Carregando.
Aproveite a pausa e respire fundo!

Olá, boas-vindas! Neste artigo vamos falar sobre as possibilidades e desafios da profissão de Terapeuta!

Sou Rodrigo Roncaglio, cofundador do Guia da Alma, e facilitador do Propósito Terapeuta. Conversando com centenas de terapeutas de todo o Brasil pude perceber como muitos compartilham dos mesmos desafios. Conto pra vocês o que aprendi sobre isto, e também sobre:

  • Responsabilidades e Habilidades de um Terapeuta
  • Formação e qualificações para a profissão de Terapeuta
  • Nicho de mercado terapêutico
  • Práticas contínuas de autocuidado do Terapeuta
  • Formas de trabalho terapêutico

Boa leitura!

 


 

Responsabilidades e Habilidades de um Terapeuta

mulher em profissão de terapeuta observando

A profissão de terapeuta é altamente gratificante, pois os profissionais causam um impacto positivo e significativo na vida daqueles que atendem!

Todos buscam por uma carreira gratificante. Mas, o que você acha que precisa ter para isso? Embora existem muitas respostas possíveis, na minha opinião há pelo menos duas coisas que você deve buscar.

Primeiro, você deve seguir seu coração. O que significa trabalhar em algo que é importante para você. É algo que você não faz apenas por dinheiro, mas por amor e com carinho. Que é sua missão e propósito de vida.

Em segundo lugar, você deve buscar seu potencial máximo. Não basta apenas fazer o que é importante para você, mas também buscar o melhor de você.

Se você escolheu ser terapeuta, acredito que você já segue seu coração e faz algo em que acredita. Agora, para buscar o melhor de você, é essencial desenvolver e aprimorar habilidades constantemente, pois esta carreira gratificante pode ser bem desafiadora. Algumas essenciais, para quem segue (ou deseja seguir) a profissão de terapeuta, são:

 

  • Habilidades de comunicação:

Para ouvir atentamente os pacientes, a fim de entender o que eles buscam alcançar com as sessões.

 

  • Habilidades de decisão:

Para avaliar as necessidades de cada paciente e recomendar o melhor tratamento com base nas necessidades dessa pessoa.

 

  • Habilidades de gerenciamento de tempo:

Devem adaptar uma consulta às necessidades específicas de cada paciente, buscando usar seu tempo com sabedoria para ajudá-los a realizar seus objetivos dentro do tempo disponível.

 

  • Habilidades com finanças:

Precisam aprender a executar uma prática lucrativa de forma justa e racional. Devem ser capazes de cobrir as despesas e pagar a si mesmos, valorizando seu trabalho.

 

  • Habilidades com os meios digitais e divulgação:

No mundo conectado em que estamos vivendo, fazer divulgação online como terapeuta é essencial para estar presente quando seus pacientes mais precisarem. Os meios digitais já tomaram conta do nosso dia a dia em todas as áreas, e o mesmo vai acontecer com as terapias holísticas, por isso estar atualizado é super importante!

 

  • Resistência física:

A profissão de terapeuta exige várias sessões durante o dia. No caso dos massoterapeutas, por exemplo, é preciso resistência para fornecer um atendimento de qualidade desde a primeira até o último atendimento do dia.

 

  • Empatia:

Também conhecida como a habilidade de colocar-se no lugar do outro. É importante para dar aos clientes uma experiência positiva, o que requer a construção de confiança entre terapeuta e cliente. Fazer os clientes se sentirem confortáveis também ​​é imprescindível para expandir a base de clientes.

 

  • Integridade:

Muitas vezes, os terapeutas têm acesso a informações pessoais dos pacientes, como histórico médico. Portanto, eles devem ser confiáveis, éticos ​​e proteger a privacidade de seus clientes.

 

É uma grande responsabilidade tratar o ser humano de forma integral, cuidando de seus aspectos físicos, energéticos, psíquicos e ambientais. Por isso, sempre converse com o paciente sobre seus sintomas, conheça seu histórico médico e resultados esperados, forneça a eles orientações sobre a sua prática e documente o progresso das sessões.

 

Formação e qualificações para a profissão de Terapeuta

mulher em sua profissão de terapeuta

O Ministério do Trabalho reconhece a profissão e ela é, inclusive, classificada dentro da CBO, a Classificação Brasileira de Ocupações, sob o registro 3221-25 – Terapeuta Holístico.

Apesar de uma profissão reconhecida como ocupação, ela ainda não é regulamentada por Lei Federal. Sendo assim, não há uma formação específica para a profissão de terapeuta holístico, uma graduação, por exemplo.

Para se tornar um terapeuta de sucesso, realizar cursos, aperfeiçoamento e estudo contínuo é essencial. Pode-se optar por uma gama variada de cursos e especialidades, desde os mais introdutórios até os mais avançados, presenciais e online. Vai depender da área de atuação que o profissional escolher.

