Orixá Ibeji: a alegria e festa dos Erês, Cosme e Damião!

Conecte-se com a beleza e felicidade da criança interior!
Orixá Ibejis

Eis que chega a Primavera, o Sol vem aparecendo timidamente, as cores vão surgindo e as flores se abrindo… É nessa vibração que escrevo pra você o artigo sobre o Orixá Ibeji e os Erês, trazendo a alegria, a pureza e a inocência das almas infantis.

Convido a todos a cultivar essas qualidades, apesar da vida adulta!

Sou Marisilda Brochado, Enfermeira Obstétrica, Terapeuta Holística, Master Reiki, Canalizadora do SEA – Sistema de Energização Axé. Boa leitura!


 

Quem é Orixá Ibeji?

Orixá Ibeji: gêmeos

Ilustração de Tijay

Orixá Ibeji é a divindade que rege a alegria, a inocência, a ingenuidade das crianças.

Ele toma conta dos bebês até a fase da adolescência, independente do Orixá que uma criança carrega. E nos conecta a nossa criança interior.

Orixá Ibeji é tudo de bom e representa o belo e puro que existe nas crianças: seu sorriso e olhos brilhantes, sua alegria, seu engatinhar e falar. Um modo diferente de ver o mundo, uma energia vivida, a mais pura e verdadeira vontade de ser feliz e de simplesmente viver o que tiver que ser vivido.

São através dessas emoções e da simplicidade do olhar de uma criança, que despertam os Erês.

 

O que são Erês?

Os Erês atuam no ponto de consciência de uma pessoa e da inconsciência do Orixá como intermediários e mensageiros.  É através dos Erês que os Orixás expressam suas vontades, sendo por meio deles que aprendemos as coisas fundamentais do candomblé, como as danças e os ritos.

A palavra erê vem do iorubá e significa “brincar”. Esses seres de luz possuem a doçura infantil e trazem a alegria da renovação. Alguns nomes de Erês: Joãozinho, Mariazinha, Espadinha (Ogum), Conchinha (Yemanjá).

Existe uma confusão entre quem é o Orixá Ibeji e o que são os Erês. Existe sim uma relação, mas não são a mesma entidade.

No yoruba, Ibeji é uma junção dos termos ibi, nascimento, e eji, dois.

Os Ibejis são divindades gêmeas e, por isso, estão relacionados à dualidade da vida. E por serem crianças, estão relacionados com tudo que se inicia e brota: o nascimento dos seres humanos, a nascente de um rio, o germinar das plantas.

Ibejis também estão relacionados a criança que temos dentro de nós e as recordações da infância. E na natureza, a tudo que é belo e alegre: a beleza do canto dos pássaros, o voo das aves, o perfume das flores.

 

A história dos Gêmeos Ibejis

Orixá Ibeji: Cosme e Damião

Ilustração de Orádia Porciúncula

Contam os Itãs (conjunto de lendas e histórias passados de geração a geração pelos povos africanos) que os Ibejis são filhos do Orixá Xangô com Iansã. Foram jogados na água e acolhidos como filhos da deusa Oxum.

O culto aos Orixás gêmeos é antigo, com registros do século V sobre a existência de um óleo santo em certas igrejas com o seu nome, que tinha o poder de curar doenças e dar filhos às mulheres estéreis.

No sincretismo são representados pelos santos gêmeos católicos Cosme e Damião: dois irmãos médicos e viveram na Ásia Menor. Eles ficaram conhecidos porque curavam pessoas e animais sem cobrar dinheiro e divulgavam os ensinamentos de Cristo. Morreram por volta do ano 300 d.C., vítimas de perseguição do imperador romano Deocleciano. Eles são considerados os padroeiros das crianças, farmacêuticos, médicos e das faculdades de medicina.

Uma característica marcante na Umbanda e no Candomblé, é que junto aos dois santos católicos aparece uma criança vestida igual a eles, chamada de Doúm ou Idowu. Ela personifica as crianças com até sete anos, sendo os Ibejis protetores das crianças até essa faixa de idade.

