Obesidade: como tratar as suas causas emocionais?

Para a saúde do corpo, a saúde emocional também precisa estar em equilíbrio!
obesidade: como tratar as causas emocionais? médico com coração
Mais terapias de Silvia Gumerato
5/5 - (3 votos)

Olá, se você busca saber mais sobre a obesidade, como tratar com equilíbrio e suas principais causas, leia este artigo!

Obs. Este texto é direcionado para pessoas que buscam emagrecimento saudável e/ou estão com problemas de saúde por excesso de peso. Em nenhum momento tem a pretenção de causar qualquer constrangimento a pessoas gordas ou ter orientações gordofóbicas.


 

Como identificar a obesidade 

Obesidade como tratar

Fotos: Pexels

Segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia, ​obesidade é acúmulo excessivo de gordura corporal.

O diagnóstico mais simples de fazer é através do índice de massa massa corpórea (IMC), ou seja, basta você dividir seu peso pela altura ao quadrado.

A Organização Mundial da Saúde (OMS), preconiza os seguintes valores para IMC:

  • Normal 18 a 24.9
  • Sobrepeso 25 a 29.9
  • Obesidade Leve 30 a 34.9
  • Obesidade Media 35 a 39.9
  • Obesidade acima de 40

O diagnóstico por IMC não é propriamente fidedigno, pois pessoas musculosas, como atletas, podem ter seu peso aumentado devido a chamada massa magra. O ideal é avaliar a % de gordura corporal para fechar o diagnóstico.

Além disso, é preciso também analisar hábitos saudáveis e realizar exames de sangue, como: hormônios, taxas de colesterol e triglicerídeos.

 

Causas da obesidade e sintomas

Causas da obesidade e sintomas

Todos sabemos que a obesidade constitui importante fator para doenças como hipertensão arterial, diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares, entre outras. Mas como explicar o aumento de tantos casos no Brasil e no mundo?

E, agora com a pandemia de COVID -19, este número tem aumentado devido ao confinamento, falta de atividade física, aumento de ingestão de alimentos não saudáveis e também devido à nossa saúde emocional.

Vamos entender melhor sobre a obesidade, como tratar e as principais causas, antes de tudo:

 

1. Excesso de alimentos

obesidade como tratar

A ingestão de alimentos, principalmente os gordurosos, com farinha branca, excesso de açúcar e sal, são causas do excesso de peso.

A oferta fácil e rápida dos fast food com alimentos extremamente gordurosos, ultraprocessados, comidas congeladas com excesso de sal e gordura, e tantas outras ofertadas aos montes nos supermercados (com que frequência você olha a lista de ingredientes de seus alimentos?).

 

2. Vida sedentária

obesidade como tratar

Temos tudo ao alcance das nossas mãos: celulares, controle remoto, eletrodomésticos cada vez mais automatizados, carro, elevador e tudo o que a vida confortável pode comprar.

E, ao invés de dispor mais tempo de autocuidado, isso tudo tem deixado muitas pessoas sedentárias.

 

3. Genética e estilo de vida

Segundo pesquisas, se um dos pais é obeso, o filho tem 40% de chance de ser. E se for os dois….80%.

O estilo de vida, crenças e hábitos também estão diretamente ligados.

 

4. Causas endócrinas

Alterações hormonais e endócrinas constituem a minoria dos casos e, neste caso, devem ser tratada por especialistas.

 

5. Causas emocionais, eis a questão!

obesidade causas emocionais

Em primeiro lugar precisamos fazer algumas diferenciações:

  • Fome: é fisiológica. Sinal de que o organismo está precisando de energia. Começa devagar e vai aumentando aos poucos.
  • Vontade: é referente a algum alimento em especial. Por exemplo: vontade de comer feijoada. Você satisfaz seu desejo e pronto.
  • Fome emocional: quando come descontroladamente, muitas vezes sem fome ou vontade específica, somente para aliviar alguma dor momentânea.