Por exemplo, cursos de massoterapia, acupuntura, terapias florais, reiki, cromoterapia, fitoenergética, astrologia, barras de access, constelação familiar, meditação, numerologia e thetahealing são algumas opções.

Visto que a maioria dos terapeutas atuam como autônomos, alguns cursos que não são diretamente ligados com a prática podem complementar e ajudar bastante na carreira e no desenvolvimento de algumas habilidades necessárias para você conseguir uma carreira de sucesso. Podem ser cursos de empreendedorismo, finanças, marketing humanizado e administração do tempo, por exemplo.

Foi pensando especialmente em quem está começando a profissão de terapeuta que nós criamos o Propósito Terapeuta, um curso online perfeito para alavancar esta linda carreira! Ele é baseado em 2 pilares, o autoconhecimento e quebra de crenças, e a parte técnica de como fazer uma divulgação humanizada.

 

curso-para-terapeutas

Nicho de mercado terapêutico

mulheres em terapia e profissão de terapeuta

Um nicho de mercado é um grupo de pessoas com algo em comum. Pode ser interesses semelhantes, hobbies, faixa etária, gênero, origem social, religião, estilo de vida, formação educacional, valores, entre outros.

Aqueles dentro de um nicho de mercado têm desejos e necessidades semelhantes e, portanto, um produto ou serviço é comercializado especificamente para beneficiá-los.

Atuar em um nicho específico permite que você ofereça seus serviços para seus clientes ideais e ajuda você a encontrar esses clientes ideais com mais facilidade. Outro benefício de ter um nicho de mercado é que é muito mais fácil se tornar conhecido quando você é visto como um especialista. 

Com frequência vejo terapeutas evitando escolher um nicho por pensar que vão perder todas as outras oportunidades. Na verdade percebo que o foco é uma das grandes dificuldades enfrentadas por terapeutas, e que poucos escolhem o caminho de se especializar em uma técnica.

Eu entendo, afinal neste mundo existem muitas coisas interessantes que você quer aprender! E é super válido, afinal estamos falando de terapia holística, que envolve uma combinação de diversas práticas.

Porém eu realmente recomendo que todos escolham pelo menos uma técnica para se aprofundar e se tornar um verdadeiro especialista, focando 70% dos seus esforços de aprendizado e divulgação. O poder de focar em um nicho é como regular o jato de uma torneira, quanto mais você feche, mais forte fica o fluxo. Isso é senso comum muito forte no mundo business por aí!

Muitos se perguntam se é possível atender a mais de um nicho. A resposta é sim, mas você terá que ser claro ao fazer as distinções entre suas áreas.

Além disso, muitas vezes é necessário mais tempo e esforço para expandir o trabalho em mais de uma área e mais tempo para ser conhecido em cada uma. 

Se você ainda não sabe como escolher um nicho para sua prática, veja algumas dicas:

 

  • Escolha um nicho que você ama:

É muito mais fácil se motivar com o que você gosta de trabalhar. Se você é apaixonada(o) pelo seu trabalho, os potenciais clientes e pacientes irão perceber e sentir isso, ficando muito mais interessados ​​em serem atendidos por você.

 

  • Tenha conhecimento e experiência:

Ou pelo menos esteja estudando sobre o nicho e planejando se tornar um(a) especialista nele.

 

  • Pesquise a viabilidade do seu nicho:

Você precisa saber se as pessoas estão interessadas ou precisam de serviços em sua área. Não adianta oferecer um serviço que lhe interesse, mas que outras pessoas não precisem. E ainda, como profissional de cura, é importante levar seu trabalho até muitas pessoas com facilidade.

 

Práticas contínuas de autocuidado do Terapeuta

terapeutas em meditação e autocuidado

Apesar de suas muitas recompensas, a prática pode abalar o pilar espiritual, mental e emocional dos Terapeutas. Assim, é vital que o profissional realize práticas de autocuidado.

O autocuidado inclui atividades em que podemos nos envolver para promover nosso bem-estar emocional, físico e espiritual. Bom, esse assunto você já conhece, mas você tem praticado em sua vida o que ensina aos pacientes?

A prática de autocuidado deve ser contínua e pode envolver muitas atividades básicas, como: dormir adequadamente, manter uma dieta saudável, praticar exercícios regulares, passar tempo com a família e amigos.

Envolver-se com o seu lado espiritual e fazer uma terapia holística com regularidade são fatores importantes também na vida de um Terapeuta. Meditar, praticar Yoga, fazer autoequilíbrio, energização, autoproteção.

Muitos Terapeutas realizam a autoaplicação de suas terapias (como Digging, no caso de Thetahealers, por exemplo). Mas, às vezes, é necessário uma visão de fora. Faça terapias e trocas com outros Terapeutas, participe de rodas de cura!

