Carregando.
Aproveite a pausa e respire fundo!

image-ferida-da-alma-humilhacao
Bem-estar Emoções

Eu me sinto menor, e agora? A Ferida da Alma da Humilhação!

Identifique se você carrega a ferida da Humilhação e saiba como é possível se reconectar com seu poder!

icon-share
60 compartilhamentos

Você já ouviu falar sobre as Feridas da Alma? Segundo o livro “As cinco feridas emocionais” de Lise Bourbeau, são estas 5 feridas que impedem você de Ser a sua essência: Traição, Rejeição, Injustiça, Abandono e Humilhação!

Neste artigo vamos falar sobre a ferida da alma da Humilhação! Falo sobre suas características e você pode identificar se carrega esta ferida. E ainda, te mostro qual o antídoto que utilizo para sarar esta ferida! Saiba que é possível se reconectar com seu poder!

Sou Daniel Yosaro, Coach de Realização através do Bem Estar da Alma, terapeuta com Thetahealing e Energia Taquiônica.


Eu me sinto menor, e agora?

mulher pequena em frente a grande pedra - artigo sobre ferida da alma da humilhação - sentir-se menor

Primeiro passo para (des) programar a sua ferida da alma, é você identificar qual você tem, ou qual a predominante, porque às vezes podemos estar olhando o mundo por mais de uma ferida, por isso é muito importante o autoconhecimento.

Assim, vemos por que estão surgindo tantos curadores, coachs, terapias quânticas dando luz ao mundo. E também o porquê do crescimento pessoal estar na moda!

Porque, é necessário para qualquer cura (e, eu sei que coaching não é terapia)!

Acho importantíssimo olhar o passado (ver suas feridas, arquétipos, enfim, conhecer-se) para focar num presente construtivo e um futuro de realização – suas metas. Por isso, intercalo meu lado terapêutico com o de treinador – coach!

Já é chegada a hora do planeta ascender – a chamada Era de Aquário – e para tanto devemos nos conhecer de verdade, saber o que somos, quem fomos, para então tomarmos consciência para onde vamos!

Esta é a razão de eu estar aqui, mostrando as 5 feridas da alma e como, na minha visão, podemos (res)significá-las, com os antídotos que uso na alquimia do Coaching da Alma – Saindo na Chuva (nome do meu programa), que mescla Coaching com Terapias Quânticas (Thetahealing, uso da Energia Taquiônica e Terapia em Registros Akáshicos).

Quando colocamos a intenção do por que queremos curar algo para alcançar “x” objetivo, a cura recebe uma atenção plena e a tomada de consciência é mais acelerada, pois você está olhando minuciosamente para as cascas de banana da sua jornada. Então, não repetirá!

Você aprenderá e seguirá em frente! Aceitando, transmutando e aprendendo, sem culpas! Quando você aceita, não há repetição!

Primeiro buscamos, nos damos conta do que temos e como vemos o mundo (feridas, crenças, medos e assim vai); logo depois do dar-se conta, vem a confrontação com o ego ou mecanismos de defesa e, por fim, a liberação pela tomada de consciência sobre os mecanismos de defesa que impedem você de SER quem você quer SER!

Quando temos consciência não voltamos mais atrás. Diferentemente do ‘conhecimento’!

“Eu sei que comer carne em excesso, todos os dias é ruim, meu estômago não aguenta tudo isso, a carne fica estragada dentro de mim por três dias… mas sigo comendo…”

Agora, se tomo consciência, meu corpo não aceita mais aquela informação, ele rejeita, fica incomodado.

Mas para ter consciência é preciso viajar ao mundo interior, e por isso estou aqui explicando, conectando você com a sua ferida, para assim poder buscar um profissional com o melhor conjunto de ferramentas para atendê-lo.

Anteriormente falei sobre:

Hoje vamos falar sobre a Humilhação!

5ª Ferida da Alma: Humilhação

mulher sentada no chão em folhas secas, com rosto apoiado nas pernas, se sentindo menor com a ferida da alma da humilhação

Quem tem a Ferida da Alma da humilhação (ou vê o mundo pela ferida da humilhação), se sente menor!

É um masoquista por natureza, permeia sua vida no ter ou fazer, para SER alguém que os outros gostariam que fosse.

Com medo de ser rejeitado, vive sentindo vergonha de si mesmo, afinal, é masoquista! A humilhação pode vir de uma somatização da rejeição quando criança.