A fome emocional é muito comum nos dias de hoje, vou te dar um exemplo:

Hoje você se desentendeu com seu chefe ou um colega de trabalho, ficou muito aborrecido, magoado porque ele foi injusto com você. Para compensar, chega em casa e come descontroladamente, já aconteceu com você?

Comigo já…e é horrível porque ficamos satisfeitos no momento, mas logo depois vem a culpa e o arrependimento.

Outro aspecto comum da fome emocional é quando você faz uma dieta muito restritiva, deixa de comer alimentos que gosta ou ingere quantidade muito reduzida com o objetivo de emagrecer, olha o que acontece:

A pessoa deixa de comer para emagrecer, segura até quando consegue e ao menor problema compensa com a comida, depois vem a culpa, ansiedade e volta a se privar de novo. Até uma hora que ela desiste e adquire o peso que perdeu e mais um pouco…

Perda de peso rápido não quer dizer que você emagreceu. Quer dizer que perdeu água (nosso corpo é composto de 70% de água), massa muscular e a menor parte é de gordura. Emagrecer é reduzir a porcentagem de gordura corporal.

 

6. Obesidade e Gordofobia

obesidade causas emocionais

O termo “gordofobia” se refere para identificar o preconceito e desafios que pessoas gordas e obesas sofrem na vida afetiva, social e profissional. São vítimas de piadas, julgamentos e comparações por não estarem “dentro de um padrão da sociedade”.

A sociedade discrimina indivíduos que sofrem com obesidade ou que são gordos. Eles são vistos como pessoas que têm fraqueza de caráter, por preguiçosos, não tem força de vontade. Sofrem bullying e tem vários apelidos pejorativos.

Você deve conhecer algum caso, não é mesmo? Isto existe por preconceito, falta de empatia e entendimento.

 

7. Obesidade e autoestima

obesidade causas emocionais

Por conta das questões citadas acima, muitas pessoas gordas e obesas tem sua autoestima afetada e precisam de ajuda.

Algumas pessoas lidam muito bem com isso e sentem-se bem consigo mesmas, mas muitas que vestem a máscara da “pessoa feliz” utilizam ela como uma mecanismo de defesa e interiormente sentem-se tristes, inseguras e culpadas.

A autoestima e a satisfação com o corpo deve ser trabalhada a nível mental e emocional.

 

8. Obesidade, ansiedade e depressão

obesidade como tratar

Depressão e ansiedade são patologias que cada vez mais atingem a população mundial.

Estudos relatam que o sobrepeso e a obesidade podem aumentar a probabilidade de depressão. Estas pessoas tendem a comer mais e diminuir atividade física quando estão deprimidas, combinando aumento de peso e baixa autoestima.

A ansiedade é uma emoção natural que ocorre quando há um evento estressante como por exemplo: uma véspera de viagem, prova, vestibular, casamento, etc. Está sempre relacionada com algo que acontecerá no futuro e não sabemos como será!

Medo, insegurança, dúvidas… tudo isto gera ansiedade.

Muitos pacientes que relatam ser ansiosos sofrem de compulsão alimentar e não percebem quando estão saciados, porque ingerem grande quantidade de comida em pouco tempo e, consequente, ganham peso.

Por isso é importante avaliar a saúde da mente quando ocorre aumento de peso.

A obesidade, quando está em nível prejudicial a saúde, torna-se uma patologia do corpo e da mente e precisa ser tratada.

Referências: ABESO-Associação Brasileira para estudo de Obesidade | Sociedade Brasileira de Endocrinologia | Dechen, Laura – TCC e Ferramentos para emagrecimento.

 

Obesidade​: como tratar com saúde emocional? Dicas especiais!

Obesidade​: como tratar com saúde emocional

Afinal, como lidar com a obesidade, como tratar da maneira saudável e equilibrada? É uma tarefa desafiadora.

Existem muitas crenças e valores limitantes como, por exemplo: as pessoas acreditam que emagrecer é privar-se de todas comidinhas gostosas, deixar de ter vida social e, enfim, deixar de fazer tudo o que gosta. Não é bem assim!

