O que é poliamor: significado, dúvidas e teste!

BÔNUS: Confira o Teste para saber se você é poliamor!
Relacionamento poliamor
Terapeuta Certificado
Mais terapias de Lilla Dagaz
5/5 - (1 voto)

Boas-vindas a uma jornada fascinante pelo universo do poliamor!

Se você está curioso para descobrir mais sobre esse estilo de relacionamento, este artigo é para você. Vamos desvendar o que é o poliamor, esclarecer dúvidas comuns e até mesmo proporcionar um teste divertido para descobrir se o poliamor é para você.

Eu me chamo Lilla Dagaz, terapeuta completamentar especializada no tema poliamor. Boa Leitura!


O que é poliamor e como funciona? Significado!

trisal poliamoroso

Foto Via Freepik

O poliamor vai além dos padrões tradicionais de relacionamento. Em resumo, é um jogo do amor onde não há limites pré-determinados no número de participantes!

Nesse estilo de relacionamento poliamoroso, a celebração do amor pode ter composições e nuances variadas, com abertura para possibilidade de construir conexões profundas com mais de uma pessoa.

Poliamor na psicologia e psicanálise

Mulher terapia poliamor

Sigmund Freud, o pai da psicanálise, enfatizou a importância do desejo na vida humana.

No contexto do poliamor, a psicanálise pode examinar como diferentes formas de expressão do desejo são valorizadas.

A análise psicanalítica pode explorar as experiências de vida, traumas passados e dinâmicas familiares que podem ter influenciado a preferência por relacionamentos não convencionais.

Também pode-se trabalhar as dinâmicas de poder dentro do poliamor, onde a distribuição de atenção e afeto pode ser flutuante e abalar os níveis de reciprocidade e conexão.

Além disso, a psicanálise pode trazer insights sobre como cada pessoa lida com a tarefa de equilibrar a construção do eu, ou seja, sua identidade individual em meio a vínculos múltiplos.

Teste: Como saber se você é poliamor?

Teste: Como saber se você é poliamor?

Foto Via Freepik

  • Como você se sente em relação a exclusividade afetiva?

A – Me sinto sobrecarregado quando estou em grupos grandes, me sinto confuso com os afetos de mais de uma pessoa simultaneamente.
B – Prefiro focar minha atenção e trocar afetos com várias pessoas ao mesmo tempo, gosto da sensação de estar em grupos, gosto de ter muita gente por perto.

  • Como lida com a ideia de seu parceiro(a) se relacionar com outras pessoas?

A – Sinto medo e desconforto só de pensar nisso.
B – Encaro com naturalidade, desde que haja honestidade e comunicação antes.

  • Quando pensa em relacionamentos, o que mais lhe atrai?

A – A estabilidade de uma pessoa que está sempre ali para mim.
B – Aventuras, novidades e diversidade: sempre foi difícil para mim ficar muito tempo perto de uma pessoa só.

  • Como você reage diante de sentimentos intensos por mais de uma pessoa?

A – Nunca senti isso e acho difícil imaginar esse cenário.
B – Vejo isso como uma possibilidade natural do amor.

  • Qual é a sua visão sobre compromisso amoroso?

A – Acredito em compromissos bem definidos e desde o princípio pensados para serem duradouros.
B – Acredito que compromissos podem ser construídos como um processo, momento a momento, dependendo das necessidades individuais que vão surgindo.

Resultado: 

Maioria A: Você provavelmente se identifica mais com um estilo de relacionamento monogâmico tradicional, o que é totalmente válido e deve ser respeitado.
Maioria B: Suas respostas sugerem uma afinidade com os princípios do poliamor. Você está aberto(a) a explorar diferentes formas de relacionamento e aprecia a diversidade nas conexões afetivas.

Lembre-se: este teste é apenas uma ferramenta divertida e simplificada. A decisão de adotar o poliamor ou qualquer outro estilo de relacionamento é pessoal e requer reflexão cuidadosa sobre seu contexto de vida. Se tiver dúvidas ou desejar discutir mais sobre isso, a conversa com um terapeuta pode ser útil.

É possível se apaixonar por duas pessoas ao mesmo tempo?

foto de mulher em poliamor

Foto: Mikhail Dmitriev – Canva

Sim, é possível!

