Aprenda dicas para equilibrar sua saúde energética com o artigo do terapeuta holístico Fabio Boni.


 

Todos nós, alguma vez na vida, já sentimos sensações físicas ou emocionais das quais aparentemente não pudemos ter uma explicação lógica! Você está bem e, de uma hora para outra, o seu humor muda; ou você está bem e, de repente, começa sentir uma dor de cabeça, um mal-estar no estômago ou uma “abrição de boca”, seguida de uma moleza.

Sintomas esses que, às vezes, iniciam-se de forma repentina, após você ter tido contato com uma determinada pessoa ou grupo, ou mesmo, após adentrar em algum ambiente populoso. Esgotamento com a sensação de ter sido “sugada”, também é comum após um dia de trabalho, mas esse sintoma é bem diferenciado do cansaço físico habitual.

Isso se explica nas palavras de Einstein, através da sua teoria da relatividade, onde ele prova que: “energia é igual a matéria vezes a velocidade da luz ao quadrado (E=mc²)”, portanto, energia é matéria acelerada e matéria é o inverso, energia coagulada, desacelerada.

Também temos a citação do grande inventor Nicola Tesla que dizia: “Se você quer descobrir os segredos do universo, pense em termos de energia, frequência e vibração” e hoje em dia, temos os estudos mais atualizados e avançados da mecânica quântica, que nos explicam as leis que regem esses fenômenos.

O universo é pura energia – e como já escrevi em meu artigo anterior SOMOS ENERGIA? –, fazemos parte desse universo e trocamos energia com todos e tudo, a todo o momento. Você, às vezes percebe que não se encontra doente na acepção técnica do termo, mas percebe que também não está vivendo na plenitude das suas capacidades físicas, energéticas e emocionais.

Essa troca energética atinge a todos nós homens e mulheres. Quando essas energias não são salutares, mas sim tóxicas, se vivenciadas por muito tempo, acumulam-se em nosso campo energético e, além dos sintomas preliminares de mal-estares físicos e emocionais que com o tempo acabam se agravando, também influenciam de forma negativa em vários setores da nossa vida – podendo gerar falta de abundância, falta de prosperidade, e falta de realização.

Mas as mulheres sentem e vivenciam essas trocas de energias de forma mais intensa, qual o motivo disso? O motivo é devido à mulher possuir uma natureza mais yin, que denota uma sensibilidade maior, um “sexto sentido” mais apurado e uma vivência emocional mais intensa. Nós mulheres, tendemos muito mais do que os homens a vivenciar o que não é nosso, o que nos torna mais vulneráveis diante das forças negativas”, afirma a psicóloga e doutora em psicanálise Priscila Gasparini Fernandes.

Veja abaixo algumas dicas que podem ajudar e neutralizar um pouco a influência negativa das energias em sua vida.

 

Dicas para viver melhor no dia a dia e se proteger das energias negativas

Embora estejamos focando na saúde energética da mulher, essas dicas servirão também para os homens.

  1. Procure conhecer-se melhor, saber das suas fraquezas emocionais e trabalhe essas questões para superá-las. Se necessário, procure ajuda terapêutica. Existem várias linhas terapêuticas convencionais e ou naturais holísticas que poderão ajudá-la;
  2. Foque nas suas questões, na sua vida, sempre vivendo o seu melhor e com boas emoções e pensamentos positivos;
  3. Trabalhe sua autoestima. Ame-se como você é e na sua totalidade. Procure valorizar as suas qualidades e suas vitórias diárias e não se detenha apenas na sua aparência física;
  4. Não haja por impulso. Pense, racionalize, procure o equilíbrio entre emoção e razão para tomar as melhores decisões;
  5. Aprenda a dizer NÃO. Seja mais você ao invés de vivenciar sempre os “embalos das suas amigas”. Você não precisa aceitar tudo o que suas amigas querem, e quando você sente que algo não lhe agrada ou passou dos limites, evite.
  6. Fique longe de pessoas e ambientes “carregados”. Evite amizades tóxicas. Evite pessoas dominadoras, que só reclamam da vida, que são vitimistas, fofoqueiras, etc.
  7. Se quiser ajudar alguém, primeiro analise se você está em condições emocionais e energéticas para isso. Se você não estiver bem, nem se arrisque.
  8. Não fale de suas intimidades pessoais com qualquer pessoa, mantenha-se reservada. Falar de sua vida íntima e familiar para as pessoas, “baixa” a sua guarda energética. Nunca se sabe a verdadeira intenção de uma pessoa. Às vezes, uma pessoa que se diz sua amiga, no fundo pode não ser.

Espero que esse texto e essas dicas possam lhe ajudar. Se você sente que precisa de ajuda para superar as suas questões emocionais e trabalhar seu equilíbrio energético, procure ajuda de um profissional. O assunto é vasto e não se encerra aqui, pesquise mais a respeito. Gratidão!

 

Quer saber mais sobre sua saúde energética?

Sou Coaching Holístico, Radiestesista e Terapeuta Oriental.

Entre em contato comigo!

 


 

Receba o Guia da Alma no seu e-mail!

Conteúdos para a sua evolução da consciência, uma vez por semana.




 

Fabio R. Boni

Coaching Holístico, Radiestesista, Terapeuta Oriental

2
0

Terapeuta desde 2005, inciou seus estudos em MASSOTERAPIA pelo IBRAMRP/RP (Instituto Brasileiro de Acupuntura), posteriormente cursou ACUPUNTURA e TERAPIAS ORIENTAIS pelo CEATA/SP onde aprendeu técnicas da MEDICINA TRADICIONAL CHINESA , FLORAIS e FITOTERAPIA. Continuou os estudos e aprofundamentos em várias escolas, formando-se nos cursos: A MEDICINA TRADICIONAL CHINESA e a PSIQUÊ (IAMOTA/RP), INTRODUÇÃO A FILOSOFIA TAOÍSTA (SOCIEDADE TAOISTA do BRASIL/SP), RADIESTESIA e RADIÔNICA (ESC...

Deixe seu comentário e contribua com a troca

Nossos Parceiros:

guia da alma - lua peregrina
guia da alma - aldeia indigo
tranquility-pra-voce
mezcla photos
anahata-world
guia-da-alma-kaygangue-parceiros