Quando a pessoa estiver com suas emoções equilibradas, tendo uma boa orientação nutricional e praticando alguma atividade física, terá sucesso com sua perda de peso.

Para a parte emocional eu sugiro sempre as terapias naturais, exceto se a pessoa tiver alguma patologia que precise de auxílio médico ou psicológico.

Mas então você deve estar se perguntando, o que eu devo fazer? Vou te dar algumas dicas e orientações especiais com base em anos de estudo e atendimentos.

 

1. Descubra qual o SEU peso ideal

como descobrir peso ideal

O peso ideal depende da altura, sexo e idade para ser determinado. O ideal é determinar 3 parâmetros: massa magra, massa gorda e % de água.

O nutricionista dispõe de aparelhos que fazem esta medições, onde pode ser identificada a obesidade. Como tratar adequadamente também é um auxílio prestado esse profissional.

Usando somente a balança para mensurar seu peso não é muito confiável, pois pode variar devido a % de água, ou aumentar devido atividade física que aumenta a massa muscular ou até aumentar a porcentagem de gordura, o que é péssimo.

É preciso também realizar exames de sangue e análise de rotina. Estudo da Universidade de Los Angeles (Ucla) mostra que usar apenas o IMC para determinar índices de saúde pode levar a resultados incorretos.

De acordo com a pesquisa, que cruzou dados de IMC com os de exames laboratoriais, quase metade dos norte-americanos considerados acima do peso conforme seus índices de massa corporal são saudáveis, assim como aproximadamente 20 milhões de obesos. Além disso, mais de 30% das pessoas com o IMC considerado normal na verdade não estão saudáveis. Conclusão? Obesidade não é sinônimo de doença, assim como magreza não é sinônimo de saúde.

Revista Galileu, 2017 no artigo: “Gordofobia: por que esse preconceito é mais grave do que você pensa”

Por isso: descubra qual o SEU peso ideal, como você se sente mais confortável e melhor consigo mesmo (a)!

 

2. Acima de tudo, siga esses passos para tratar a obesidade:

  1. Aprenda a amar você e seu corpo;
  2. Quebre crenças limitantes sobre o tema;
  3. Acolha suas emoções: procure entender porque você está agindo desta maneira;
  4. Livre-se da culpa: você não fez nada errado!
  5. Se precisar, procure uma ajuda profissional.

 

3. Obesidade: como tratar e emagrecer com saúde

Emagrecer com saúde

Existem inúmeras dietas onde se elimina muito peso em pouco tempo, e está mais que provado que isso não funciona porque não se sustenta.

Opte por uma reeducação alimentar e mude hábitos que só te fazem mal. É mais lento, mas ai eu te pergunto: quanto tempo você levou para ter este peso atual?

Eu te convido a fazer Terapia Holística para te ajudar a reconhecer e diferenciar o que é fome da fome emocional, identificar quando você está saciado (a), saber a origem da seu ganho de peso ou obesidade, como tratar e estabelecer uma meta e um planejamento realista para perda de peso, saber identificar os pensamentos, emoções e comportamentos que te levam a compensar com comida.

Emagreça com saúde, de maneira sustentável, e para aumentar sua autoestima e amor próprio. Agende: Terapia Holística para Emagrecimento Saudável

5/5 - (3 votos)
As Terapias Holísticas e Integrativas são complementares à medicina alopática, e não devem substituir nenhuma consulta e/ou tratamento médico.
Atenção: este site não oferece tratamento ou aconselhamento imediato para pessoas em crise suicida.
Em caso de crise, ligue para 188 (CVV) ou acesse o site www.cvv.org.br. Em caso de emergência, procure atendimento em um hospital mais próximo.
Política de Privacidade | Termos de Uso
Copyright © 2018 Guia da Alma. Todos os direitos reservados.
Feito com Luz e Amor em Florianópolis!
Por InCuca