Não é uma questão de escolher entre A ou B, nem de definir qual é melhor ou pior, porque cada parceiro é único e a expressão emocional da paixão que se tem com cada pessoa também é única.

Portanto, no poliamor há um incentivo para abraçar a riqueza emocional que pode surgir quando você permite que diferentes conexões floresçam, cada uma com suas especificidades.

Tipos de poliamor

Tipos de poliamor

Foto Via Freepik

No universo do poliamor, encontramos diferentes configurações de relacionamento.

Os vínculos acabam se expressando num desenho que toma formas geométricas ou de letras. Você consegue imaginar junto comigo qual é o desenho mais clássico de todos?

Você acertou se chutou o triângulo! Contudo, não existe um consenso geral no que diz respeito a essas classificações da geometria das relações, mas pensar sobre elas pode servir como um referencial para te ajudar a entender o que você está vivendo e também te ajudar a se comunicar sobre o assunto.

Relacionamento poliamor Triângulo:

Foto mulher em poliamor

O Triângulo é o formato mais básico, que representa a maior parte das relações de praticantes poliamoristas. Envolve três pessoas, obrigatoriamente.

Qual é a diferença entre poliamor e trisal?

O trisal está contido dentro do universo do poliamor, mas nem todo poliamor é um trisal. Trisal refere-se a uma tríade amorosa em que todos compartilham conexões íntimas entre si e formam um trio. Pode existir exclusividade sexual entre os três, ou não. Potanto, há quem prefira usar outros termos para se referir à sua relação de trio, como veremos a seguir.

Formato de relação em T, Quadrado, Formato V e Formato N

tipos-de-poliamor

Quadrado são quatro pessoas interconectadas, cada uma mantendo uma relação com todas as outras três simultaneamente.

  • T: É um tipo de trisal mais comum para os navegantes de primeira viagem. Quando um casal decide abrir sua relação e começar a experimentar o poliamor, geralmente, é por um trisal em formato de T que tudo começa. Ele representa o casal principal que se abre para relação com uma nova pessoa, mas esse terceiro membro não tem um vínculo estreito com o casal inicial, tem um vínculo casual.
  • V: Neste caso há uma pessoa central mantendo duas relações românticas paralelas, porém essas duas não se relacionam entre si nunca.
  • N: O formato “N” é uma variação do “V”. Há uma pessoa central se relacionando com outras duas que nunca se relacionam entre si a não ser que a pessoa central esteja presente.

Clique aqui e leia nosso artigo que explica outros modelos de relacionamento. 

Poliamor para principiantes

Poliamor para principiantes

Foto Via Freepik

Se você está começando sua jornada no poliamor, relaxe! Este é um espaço de descoberta e crescimento. A transição da cultura da monogamia, que prega o monoamor, para a consciência poliamorista pode ser desafiadora no princípio, mas com comunicação aberta, empatia e respeito, muitos encontram uma forma nova e estimulante de relacionar-se.

Qual a diferença entre poliamor e monogamia?

Foto de mulher em poliamor

A principal diferença está na exclusividade afetiva. Enquanto a monogamia se baseia em ter um único parceiro, o poliamor abraça a ideia de múltiplas conexões amorosas simultâneas, sempre com o consentimento e a ética como fundamentos.

Poligamia, Poliamor, relacionamento aberto e não monogâmico: quais as diferenças?

poligamia-poliamor-relacionamento-aberto

É comum confundir os termos, mas cada um tem nuances específicas. A poligamia é um aspecto político da relação, ou seja, envolve o direito de ter múltiplos cônjuges legalmente, o que não é possível aqui no Brasil. Nossa legislação inclui apenas um casamento por vez, o que constitui a monogamia. Já o poliamor não é um termo para falar sobre o aspecto político da sua relação, mas sim do aspecto afetivo-romântico. Ou seja, poliamor vai além da estrutura matrimonial. Existem cônjuges que optam por viver o poliamor dentro do seu casamento monogâmico. O casal mantém seu contrato legal de exclusividade e, ao mesmo tempo, flexibiliza o contrato emocional, concordando que suas relações com novas pessoas se estendam até o compartilhamento da sexualidade, quando desejarem. Esse último exemplo compõe o que chamamos de um relacionamento aberto.

Já a não-monogamia abrange uma variedade de práticas que não se enquadram necessariamente no poliamor. Resumidamente, ser não-monogâmico é simplesmente estar fechado para um possível casamento. Mas uma pessoa pode estar totalmente sozinha e ser não-monogâmica, ou seja, ser contra a ideia de se casar um dia.