Sente vergonha pelo que fez ou pelo que deixou de fazer!

Como é masoquista, muitas vezes engorda como forma de punição! Para sentir vergonha depois! É como se ele dissesse ao mundo que gostaria de ocupar um espaço maior na sociedade!

Se ocupa de alguém para esquecer de si mesmo! Quanto mais “carrega os outros nas costas”, mais esquece dele! E você aguenta, afinal você é masoquista!

O masoquista parece fazer tudo pelos demais, mas em realidade age desta forma para criar limitações e obrigações à sua felicidade! E, no fim das contas, ainda vai se sentir abusado!

É controlador pelo temor de sentir vergonha, como uma mãe que veste seus filhos da melhor maneira, pelo medo da chacota de outros (medo do julgamento). Mas no fundo, sente vergonha como mãe e se tortura e humilha, dizendo para si mesma: “Que mãe é você que não consegue nem vestir seus filhos direito!”. Ou seja, ela cria ilusões e forma pensamentos dos mais negativos sobre si mesma: neste caso não cumprirá com o papel de mãe!

Possui dificuldade para expressar suas necessidades, já que não se atreve a falar pela vergonha em envergonhar alguém mais.

A pessoa é supersensível, qualquer coisa a fere, porque assim é fácil aparecer o masoquista, toda crítica o deixa mal por menor que seja!

Faz de tudo para sentir-se útil, o que é uma forma de ocultar sua ferida da alma e forçá-lo a não pensar que sofre humilhação. Tem uma tendência a codependência!

  •  Se quiser saber se você é codependente, entre em contato comigo no meu Perfil do Guia da Alma ou pelo e-mail: daniel@saindonachuva.com.br. Te enviarei um material sobre o tema!

É especialista em rebaixar-se, pois não pode ver os outros o enxergando como alguém especial e importante.

Fala em diminutivos: “tive uma pequena ideia”, “pouquinho”, escreve pequeno, ama carro pequeno, casa pequena e assim vai… E quando usa aumentativos, em geral é para falar de si mesmo de forma pejorativa!

Sente culpa por tudo e ainda carrega a culpa pelos outros. Quando acaba uma relação a culpa vai ser sempre dele! O outro está cansado? É ele que é culpado por isso! Tem o hábito de assumir a responsabilidade por algo que não deu causa..

Atrai situações que o façam sentir-se humilhado, constrangido. Por exemplo: se relaciona com alguém que bebe demasiado em uma festa e esta pessoa bêbada faz um show; ou se relaciona com alguém que dá em cima de todo mundo em uma festa; ou atrai um(a) parceiro(a) grosseiro(a) que faz cena em um ambiente público; ou pior ainda, suja-se todo quando está comendo em um ambiente público!

♥ Antídoto para a Ferida da Alma da Humilhação

guia-da-alma-thetahealing-feridas-da-alma-traicao-rejeicao-cura-coaching-energia-taquionica-gif2Antes vamos deixar claro que a sequência de características de quem tem a Ferida da Alma da Humilhação não necessariamente segue esta ordem. Seja porque cada ser humano é um sistema complexo, seja em respeito ao campo quântico, segundo o qual não existe um “deve ser assim cartesianamente”, entenderam?

O processo de cura será a retirada do seu sistema de culpa e masoquismo! Trazer novas programações mais saudáveis para a vida!

A transformação principal consiste em mostrar-lhe sua importância para o mundo como ela é, o que lhe permitirá cada vez mais sentir-se um instrumento útil ao universo.

Em meu processo, vejo a primeira vez em que esta pessoa sentiu-se menor, faço uma terapia da criança ferida com os registros Akáshicos, colocamos luz e ressignificamos esta marca.

Levanto quais são seus medos. Muito provavelmente há um medo de brilhar, medo do julgamento. Então, vejo o que essa pessoa pensa de si mesma, quais as formas-pensamentos que podem estar inferiorizando-a, como por exemplo: “Eu sou fracassada”, “Eu não valho nada”, “Eu sou “culpada”.

Se ela pensa assim, ela atua (comporta-se conforme pensa). Então, retiramos do seu campo vibracional, através do Thetahealing: os medos, as formas-pensamentos. Auxilio a ‘dar-se conta’ de: onde vieram estes medos? Este pensamento negativo é seu? Ou você ‘comprou’ de alguma situação? O que você ganha pensando assim?

