A sabedoria das Deusas da Prosperidade em 3 passos!

Alcance a Prosperidade, a Plenitude e a Abundância!
Lakshmi: deusas da prosperidade
Mais terapias de Amanda Andermann
5/5 - (2 votos)

O que podemos aprender com as Deusas da Prosperidade para melhorar nossa realidade atual? O ano de 2020, sem dúvida, foi um divisor de águas na vida de todos nós.

Um ano em que, diante de uma crise mundial, fomos forçados a parar tudo o que estávamos fazendo e voltarmos o nosso olhar para dentro.

Seja pelo fato de que, ficando mais tempo em casa, nos demos conta do quanto que o ambiente em que passamos pelo menos um terço das nossas vidas precisa de nossa atenção, ou mesmo pelo fato de nos darmos conta do quanto o nosso interior, nosso emocional, precisa de nossa atenção.

Diante de qualquer crise, podemos reagir de duas formas:

  1. Podemos encarar como mais um dentre muitos perrengues que o universo de pura sacanagem está nos jogando ou então
  2. Ou podemos encarar como um desafio, uma oportunidade de consertar algum aspecto de nossas vidas de forma que possamos fluir melhor e com isso alcançar a prosperidade.

Não é à toa que o mesmo símbolo chinês que representa a crise é também o símbolo que representa o otimismo e a oportunidade.

Conforme dito no início, com ou sem quarentena, nós passamos pelo menos um terço das nossas vidas em nossos lares.

Os nossos lares são, portanto, a estrutura que nos sustenta para que possamos inclusive nos sentirmos bem emocionalmente. E ao mesmo tempo, tanto os nossos lares refletem o nosso interior como nós também refletimos e vibramos de acordo com o ambiente.

Um lar aconchegante, limpo e organizado tem o poder de possibilitar a renovação depois de um dia cheio de desafios, não é mesmo?

Tendo isso em mente, esse artigo tem por objetivo propor uma estratégia de 3 passos de como alcançar a prosperidade através da sabedoria das Deusas, tendo como base o festival hindu do Navaratri, em que nove noites são dedicadas à deusa Durga.

Claro que esse processo pode sim levar mais do que nove noites, conforme a realidade de cada um, e é assim mesmo, cada um tem o seu ritmo. Vamos começar?

Conecte-se com o poder das Deusas!

Agende uma consulta para o Sagrado Feminino 😉


 

Passo 1. Limpar: a sabedoria da Deusa Indiana Durga

deusa indiana durga - deusas da prosperidade

Deusa indiana Durga

As três primeiras noites do Navaratri são dedicadas à Deusa Durga!

Durga derrotou os antideuses (ou demônios) montada em um tigre, brandindo suas temidas armas. Nenhum antideus conseguiu destruí-la.

Além disso, o tigre (ou em algumas representações dessa Deusa, o Leão) representa os impulsos, o nosso lado animalesco. Assim como Durga controla o animal e o direciona para o bem, também devemos fazê-lo dentro de nós mesmos.

Dessa forma, as três primeiras noites do Festival Navaratri são dedicadas à limpeza de um modo geral.

O que, na Índia, significa não somente tirar a sujeira de todos os lugares (casa e local de trabalho) e organizar tudo, como também limpar o corpo comendo somente comidas que limpem o organismo e que não favoreçam atitudes impulsivas – muitos indianos inclusive optam por fazer jejum durante todo o Navaratri.

Mas é claro que a limpeza não para por aí, se dando inclusive no interior de cada um através do afastamento de pensamentos negativos.

 

As Deusas da Limpeza e Ordem

deusa nukua - ordem

Oráculo da Deusa: Nukua – Ordem

Se formos analisar de forma mais ampla, todas as religiões, em especial as politeístas, têm pelo menos alguma divindade relacionada à pureza e purificação.

No panteão Chinês por exemplo, temos a Deusa Nu Kua, que quando os povos Hopi e Shansi chamaram o Grande Caos para o universo, substituiu os pilares do céu pelas pernas da grande tartaruga e cravejou o firmamento de pedras coloridas. Permitindo com seus reparos que a chuva caísse quando fosse necessário e que as estações chegassem em sua ordem natural. Mostrando desse modo que as vezes a limpeza significa mexer e alterar as estruturas para que tudo flua melhor.