Qual é a bandeira certa do poliamor e qual é o seu significado?

Mulher terapia poliamor

Ainda não existe uma bandeira oficialmente reconhecida como símbolo do poliamor, apesar de alguns autores já terem criado sugestões para isso. Geralmente, essas bandeiras terão o desenho do infinito ou algum outro símbolo que represente a ideia de infinito, como a letra Pi. Uma das bandeiras já feitas leva três faixas com as cores azul, vermelho e preto. Outra bandeira totalmente diferente leva quatro faixas nas cores verde limão, verde kelly, azul celeste e azul royal.

É permitido poliamor no Brasil? Pode casamento poliamor?

poliamor e permitido no brasil

 

No Brasil é legal manter relacionamentos poliamorosos. No entanto, o casamento civil ainda é reconhecido apenas entre duas pessoas.

Filmes sobre poliamor

Mulher fazendo terapia poliamor

Existem muitas produções que exploram o tema nas telas. É importante ter em mente que as representações de poliamor nos filmes podem variar amplamente, e nem sempre são retratadas de maneira precisa ou positiva. Aqui estão alguns exemplos:

  • “Professor Marston and the Wonder Women” (2017): O filme retrata a vida do psicólogo William Moulton Marston, co-criador da Mulher-Maravilha, e seu relacionamento poliamoroso com sua esposa Elizabeth e Olive Byrne.
  • “Uma Casa no Fim do Mundo” (2004): A narrativa oferece uma perspectiva única sobre o significado do amor e da intimidade, explorando as nuances das relações humanas além das convenções convencionais.
  • “Vicky Cristina Barcelona” (2008): Dirigido por Woody Allen, o filme narra a história de duas amigas americanas que se envolvem em relacionamentos complexos durante uma viagem a Barcelona.
  • “Os Sonhadores” (2003): Este filme, dirigido por Bernardo Bertolucci, segue a história de um triângulo amoroso entre três jovens durante os eventos de Maio de 1968 em Paris.

Livros sobre poliamor

Mulher fazendo terapia poliamor

Embora a literatura sobre poliamor em português possa ser menos abrangente do que em inglês, há algumas obras disponíveis. Aqui estão alguns exemplos de livros sobre poliamor em português:

  • “Poliamor: como amar várias pessoas sem sofrer” de Ana Canosa: A autora, psicóloga e terapeuta sexual, explora o poliamor a partir de uma perspectiva clínica, fornecendo insights sobre como lidar com múltiplos relacionamentos de maneira saudável.
  • “Amores Livres: Histórias de Poliamor” de Marina Bessa: Este livro apresenta relatos de pessoas que vivem relacionamentos poliamorosos, abordando diversas experiências e desafios encontrados nesse estilo de vida.

Vale a pena indicar algumas obras literárias em inglês também:

  • “The Ethical Slut: A Practical Guide to Polyamory, Open Relationships & Other Adventures” de Dossie Easton e Janet W. Hardy: Este livro é um guia prático para o poliamor, oferecendo conselhos e informações sobre como construir relacionamentos éticos e abertos.
  • “More Than Two: A Practical Guide to Ethical Polyamory” de Franklin Veaux e Eve Rickert: Franklin Veaux, um defensor do poliamor, compartilha suas experiências e oferece conselhos práticos para quem busca relacionamentos poliamorosos éticos e saudáveis.
  • “Polyamory in the 21st Century: Love and Intimacy with Multiple Partners” de Deborah Anapol: Este livro explora os aspectos emocionais, psicológicos e práticos do poliamor no contexto do século XXI.

Se você é fã de filmes e séries, veja também: 35 sugestões de documentários, séries e filmes sobre saúde mental.

Terapia para poliamor

Pessoas em relacionamento poliamoroso abraçando

Foto via Freepik

A terapia complementar específica para relacionamentos poliamorosos é uma abordagem que te ajuda a fortalecer as habilidades necessárias para você navegar pelas complexidades desses arranjos com facilidade.

Você vai receber ajuda para lidar com seus sentimentos e para falar abertamente, sem medo de preconceitos e julgamentos, sobre o que quer e precisa. Vou listar alguns aspectos que destacam a importância de investir nesta terapia:

Validação e aceitação

validação-e-aceitação-poliamor

O aspecto primordial é que os poliamoristas se sintam validados e aceitos em suas escolhas de relacionamento ao chegarem na terapia.