Na maioria das vezes, há um ganho secundário (alimentado pela ferida): “eu pensando assim sou querida pelos amigos, ninguém me julga, me joga olho gordo”, por exemplo! Estes passos são um guia para despertar a consciência.

Dentro deste contexto mostrar que a culpa não existe, que é um holograma criado por Sistemas de Controle. Veja o que a culpa faz com você, sempre te coloca para baixo. É a pior das vibrações, vem em seguida a da vergonha; a culpa vibra em 30 hertz enquanto a alegria alcança 540 hertz!

Veja o Sistema Búdico, ele não traz culpa: você aprende e segue! Não tem que voltar (reencarnar) pela culpa para consertar algo ou pelo pecado! Você aprende e segue, ilumina! Como fazíamos lá atrás! Mas isso é outro papo, outra conversa, focamos aqui no tema das feridas da alma!

Vemos se a pessoa é codependente (se sofre para se desligar das pessoas, seguir um fluxo; se quer salvar o mundo, menos ela).

Depois de tudo isso, trabalhamos agora com a Energia Taquiônica (só uma ressalva, não uso táquions para acessá-la, fui treinado por mais de 10 (dez) anos para receber este tipo de energia).

Irei usar a técnica “Libertação Interior”, acessando 3 situações onde você sentira culpa quando (criança, adolescente e adulto), para então colocar luz nestas situações e ressignificar estas marcas.

Ajeitando o mundo interno, o mundo externo (como você comporta), automaticamente resolverá!

Depois de retiradas as informações nocivas, é chegada a hora de fazer o que chamo de missão da missão, que são 6 (seis) sessões nas quais a pessoa vê qual ou confirma a sua micromissão, que a conecta à missão global, porque é de missão em missão que vamos enxergando nosso papel no mundo, começamos a ter a visão do todo!

Merkaba - Conexão com eu superiorMas, para isso, precisamos olhar para a missão da missão, para ela ser o nó, a conexão com o Bem Maior. Ver suas qualidades, resgatar sua luz para você brilhar sem medo! Alinhamos e ativamos você a sua Merkaba (campo de luz), utilizando a Energia Taquiônica, reconectando você ao teu EU SUPERIOR!

Agora, você “limpou” as feridas da sua alma, sabendo o que você é ou quem você é, conectado ao teu Eu Superior. Te pergunto: aumentam ou diminuem as chances de sua jornada ser vitoriosa? Já passou da hora, faça algo por você! Participe comigo do Saindo na Chuva!

Cure as feridas da sua alma!

Sou Daniel Yosaro, idealizador do Saindo na Chuva. Faço um processo com Thetahealing, Energia Taquiônica e outras terapias para o Bem-Estar da sua Alma! 1ª sessão gratuita!

Cuide de você 🧡

Encontre Terapias Holísticas em um site seguro e confiável.

Eu me sinto menor, e agora? A Ferida da Alma da Humilhação!
5 (100%) 2 votos

Daniel Yosaro

Idealizador do projeto – Saindo na Chuva. • É Coach desde 2012. • Criador do método saia na chuva – Coaching da Alma. • Healer (advanced Thetahealer®, Magnified Healing® e desenvolve processos terapêuticos com energia taquiônica!) • Lider de Treinadores na organização internacional Condor Blanco.

Deixe seu comentário e contribua com a troca

O Guia da Alma é o Portal que conecta pessoas e Terapeutas para uma vida mais leve com Terapia Holística e Integrativa online ou presencial em todo Brasil!

Descubra também o Autoconhecimento, Espiritualidade e Bem-estar no conteúdo original do nosso blog!

Receba o Guia da Alma no seu e-mail!

Conteúdo para a sua evolução de consciência.

As Terapias Holísticas e Integrativas são complementares à medicina alopática, e não devem substituir nenhuma consulta e/ou tratamento médico.
Atenção: este site não oferece tratamento ou aconselhamento imediato para pessoas em crise suicida.
Em caso de crise, ligue para 188 (CVV) ou acesse o site www.cvv.org.br. Em caso de emergência, procure atendimento em um hospital mais próximo.

Política de Privacidade | Termos de Uso
Copyright © 2018 Guia da Alma. Todos os direitos reservados.
Feito com Luz e Amor em Florianópolis!