Além disso, tanto os gregos quanto os romanos, cultuavam a Deusa do fogo sagrado da Polis, que era mantido aceso para que todos pudessem pegar um pouco desse fogo para acender suas lareiras.

deusa héstia - lar lareira

Oráculo da Deusa: Héstia – Lar

Para os gregos se chamava Hestia, e para os romanos, Vesta. Estes últimos então, exigiam que as sacerdotisas responsáveis por fazer vigília mantendo o fogo sempre aceso fossem virgens, sinalizando mais uma vez que não somente devemos sempre dar atenção às nossas casas, bem como às estruturas que nos sustentam, mas também que se o nosso interior não estiver sempre limpo, isto acabará por se refletir no nosso exterior.

Com tudo isso em mente, é hora de colocarmos o primeiro passo em prática!

 

A limpeza do ambiente

Deusa Durga

Primeiramente, dê uma boa conferida em toda a extensão da sua casa e/ou do seu local de trabalho (o ideal é que seja os dois, mas se tiver que optar entre um e outro, opte pela sua casa).

Procure observar tudo o que precisa ser limpo e/ou reorganizado, tudo que precisa ser doado ou jogado fora (pode ser objetos ou até roupas que você não usa mais), assim como tudo que precisa de conserto ou reforma.

Anote tudo num papel como se fosse uma lista de tarefas e se programe para se dedicar a um número igual desses itens por dia.

Se não estiver acostumado a seguir uma lista de tarefas, uma boa ideia é seguir à risca a ordem em que as tarefas forem anotadas, somente começando a segunda quando concluir a primeira e assim por diante.

E claro, não se esqueça também de a cada dia de tarefas cumpridas, se recompensar por isso dando a si mesmo um momento de pausa e relaxamento.

Outra dica é escutar música enquanto estiver realizando as tarefas. Dessa forma, vai se tornar muito mais prazeroso fazê-las.

E também se lembre de, com uma caneta de outra cor, riscar ou ticar as tarefas que forem sendo concluídas.

 

A limpeza do organismo

Deusa Durga

Terminada a primeira etapa de limpeza do ambiente, é hora de focar na limpeza do organismo.

Procure observar atentamente tudo aquilo que você come, inclusive as quantidades!  O alimento consumido deve, acima de tudo, nos dar força e energia para que consigamos viver plenamente as nossas vidas.

Pouca quantidade não será combustível suficiente, e da mesma forma muita quantidade te deixará se sentindo letárgico.

Talvez para essa etapa, conforme o caso, seja uma boa ideia procurar um profissional e fazer um plano de reeducação alimentar. De qualquer forma, procure prestar atenção nas horas das refeições ou até mesmo no preparo delas, caso você prepare sua própria comida.

Ao preparar, adote a postura das virgens vestais e dedique-se de corpo e alma ao preparo do alimento que irá te nutrir, e ao comer, procure saborear conscientemente cada porção.

Talvez, justamente por estar fazendo um processo de limpeza, o seu próprio corpo não aceite mais alguns alimentos que aceitava antes. Não se preocupe, isso é perfeitamente natural. Embora, se precisar, não adie procurar ajuda médica.

Na Índia, muitas pessoas optam por seguir com as dietas da medicina Ayurveda.

 

A limpeza da mente

Deusa Durga

A terceira e última etapa é a limpeza dos pensamentos. Ao longo do dia muitas vezes somos invadidos por pensamentos negativos que acabam por minar e criar barreiras para o alcance da prosperidade e da plenitude.

Quando estes vierem, basta não os alimentar, não se identificar com eles e deixar que eles vão embora. Em vez disso, procure mentalizar aquilo que para você simboliza a prosperidade e a abundância.

Talvez para isso você queira fazer um quadro com imagens e símbolos relacionados a ambas essas coisas e dedicar um tempo do seu dia olhando para as imagens desse quadro, visualizando como vai ser a sensação de já tê-las em sua vida.

  • Está gostando das dicas? Antes de ir ao passo 2, se você precisa de orientação e apoio para fazer este processo:

Conecte-se com o poder das Deusas!

Agende uma consulta para o Sagrado Feminino 😉

 

Passo 2. Convidar a Abundância: a sabedoria da Deusa Indiana Lakshmi

deusa indiana lakshmi - deusas da prosperidade

Deusa indiana Lakshmi

As 3 noites seguintes do Navaratri são dedicadas à deusa da prosperida Lakshmi.