Prevenção de estigma e discriminação

discriminação-poliamor

 

O poliamor ainda pode enfrentar estigma e incompreensões. Nas nossas sessões, temos um espaço seguro para discutir e lidar com o estigma social. Isso é particularmente vital em uma sociedade que ainda pode ser bastante crítica com esse estilo de vida enquanto privilegia quem segue as normas tradicionais. A terapia pode te ajudar a desenvolver resiliência emocional, enfrentar preconceitos e fortalecer sua confiança.

Educação sobre modelos de relacionamento não-tradicionais

 

relacionamentos-não-tradicionais

Psicoterapeutas especializados podem oferecer educação e recursos sobre modelos de relacionamento não tradicionais, desafiando estigmas e fornecendo informações valiosas para você que já está explorando esse estilo de relação ou também para você que ainda está ponderando sobre aderir ao poliamor futuramente.

Desenvolvimento de habilidades de comunicação

Desenvolvimento-de-habilidades-de-comunicação

O poliamor prospera com uma comunicação clara e aberta. A psicoterapia auxilia na melhoria das habilidades de comunicação, facilitando a expressão de desejos, limites e expectativas. Isso é essencial para evitar mal-entendidos e fortalecer os laços entre os parceiros.

Negociação de Acordos, limites e expectativas

Negociação-de-Acordos-limites-e-expectativas

Cada relacionamento poliamoroso é único, com acordos e limites específicos. A abordagem terapêutica orientada para o poliamor auxilia na negociação desses termos, garantindo que todas as partes envolvidas estejam confortáveis com os arranjos. Isso promove um ambiente saudável e respeitoso. Estabelecer limites claros e gerenciar expectativas também é essencial. A terapia pode auxiliar os parceiros na construção de relações éticas e consensuais.

Resolução de conflitos e mudanças

Resolução-de-conflitos-e-mudanças

Relacionamentos poliamorosos podem ser complexos, precisando passar por negociações constantes. A psicoterapia pode ajudar os envolvidos a desenvolver habilidades de navegação e enfrentamento específicos do poliamor. Isso inclui estratégias para ouvir ativamente, validar as emoções do parceiro e encontrar soluções que beneficiem a todos.

Gestão de ciúmes e inseguranças

Gestão de ciume

Ciúmes e inseguranças podem surgir em qualquer tipo de relacionamento, mas no poliamor, essas emoções podem se manifestar de maneiras únicas. A terapia ajuda a explorar e gerenciar essas emoções, oferecendo estratégias específicas para lidar com questões como a comparação entre parceiros, sobre competição emocional e sobre como confiar em si mesmo na hora de lidar com suas próprias emoções difíceis.

Viu como hoje em dia existe um mundo de possibilidades novas para o amor?

Venha descobrir se o poliamor é uma opção para você! Nas nossas sessões te terapia eu te ajudo a descobrir se o poliamor é adequado para enriquecer suas conexões emocionais e se vai contribuir para que a sua vida romântica seja mais autêntica e alinhada com seus sonhos.

Não perca a oportunidade de dar o próximo passo rumo a relacionamentos mais plenos e significativos.

Agende agora uma sessão comigo aqui pelo site do Guia da Alma.

Loading

5/5 - (1 voto)

🔷🔹 Terapeuta Complementar dos temas ➰ poliamor • sexualidade positiva • psicoterapia assistida por psicodélicos • meditação • transpessoal • .................................................................... 🕕⏩ Sessões de 60 minutos 🎦 Videochamada pelo zap

AGENDAR!

Atende online

Mais terapias de Lilla

  • Terapia Sexual Positiva – Sexualidade Saudável

    Online
    R$150,00
    Lilla
    (5)
    Terapeuta
    14 terapias realizadas
  • Terapia Transpessoal : integração das suas experiências com ayahuasca / psicodélicos / enteógenos

    Online
    R$150,00
    Lilla
    (5)
    Terapeuta
    14 terapias realizadas
  • Terapia para Relações Não-Monogâmicas & Poliamor

    Online
    R$150,00
    Lilla
    (5)
    Terapeuta
    14 terapias realizadas
Ver Perfil de Terapeuta