em seu comportamento, veja alguns indícios.

Mas vale salientar que todas as formas de abusos e as formas de identificar os traumas de infância, são os mesmo para qualquer época da vida de uma pessoa.

Vergonha

  • A vergonha mostra dificuldade de conviver em sociedade.
  • Normalmente, a criança não consegue expressar o que pensa ou deseja e tem limitação para se posicionar diante de várias situações.
  • Isolamento e a falta de adaptação para se relacionar com outras pessoas e dificuldade com novos ambientes e mudanças de rotina.

Ansiedade:

  • Sente pânico e tem dificuldade de aprendizagem.
  • Está em estado de alerta, até mesmo quando não há perigo eminente ou motivo para estar com medo, nervosismo ou se sentindo perdido.
  • Pensa demasiadamente em todas as situações possíveis, principalmente, com foco sempre que o pior vai acontecer.
  • Compulsão alimentar também é uma forma de tentar controlar essa ansiedade.

Agressividade ou pouca paciência:

  • Normalmente são pouco tolerantes, mais propensas a reagir com agressividade e podem ter comportamentos e reações rígidas e tensas. 
  • Não gostam de ser elogiadas.
  • Pessoas que sofrem com traumas vividos na infância, normalmente têm dificuldades em reconhecer o seu valor. Tem comportamentos defensivos quando recebem um elogio por exemplo, por se acharem inferiores, pois não se consideram bons o suficiente, não se sentem merecedores.
  • Acham sempre que estão zombando, e normalmente se sentem muito ofendidos.

Leia também: Como cuidar da saúde mental infantil? 8 dicas e 3 orientações!

Dicas de como superar um trauma emocional e físico

como superar um trauma emocional e físico

Já citei que o autoconhecimento é o primeiro caminho de como superar um trauma. Então após entender mais sobre as formas de traumas e reações, compartilho 4 dicas que você pode fazer para lidar com as memórias traumáticas:

1. Procure fazer atividades físicas

como superar traumas

O exercício vai te ajudar a se equilibrar e estabilizar a ansiedade naturalmente. Alivia a tensão e o estresse que podem estar acometendo a sua mente nesse momento.

Isso irá libera endorfina, que é o hormônio da felicidade, trazendo sensação de bem-estar físico e mental.

Ao estar atento a essas sensações, prestando atenção realmente em seu corpo e como se sente ao estar em movimento, você não só irá melhorar sua condição, mas também poderá interromper o fluxo de preocupações constantes que atravessam sua cabeça.

Estará com foco em outras sensações e com isso os pensamentos detratores não estarão tão presentes nesse momento.

2. Busque um hobby

hobby para traumas

Abaixo descrimino algumas opções bem terapêuticas que irão te ajudar 

Artesanato: O artesanato tem várias opções e áreas bem diversificadas para que você escolha a que mais se identificar, como: patchwork, bordado, pintura, produzir sabonetes artesanais, quilling (arte com papel), entre outros.

Seja qual for a escolha, cada vez mais pessoas procuram a prática terapêutica artesanal para aliviar o estresse.

É uma excelente maneira de aliviar a tensão e ocupar a mente com algo leve e descontraído.

Música: Aproveite essa fase e se dedique a aprender um instrumento, ou somente ouça músicas no seu dia a dia que elevem sua vibração. Músicas que sejam alegres.

Cante, dance, se movimente com alegria. Como diz o ditado: “Quem canta seus males espanta” e faz muito bem ao corpo, mente e alma!

3. Pratique Meditação

Meditação para traumas

Praticar meditação é se voltar para dentro de nós mesmos, silenciar nossa mente, e sentir somente nosso coração, deixar fluir e se reconectar à nossa verdadeira essência divina que somos.

Pratique para que possa, pelo menos por alguns minutos, estar com o corpo e mente focados no presente, no aqui agora. É o momento de prestar atenção somente na respiração.

Inspirando amor, alegria, paz, tranquilidade, e expirando toda negatividade que se forma em sua mente através dos medos, inseguranças, raiva, pensamentos negativos, contra você mesmo e os outros.

Extremamente importante e eficiente para quem precisa relaxar e manter o equilíbrio ou estabilizar o emocional em momentos de muita ansiedade ou estresse.

Estarmos envolvidos em atividades que gostamos, nos dá prazer e ajuda a sairmos da estagnação e voltarmos a rotina.

4. Faça Terapia

terapia para traumas

Fazer terapia também é muito importante para o reencontro com nós mesmos, olharmos para dentro e vermos a melhor maneira de nos curar e ressignificar os traumas, com ajuda profissional.

O Thetahealing é uma ótima técnica para superar traumas.

Com o Thetahealing, podemos trabalhar desde o início da questão, onde realmente tudo começou, identificando a crença raiz e substituindo essa crença negativa, por uma crença positiva.

Fazemos downloads de sentimentos, ensinando ou relembrando seu subconsciente sentimentos de amor, segurança e proteção.

Fazendo também exercício de perdão, acolhedor de cura da sua criança interior e muito mais!

Nas sessões que ofereço para esse tratamento, vamos nos aprofundar na questão e trabalhar a situação de trauma desde a raiz até os dias atuais, ressignificando e transmutado toda essa carga negativa que um trauma deixa em nós!

Convido você a iniciar essa caminhada de transformação, para entender como superar um trauma e manifestar uma vida mais leve, fácil e harmoniosa com você e todos a sua volta! Vamos juntas?

4.5/5 - (16 votos)

Trago você para sua realidade, e a você ser VERDADEIRO (A) com VOCÊ Estou aqui para te ajudar a ter clareza e consciência sobre a sua vida, para que possa acolher e ressignificar seus conflitos emocionais e se LIBERTAR! **Cuidando de você**

AGENDAR!

Atende online

Agende uma sessão de Thetahealing para a saúde emocional!

Terapeutas Guia da Alma estão te esperando

Mais terapias de Paula 💜🔮

  • Sessão ThetaHealing – Ativando seu Amor Próprio e Autoestima – Se Conectando com Você!

    Online em Videochamada
    R$260,00
    Paula 💜🔮
    (55)
    Terapeuta Certificado
    26 terapias realizadas
  • Sessão Limpeza e Harmonização Mesa Radiônica Hermética + 1 Pergunta Objetiva Tarot Intuitivo🔮💜

    Online
    R$200,00 Oferta!
    Paula 💜🔮
    (55)
    Terapeuta Certificado
    26 terapias realizadas
  • Tarot Intuitivo – 3 (Três) Perguntas Objetivas & Conselhos 💭🔮✨

    Online
    R$100,00
    Paula 💜🔮
    (55)
    Terapeuta Certificado
    26 terapias realizadas
Ver Perfil de Terapeuta