Ela é a senhora da abundância e da prosperidade e consorte do deus Vishnu, que é o preservador na trindade do Hinduísmo. Vishnu representa o ciclo da tríade da: criação, preservação e destruição, composta por Brahma, Vishnu e Shiva.

Portanto, uma vez que a casa e/ou o local de trabalho, assim como o corpo e a mente, estiverem purificados, é hora de convidar Lakshmi para entrar e trazer consigo a prosperidade.

Isso mesmo, convidar! Se o ambiente não for suficientemente convidativo para ela, Lakshmi não entrará nele.

Mas calma, uma casa convidativa para Lakshmi não significa ter móveis e objetos caros, nem somente o fato de estar ricamente decorada.  Significa existir a beleza interior na casa, mesmo que seja uma casa simples, bem como das pessoas que vivem lá.

Do mesmo modo, Lakshmi somente nos dá abundância conforme aquilo que estivermos vibrando. Se vibrarmos energias negativas, teremos abundância de coisas negativas.

E daí a importância de, nos 3 dias anteriores, limpar não somente a casa, como também o corpo e a mente. O que nos traz a máxima de que “somente se colhe aquilo que se planta”.

 

As Deusas da Prosperidade

Oráculo da Deusa: Eostre - Fertilidade

Oráculo da Deusa: Eostre – Fertilidade

Em grande parte das religiões de um modo geral, a abundância e a prosperidade estão diretamente ligadas ao plantio e à colheita.

Atualmente, graças à industrialização e à globalização vivemos uma era de abundância que nossos antepassados não podiam nem sequer imaginar. Isto porque temos acesso aos alimentos mais diversos o ano todo, ainda que muitas vezes não nos damos conta ou mesmo não damos valor a isso.

No norte da Europa, por exemplo, só é possível plantar e colher em determinada época do ano e por isso para os antigos desde a deriva continental, se o tempo de plantar não fosse rigorosamente obedecido, não haveria colheita e, portanto, a tribo passaria fome por todo o inverno.

Dessa forma, era importantíssimo marcar os solstícios e equinócios das estações. Assim sendo, o momento de semear era justamente na primavera, cujo equinócio ou ponto máximo (não o início) é dia 21 de março. Ocasião em que se celebrava a Ostara com diversos símbolos de fertilidade, entre eles o coelho e o ovo.

A própria palavra Ostara vem de Eostre, deusa germânica da fertilidade, da agricultura e da primavera. Ela era celebrada com o acendimento ritual dos fogos da aurora como proteção para as plantações. Simboliza o novo crescimento o renascimento após o inverno. Sendo, portanto, a primavera também o primeiro sinal da abundância que estava por vir.

Oráculo da Deusa: Mulher do Milho - Alimento

Oráculo da Deusa: Mulher do Milho – Alimento

Para os povos indígenas da américa pré-colombiana (Arikara, Pawnee, Cheyenne, Mandan, Hidastu, Abnaki, Cherokee e Huron), a abundância significava a colheita em si, e o alimento mais consumido por esses povos e considerado sagrado era o milho.

Portanto, era cultuada a Mulher do Milho, que veio para a Terra e ensinou ao homem como honrar as divindades e plantar este grão que se entrega ao povo para sustenta-lo e nutri-lo.

 

Como atrair a Prosperidade

deusa indiana lakshmi - deusas da prosperidade

Deusa indiana Lakshmi

Então aqui vão algumas dicas para que você possa de fato convidar a abundância para a sua vida com a sabedoria das Deusas da Prosperidade!

A primeira está diretamente ligada à limpeza dos pensamentos negativos.

Para convidar de fato a abundância não basta simplesmente tirar os pensamentos negativos, mas também cultivar a mentalidade de abundância, deixando, por consequência, de alimentar a mentalidade de escassez.

Já é fato mais que comprovado que nós atraímos tudo aquilo que mentalizamos e também aquilo em que acreditamos. Somos cocriadores da nossa realidade. Assim sendo, quanto mais você acreditar que só existe escassez na sua vida, mais dela você irá atrair.