Entre os adeptos da Umbanda, reza a crença de que para cada dois gêmeos que nascem, um terceiro não encarna neste mundo. Mas, embora não apareça de forma física, Doum também é venerado, respeitado e incluso como parte da família dos Ibejis, considerado “aquele que não veio”.

Por isso, o mito de Doum também serve de consolo quando uma criança morre bebê ou ainda no ventre materno. Nesses casos, a partida é entendida como o retorno de um desses seres divinos ao mundo do qual não conseguiu se despedir.

 

Festa de Erês, Ibeji, Cosme e Damião

No dia 26 de Setembro é comemorado pelos católicos o Dia de Cosme e Damião. Já para os devotos das religiões de matriz africana, é no dia 27 de Setembro que se celebram os Ibejis.

A grande cerimônia acontece quando comidas como caruru, vatapá, bolinhos, doces, balas e doces são oferecidas, tanto aos oOrixás, como aos freqüentadores dos terreiros. Uma festa de Erê transmite uma energia única, um banho de renovação e ânimo.

 

Qualidades dos Ibejis: os orixás mirins

  • Oferenda para Ibeji: doces e brinquedos. Os Erês também gostam de comidas típicas afro, como o mugunzá e carurú.
  • Dias de Ibeji: domingos e segundas
  • Cores de Ibeji: rosa, azul e verde bebê
  • Ibeji saudação: Bejiróó! Oni Beijada! – A saudação tem significado de: “Ele é dois!”

 

Como se conectar com Orixá Ibeji através da sua criança interior?

Orixá Ibeji: gêmeos - Orádia Porciúncula

Ilustração de Orádia Porciúncula

Feche os olhos e lembre-se de uma felicidade, de uma travessura, sinta e vivencie como se fosse hoje. Peça ao Orixá Ibeji que traga alegria e disposição para a sua vida.

Tudo aquilo de bom que aconteceu em nossa infância foi regido pelos Ibejis. Ele já vivenciaram todas nossas felicidades e travessuras. E poderão te guiar a encontrar novamente esta felicidade pura!

Eles trazem a energia de renovação, enchem as almas de esperança e de empolgação por tudo aquilo que é novo. Eles sabem que são nas incertezas e na curiosidade que se podem encontrar as melhores respostas.

Faça a reflexão: se as coisas não foram como imaginava até esse ponto de sua vida, isso é um sinal de que você precisa mudar de rota, não é mesmo? O que pode te trazer mais alegria?

Se apegue às vibrações desses guias e permita que a sua criança interior te motive, percorra seu ser e te leve para melhores caminhos.

Os Erês não gostam de choro e fazem de tudo para te ver sorrir. Siga suas orientações, que serão voltadas aos caminhos que te levarão a conquistas e realizações. Sorria!

 

Oração para Ibeji

“Salve a força das crianças

Salve os Erês, força pura que reluz no céu azul

Traga ao nosso lar a Paz e a Esperança

Zele por todas as crianças

Encaminhe minhas preces para Oxalá e Iemanjá

Pai e Mãe de infinita pureza

Que atendam meus pedidos feitos com clareza e verdade: (faça um pedido)”

Doces crianças, oh Erês, representantes de Cosme e Damião

Que sua proteção e apoio me cubra nos momentos desafiadores

Recebam minha oferenda que é entregue com verdade e fé

E interceda junto ao Pai e a Mãe supremos. A dupé às crianças!

Salve os Erês!

 

Músicas para Ibeji

Ponto da Ibejada: Papai manda um balão  pra todas as crianças que estão lá no céu / Tem doce papai, tem doce papai, tem doce lá no jardim

 


Para potencializar a realização de seus objetivos e trazer mais alegria para sua vida criei o SEA – Sistema de Energização Axé, abençoado pelos Orixás e as Yabás. Para saber mais, acesse: Sessão de SEA (Sistema de Energização Axé): uma terapia leve e poderosa para você se reconectar com sua força e poder pessoal!

Neta de Benedita e Antonio,Zilda e João, Filha de Marina e João Gilberto, Mãe de Tainah,Cauê e Maira, Avó de Luã Kaiodê. Canalizadora do SEA - Sistema de Energização Axé,Curandeira,Parteira,Terapeuta Holistica,Reiki Master.

AGENDAR!

Atende online