Autocuidado envolve ainda estabelecer limites, conhecer seus limites e ser capaz de dizer “não”. Manter um equilíbrio saudável nas atividades profissionais, bem como entre as partes profissional e pessoal da vida.

Não traga os problemas dos pacientes consigo, faça cortes energéticos quanto a isto. Pois além de prejudicar você energeticamente, ficar relembrando o problema do paciente pode causar o chamado efeito quântico de Zenão (que anula a Terapia), solte!

Valorizar-se na profissão de terapeuta também é uma forma incrível de autocuidado. Valorizar o trabalho de cura, a troca de energia com os pacientes, as formações e especializações que foram feitas. Isso inclui saber como cobrar pelo seu trabalho e como lidar em algumas situações desagradáveis, que podem surgir pelo caminho da profissão de terapeuta.

Por exemplo, um paciente pode não aparecer de última hora ou ficar devendo algumas sessões. São problemas que, como em outras profissões, podem ocorrer. Isso pode desencadear o estresse e desestabilizar o cronograma, cabe ao profissional saber lidar da melhor maneira possível.

 

Formas de trabalho terapêutico

Para os Terapeutas autônomos, é possível organizar seus próprios horários, com o cuidado para as horas de trabalho não se tornarem excessivas.

Nem sempre os agendamentos se encaixam no horário típico, pois alguns pacientes precisam ser atendidos após o horário comercial. No entanto, esse ponto, que pode ser considerado negativo por alguns profissionais, é compensado para alguns pela satisfação gerada pelo trabalho extremamente recompensador e por fugir dos horários de rush.

Os terapeutas geralmente trabalham em condições confortáveis, já que seus pacientes precisam se sentir à vontade no ambiente em que são atendidos. Alguns atendem em sua casa ou em um espaço alugado, como por exemplo, em grandes clínicas de saúde, spas ou consultório particular.

Os profissionais também podem realizar visitas aos pacientes, em suas próprias casas, no caso destes estarem com limitações físicas ou psicológicas, por exemplo.

Aproveitando os benefícios da internet e a possibilidade de realizar terapia à distância, muitos terapeutas já oferecem seus serviços online, onde conseguem encaixar seus horários com os do paciente mais facilmente. Bem como, não perder tempo com deslocamento ou gastar com espaço físico.

Uma forma de fazer isso, é por meio de plataformas para Terapeutas, que criam uma ponte de comunicação entre terapeuta e paciente. Nelas, o terapeuta pode criar seu Perfil e divulgar suas qualificações, receber clientes, avaliações e muito mais!

O Guia da Alma, além de ser uma plataforma feita para conectar paciente e terapeuta, é uma comunidade que auxilia o profissional em sua jornada: realizando consultorias, oferecendo dicas para uma divulgação humanizada de seus trabalhos, ajudando-os a levar suas terapias até empresas e comunidade, entre outras formas de apoio. É um espaço de expansão para o profissional em vários níveis.

Ideal para quem deseja seguir na profissão de terapeuta, vivendo do seu propósito e encarando todos os desafios com o apoio de uma comunidade incrível. Além disso, é gratuito para testar por 7 dias! Venha fazer parte!

Quero fazer parte da comunidade!

Os principais desafios da profissão de terapeuta holístico
5 (100%) 8 votos

Rodrigo Roncaglio

Sou cofundador do Guia da Alma, Designer de Experiência do Usuário e Reikiano Nível II. Aprendiz de Astrologia, auto-didata e buscador de uma vida mais espiritual, adoro estar em conexão com a natureza, observar constelações, cozinhar e meditar. Como bom Libriano, busco o equilíbrio da vida em todos os aspectos, e acredito que é aí que mora a felicidade. A beleza do caminho é o próprio caminho!

Deixe seu comentário e contribua com a troca

O Guia da Alma é o Portal que conecta pessoas e Terapeutas para uma vida mais leve com Terapia Holística e Integrativa online ou presencial em todo Brasil!

Descubra também o Autoconhecimento, Espiritualidade e Bem-estar no conteúdo original do nosso blog!

Receba o Guia da Alma no seu e-mail!

Conteúdo para a sua evolução de consciência.

As Terapias Holísticas e Integrativas são complementares à medicina alopática, e não devem substituir nenhuma consulta e/ou tratamento médico.
Atenção: este site não oferece tratamento ou aconselhamento imediato para pessoas em crise suicida.
Em caso de crise, ligue para 188 (CVV) ou acesse o site www.cvv.org.br. Em caso de emergência, procure atendimento em um hospital mais próximo.

Política de Privacidade | Termos de Uso
Copyright © 2018 Guia da Alma. Todos os direitos reservados.
Feito com Luz e Amor em Florianópolis!