Já se você enxergar a abundância, inclusive nas pequenas coisas (como que a tarefa de lavar louça é consequência de ter comida) e, portanto, um sinal contundente de abundância. Ou mesmo que ter que arrumar a cama é consequência de ter uma cama, outro sinal de abundância, mais dela você irá atrair!

Outra sabedoria das Deusas da Prosperidade também se aplica na hora de mentalizar. Procure sempre mentalizar o que você quer da forma mais ampla possível, assim você não limita o Universo para manifestar o que você deseja alcançar.

Por exemplo: se você almeja exercer um cargo em determinada empresa, em vez de mentalizar a determinada empresa mentalize o cargo que almeja exercer. Assim, você pode tanto conseguir exercê-lo na determinada empresa que você quer, como em outra empresa que você nem sonhava que existisse.

Também é preciso ter em mente que a abundância pode vir de diversas formas. Poderá vir, por exemplo, na forma de um curso que te possibilitará estar mais qualificado e com isso conseguir uma renda extra.

Ou, às vezes, a perda de algo pode abrir caminho para que venha algo muito melhor do que aquilo que foi perdido. Perder uma situação incerta ou duvidosa pode abrir caminho para que se consiga algo seguro e duradouro. Não é mesmo?

Outra atitude importante para se convidar a abundância diz respeito ao silêncio. Não conte os seus projetos para os outros até que eles estejam concretizados. Se está estudando para uma prova somente revele qualquer coisa que seja sobre isso quando passar na prova e assim por diante.

Isso porque contar as coisas enquanto elas ainda estão em construção pode atrair inveja e, com isso, inclusive destruir a sua crença de que possui a capacidade de conseguir aquilo que deseja.

  • Está gostando das dicas? Antes de ir ao passo 3, que tal saber quais Deusas podem orientar seus próximos passos na concretização de seus sonhos?

Conecte-se com o poder das Deusas!

Agende uma consulta para o Sagrado Feminino 😉

 

Passo 3. Celebrar a Plenitude com a sabedoria da Deusa Sarasvati!

Sarasvati - deusas da prosperidade

Deusa indiana Sarasvati

Finalmente, as últimas três noites do Navaratri são dedicadas a Sarasvati! Ela é consorte do deus Brahma (criador), e deusa das artes, da sabedoria e do conhecimento.

Na Índia, no último dia do Navaratri, as pessoas pegam seus objetos de estudo ou de trabalho para serem abençoados por Sarasvati e com isso, conseguirem alcançar a vitória no seu estudo ou no seu trabalho.

E é justamente a total entrega a esse sentimento de vitória que possibilita que vivenciemos, além da abundância, também a plenitude! Elas devem sempre caminhar de mãos dadas.

Não adianta nada ter muitos bens acumulados, se não estivermos gratos e satisfeitos com o que temos nada nunca será suficiente. Assim como não adianta nada ter um milhão de amigos, ou mesmo seguidores em redes sociais, se não nos sentimos felizes quando estamos na companhia dessas pessoas. Não é mesmo?

 

Deusas da Abundância e Plenitude

Oráculo da Deusa: Hator - Prazer

Oráculo da Deusa: Hator – Prazer

E justamente pelo fato de a necessidade de plenitude ser universal é que, assim como ocorre em relação à Limpeza e à Abundância, outras religiões também têm deusas ligadas ao ato de celebrar de forma plena uma vez que a abundância é alcançada.

Por exemplo, no panteão egípcio temos a deusa Hator, que como criadora do corpo e assim como Sarasvati, governava todos os prazeres corporais, incluindo a música, o canto, a dança e a arte assim como o amor e o toque.

O que nos mostra que, principalmente, após termos convidado a abundância a entrar em nossas vidas, precisamos nos permitir vivenciar as sensações boas advindas dela.

Por que não aproveitar para dar uma pausa após um dia corrido e repleto de desafios para ouvir uma boa música enquanto se toma um banho bem relaxante? Você merece!

muitas vezes a abundância pode vir na forma de mais trabalho ou mesmo na forma de mais oportunidades de adquirir conhecimento.

A colheita, para os antigos, sinalizava uma época do ano em que se trabalhava literalmente do nascer ao pôr do sol. E muitas vezes, nós não associamos mais trabalho ou mais estudo com algo bom e por isso nem reconhecemos isso como parte da abundância, e, portanto, também algo para se celebrar. Vamos tentar ressignificar isso?

Quando estiver estudando ou trabalhando muito, pense que é justamente desse esforço e desse empenho que virão as recompensas futuras, inclusive na forma de maiores ganhos financeiros.

Oráculo da Deusa: Amaterasu - Beleza

Oráculo da Deusa: Amaterasu – Beleza

Outro exemplo de deusas associadas à plenitude nos vem do panteão japonês. A deusa Amaterasu para os japoneses representa o próprio Sol, agraciando e felicitando a todos com seu brilho.

Era de tal importância que na própria bandeira do império do Japão estava desenhado um sol nascente com múltiplos raios. Porém, essa deusa foi insultada por seu irmão Susano-o, o deus da tempestade, e então se recolheu numa caverna e recusou-se a sair.

Foi então que, aborrecida com isso, Uzume, a Deusa-Xamã dançou uma dança engraçada para provocar a curiosidade de Amaterasu. Quando esta saiu da caverna para espiar, ficou deslumbrada com a própria beleza refletida num espelho que os deuses haviam colocado ali e então saiu da caverna.

 

Como celebrar com Plenitude

Sarasvati - deusas da prosperidade

Deusa indiana Sarasvati

Desse mito também podemos tirar valiosas lições para celebrar a plenitude. Muitas vezes, outras pessoas por pura inveja querem nos convencer de que não devemos celebrar por diversos motivos.

Seja porque somos “privilegiados” e, portanto, não é justo que tenhamos aquela determinada abundância enquanto outros não a tem, ou mesmo de que não somos dignos de tal abundância, ou pior ainda, que não é hora de celebrar pois assim vamos perder tudo o que conquistamos. Ou ainda, que o dinheiro que você gastou para se recompensar poderia ficar guardado, entre outras coisas.

Não estou dizendo aqui que você não deve guardar dinheiro para uma emergência, muito pelo contrário, é um hábito muito prudente e que deve ser cultivado. O que não se deve fazer é permitir que a inveja alheia mine a sua alegria por ter conseguido a abundância.

Você tem sim o direito de celebrar, de rir, e de se divertir. Ou mesmo, se você preferir, pegar o dinheiro que sobrou depois de você ter reservado uma parte para uma eventual emergência e utilizar para ajudar os necessitados e com isso se sentir pleno.

Não sinta vergonha ou medo do que os outros vão pensar se você optar por isso. Aliás, se preocupar de forma exagerada com o que os outros vão pensar de nós é uma das formas mais eficazes de minar o nosso sentimento de plenitude!

Quando for celebrar a plenitude, preocupe-se, acima de tudo, com o fato de você estar satisfeito consigo mesmo, com o seu momento e com aquilo que você está fazendo.

Além de separar dinheiro para emergências, não deixe nunca de investir naquilo que te dá prazer, nos seus hobbies. Seja dançar, seja algum artesanato, ou mesmo cuidar de plantas ou de um jardim. O que importa é que você esteja satisfeito, e esta é a chave da plenitude.

Seguindo todas as dicas dadas até aqui, com certeza você está no caminho certo para alcançar a prosperidade, a abundância e a plenitude. Mas é claro que a jornada de cada um é diferente. E ao longo dela, você pode se deparar com dúvidas a respeito de qual caminho é o melhor a ser seguido naquele momento…

Pensando nisso, que tal marcarmos uma consulta para que eu possa te orientar melhor nesse sentido? Vamos descobrir juntos quais Deusas ou qual Deusa possui o ensinamento específico para te ajudar na sua jornada?

Conecte-se com o poder das Deusas!

Agende uma consulta para o Sagrado Feminino 😉

5/5 - (2 votos)
As Terapias Holísticas e Integrativas são complementares à medicina alopática, e não devem substituir nenhuma consulta e/ou tratamento médico.
Atenção: este site não oferece tratamento ou aconselhamento imediato para pessoas em crise suicida.
Em caso de crise, ligue para 188 (CVV) ou acesse o site www.cvv.org.br. Em caso de emergência, procure atendimento em um hospital mais próximo.
Política de Privacidade | Termos de Uso
Copyright © 2018 Guia da Alma. Todos os direitos reservados.
Feito com Luz e Amor em Florianópolis!
Por InCuca